A educação religiosa e o ambiente de estudo me marcaram, no Seminário de Sobral.

Spread the love

Nasci em ARACATIAÇU- distrito de Sobral, Ceará, onde vivi os primeiros doze anos de minha vida. Ali, numa vida de tranquilidade, nem nos dávamos conta das limitações existentes. Era o nosso mundo. Ele nos bastava. Jamais imaginava o que me viria pela frente, que história podia construir.

Sou filho de Moisés Cavalcante Vasconcelos e de Francisca Guiomar Vasconcelos. Ele comerciante e ela do lar. Casal marcado pela religiosidade, como era comum em nossas pequenas comunidades interioranas.

Meus primeiros professores foram D. GENÉSIA MARINHO E O SR. MANOEL MENDES em Aracatiaçu.

Dentista ANTÔNIO VIANA e esposa

Tive como colegas de infância: Joviniano Lopes e José Raimundo Viana. Durante minha infância fui coroinha durante alguns anos, participei como cruzadinha, na igreja de Aracatiaçu. Fui encaminhado para o Seminário de Sobral, aos 13 anos, em fevereiro de 1960, pelo então vigário Pe. Odilon Marinho de Pinho. Deixei o Seminário em dezembro de l967.

O que mais me marcou no Seminário foi a educação religiosa e o ambiente de estudo. Tenho como principais lembranças: as aulas de Português do Pe. Osvaldo Chaves, de Geografia do Pe. Lira e de Matemática do prof. Arimateia. Dos bons conselhos dos reitores Padre José Linhares Ponte e de Padre Sadoc. Dos bons colegas de classe: Edmilson Andrade, Régis Frota, Marcos Antônio, Macário, Pimpão, Juarez Leitão e muitos outros.

Outras lembranças foram as saídas para a missa na Catedral de Sobral, os jogos de futebol de  salão e as estórias contadas pelo colega Juarez Leitão na hora do recreio. O que mais me motivou a sair do Seminário foi a abertura e mudanças do Pós- Concilio Vaticano Segundo. 

Logo após a saída do Seminário, ingressei na Faculdade Federal de Odontologia do Ceará em 1970. Conclui  o Curso de Odontologia em dezembro de 1974. Tive meu 1º emprego no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ibiapina como cirurgião dentista em 1975.

No ano seguinte montei meu 1º consultório na cidade vizinha de Ubajara. Daí em diante segui os trabalhos como profissional liberal sem vínculos empregatícios.

Em 1978 ganhei o prêmio máximo, casando-me com Antônia Mendes de Vasconcelos que me deu o maior patrimônio da vida: MINHA FAMÍLIA, composta de três filhos: Pollyanna. Daniel e Carlos Eduardo. Pollyanna formou-se em contabilidade, casou-se e me deu a ,alegria do primeiro neto, Mateus, paixão do Vovô, Daniel é cirurgião dentista, casado com a prima Gabrielly, também cirurgiã dentista e moram pertinho de nós na cidade de Tianguá – Ce. Estes completaram a alegria e felicidade, pois nos deram uma linda netinha, Maria Eduarda, minha princesinha. Carlos Eduardo formou-se em Jornalismo e  hoje está fazendo Mestrado em Portugal na Universidade do Porto.

Estamos casados há 36 anos vivendo um pertinho do outro com muito amor. Ainda moramos em Ibiapina, usufruindo do maravilhoso clima de serra. As nossas melhores lembranças são das maravilhosas viagens que fazemos juntos todos os anos.

Todas essas conquistas foram, sem dúvida, fruto da formação adquirida no período vivido no Seminário.

(*) Texto extraído do livro SEMINÁRIO DA BETÂNIA – AD VITAM – 65 DECLARAÇÕES DE AMOR, de Leunam Gomes e Aguiar Moura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *