Coluna Primeiro Plano

O FAMOSO QUARTINHO DE EMPREGADA É UM INDICADOR DE QUE A ESCRAVIDÃO CONTINUA A EXISTIR  – Edição de 23 de julho

O Ministro da Educação, um dos, terrivelmente, evangélico, quer a volta das aulas presenciais a qualquer custo. Este é um assunto para ser debatido e decidido em cada comunidade.

Nas experiências em educação municipal, sempre procurei ouvir as famílias. E deu certo. Foi ouvindo a comunidade de Croatá que mudamos, com sucesso, o calendário escolar, em 89.

Com Célio Miranda, Secretário Executivo da Comissão Especial Wanda Sidou e com José Maria Tabosa, um dos ex presos políticos, tivemos um encontro com Elpídio Moreira,  da SECULTFOR.

Nosso propósito era pedir o seu apoio para a recuperação e reativação do Memorial da Resistência Arquivo das Sombras. Na Ditadura, ali funcionava a Policia Federal, com Laudelino Coelho.

À época, fui assíduo frequentador, e como Coordenador, era intimado para explicar textos do Programa do MEB, apresentado pela Rádio Assunção. Tudo era previamente censurado.

O Programa A ESCOLA EM SUA CASA era dirigido à alfabetização de adultos, pelo Rádio. Tinha grande audiência, inclusive junto aos censores da PF. Sempre que ia lá, não sabia se voltava.

De Messias Pontes, ex-colega no MEB, lá está escrito: “A minha primeira prisão foi em 72, num programa de rádio. Fui preso por um programa de rádio que não foi ao ar”

No Memorial da Resistência estão conservados duas celas com beliches de cimentos, uma solitária e um vaso sanitário para uso coletivo. Era local de prisões e torturas.

É triste constatar que jovens em pleno vigor, ficaram ali trancados só porque pensavam diferente dos ditadores e lutavam por liberdade no país.  Há quem diga que não houve ditadura.

É muito gratificante observar a diminuição das mortes por Covid, após as aplicações da vacina. E ainda há os teimosos que contestam a ciência e recusam imunizar-se.

Está no nosso site professorcomprazer.com um depoimento de uma catadora de lixo. Verdadeira aula. Poderia ser exibido e debatido em qualquer sala de aula. Oportunidade de combater o preconceito.

Aliás, tenho uma experiência denominada DE OLHOS NA REALIDADE para as séries iniciais. É o conteúdo das disciplinas, associado à realidade dos alunos. Sempre deu certo.

“Há um genocídio de pessoas negras e jovens em andamento no Brasil, tanto quanto havia na época da escravidão.”  É o que diz o famoso historiador Laurentino Gomes à Carta Capital. E mais:

O famoso quartinho de empregada é um indicador de que a escravidão continua a existir entre nós sob formas sutis e disfarçadas. Da mesma forma, as nossas prisões e penitenciárias”.

Estamos longe de superar o preconceito racial. A minha grande esperança é a convivência bem orientada na sala de aula. É pelo trabalho em grupo que os alunos vão descobrindo os valores próprios e dos colegas.

Os nossos preconceitos de hoje refletem as nossas relações nas escolas. Alguns alunos eram prestigiados. De outros, os professores sequer aprendiam os nomes. Eram números, invisíveis.

Nosso livro PROFESSOR COM PRAZER tem um capítulo sobre “os primeiros dias de aula”. Seguindo aquele roteiro, a sala de aula passará a ter mais vida e todos os alunos participarão.

Quem já experimentou, percebeu que dá certo. E, a partir dali o Professor e os alunos passam a descobrir o prazer de uma convivência afetuosa em sala de aula.  Não custa tentar.

Tenho visto, em matérias jornalísticas sobre o retorno às aulas presenciais, as salas organizadas no sistema tradicional. Por que não aproveitam e organizam em círculo?

O círculo une mais. Os alunos se veem e não ficam apenas olhando para a nuca dos que estão à frente. Em um círculo podem se comunicar melhor. Sempre faço isto e dá certo.

Na realidade, há um certo comodismo. O medo de inovar, experimentar. Educação é mudança. Há, infelizmente, os que criticam aqueles que ousam fazer diferente. Nunca avançarão.

Em homenagem a São Joaquim e Santa Ana, celebrados no dia 26 de julho, o Papa Francisco define a data como o “Dia Mundial dos Avós”

NAZI GOMES LIMA

Um hábito saudável  entre vários grupos de WhatsApp, tem sido a reza do Terço e/ou Oficio de Nossa Senhora, on line. Também é um bom momento de reencontros e bate-papos.

Neste sábado, no final da tarde, o terço será presencial para a maioria. Haverá comemoração do aniversário da Nazi, na casa das irmãs, em Fortaleza, com a presença dos familiares.

A Paróquia de Guaraciaba do Norte já está anunciando a realização da tradicional Festa da Padroeira, de 05 a 15 de agosto. Na certa, com todas as precauções deste tempo de pandemia.

A PROPAGANDA DAS ARMAS DEU RESULTADO. 50.033 ASSASSINATOS NO PAÍS, DURANTE A PANDEMIA DE COVID 19 – Edição 16/07

O Governo do Estado está realizando uma requalificação do entorno do Palácio da Abolição. Caminhando por ali, pela manhã, ouvi de um ciclista: “Isto é para roubar dinheiro do Estado”.

Esta, infelizmente, é a visão que muita gente tem dos políticos. Uma obra de importância, é vista como ocasião de roubo.  Há muitos políticos sérios que garantem nossa democracia.

Supondo que todos os políticos são ladrões, muitas pessoas procuram oportunidades para tirar alguma vantagem. Há quem faça armação até para receber o Auxilio Emergencial.

As noticias que chegam das milicias são, exatamente, assim. Criam formas de tirar vantagem da inocência ou do desconhecimento dos mais pobres. Com pessoas esclarecidas é mais difícil.

Os maus políticos são aqueles que em vez de defender ideias, agridem pessoas. Querem posar de esquerdistas, de progressistas, mas agem como os velhos udenistas. Lacerdistas.

Um esquerdista convicto não ataca pessoas. Combate ideias. Chamar um adversário de ladrão, criminoso sem as devidas provas, é uma leviandade.  Mostrar valentia não é virtude.

Profundamente,  lamentável o falecimento da Professora Mirtes Amorim, da UFC. Um liderança no meio universitário. Há alguns anos, com um grupo, fomos rever São Luís.

Clínica Popular Getsêmani, em Guaraciaba do Norte, está inovando com atendimento gratuito para idosos. Serão 40 atendimentos por mês.  Um gesto de compromisso social.

Os fanáticos que trocaram a cruz  pelo gesto que imita uma arma, agora agridem dentro das igrejas. Os padres que não rezam na cartilha dos alucinados devem ficar precavidos.

Uma troca irracional. A cruz nos lembra um Salvador que morreu para nos salvar. O símbolo da arma, nos lembra a violência, a tortura, a morte.

A revista Carta Capital, desta semana, publica que a propaganda das armas deu resultado. 50.033 assassinatos no país, durante a pandemia de Covid 19. Uma morte a cada 10 minutos.

A comunidade tem o seu jeito de punir os machões que gostam de bater nas mulheres. O DJ Ivis que era muito preferido, perdeu várias oportunidades. Dará duro ao sair da prisão.

Festa na Filarmônica Estrelas da Serra de Croatá. Felipe Rodrigues e Rafael Martins, foram aprovados na primeira fase da seleção para a Marinha do Brasil, ambos para trombone de vara.

Incrível como há pessoas que se prevalecem das funções que ocupam para aumentar os próprios patrimônios. Mudam as normas vigentes para se acobertarem, legalmente.

Políticos e periféricos queriam prevalecer-se do momento para ganhar muito dinheiro com a vacina. Atrasaram a compra, na esperança de ganhar mais dinheiro.  E milhares morreram.

No livro que estou concluindo, falo das pessoas com quem convivi, direta ou indiretamente, em Guaraciaba do Norte, até 1955, quando saí para estudar em Sobral, no Seminário.

O objetivo é mostrar que, apesar de todas as dificuldades da época, nossos antepassados nos legaram muitas coisas boas. É só comparar. Outra realidade, mas com uma boa convivência.

Ouvi hoje uma ótima notícia. Aliás um sonho que acalentava há anos. São Benedito terá um curso de Agronomia. Bem ao encontro da vocação da região. Parceria  UFC/ UVA.

A crônica semanal do Mons. Assis Rocha, publicada em nosso site professorcomprazer.com é lida nas Rádio Pajeú de Afogados da Ingazeira, em Pernambuco, e Genoveva, de Bela Cruz.

As exposições fotográficas do Presidente no hospital não estão dando o efeito esperado. Não estão gerando “pena e dó”. Os comentários nas redes sociais são bem diferentes.

EM GUARACIABA DO NORTE, VOCE ENCONTRA ESTE LIVRO NA PAPELARIA EDUCATIVA, na Travessa Francisco Bezerra, 13

A CNBB LEVANTA SUA VOZ NESTE MOMENTO, MAIS UMA VEZ, PARA DEFENDER VIDAS AMEAÇADAS Edição d 09 de julho

O Projeto Família Viva, Vive! Foi com este Projeto que, na manhã de 2 de julho, o Professor Guto Lira foi premiado com a 1ª colocação do PEPE (Projeto Experiências Pedagógicas Exitosas) do Ensino Fundamental I de Viçosa do Ceará.

Ao cumprimentá-lo, via Facebook, disse-lhe: Era previsível que seria premiado. Basta ousar e fazer diferente, estimulando a participação. Parabéns!

Sua resposta: “Muito obrigado pelo carinho professor! Exatamente assim que aprendi com seu livro Professor com prazer“. Podia ser mais gratificante?

Fiquei até comovido, mas não surpreso. Na segunda edição, publiquei a opinião de Guto Lira sobre a importância de nosso livro na sua vida profissional.

A Secretaria de Educação tem à frente à competentíssima Professora Willia Andrade que, apesar de jovem, já tem uma importante história no ensino municipal

O Professor premiado Guto Lira com a Professora Willia Andrade, Secretária de Educação de Viçosa do Ceará.

Um aspecto importante na gestão da Educação é trabalhar com uma equipe entusiasmada e motivada. Isto depende de gestores competentes e que sabem compartilhar conhecimentos.

Gestores que só sabem fiscalizar e mandar, geralmente são incompetentes. Não querem colaboradores. Preferem pessoas submissas e bajuladoras.

Imagino que os técnicos comprometidos e competentes devem sofrer, testemunhando desmandos e decisões absurdas nas suas Secretarias e , até mesmo em Ministérios.

A CNBB levanta sua voz neste momento, mais uma vez, para defender vidas ameaçadas, direitos desrespeitados e para apoiar a restauração da justiça, fazendo valer a verdade. 

A trágica perda de mais de meio milhão de vidas está agravada pelas denúncias de prevaricação e corrupção no enfrentamento da pandemia da Covid-19”.

A Comissão Parlamentar de Inquérito, do Senado Federal, tem revelado ações terríveis. Em vez dos cuidados com salvar vidas, as ações eram para encher os bolsos.

Recomendo o filme ANEL DE TUCUM que pode ser visto, facilmente, no Youtube. É sobre as perseguições dos ricos ao trabalhos das comunidades eclesiais de base. Excelente.

O Ministro da Educação, um dos “terrivelmente evangélicos” quer o retorno das aulas presenciais. Isto, todos queremos, mas desde que todos estejam vacinados e seguros.

Por discordar das ações e omissões do Governo Federal, um padre, em Fortaleza, foi agredido após a sua missa, na sacristia. Um grupo das mulheres que fazem arminha.

Com certeza, se acham da elite de anéis de ouro, carros de luxo e vão exibir-se na Igreja. Sem pingo de juízo, sem ideias, repetem o que lhes dizem. Nada de elite.

Não duvido que, brevemente, façam campanha para eliminar a oração do Pai Nosso, quando perceberem, um pouquinho, o significado de sua mensagem.

Em Guaraciaba do Norte, a Paróquia anuncia a realização da tradicional Festa de Agosto, celebração da Padroeira. Certamente, com todas as precauções.

Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Prazeres, de Guaraciaba do Norte- Ceará

PRISCILA XAVIER, Secretária de Educação de Senador Sá

Fez uma inovação significativa, ao incluir  produtos da agricultura  familiar local: farinha, bolos, ovos caipira e polpa de frutas.

Há muito tempo defendo que cada comunidade devia ser a fornecedora da merenda escolar de seus alunos. O dinheiro circularia na própria comunidade, gerando renda.

Em Guaraciaba do Norte, a Clínica Popular Getsêmani completou o seu primeiro mês  com muito sucesso. Vem despertando muita credibilidade pela qualidade dos serviços.

Há algum tempo venho observando que os municípios só promovem capacitação para Professores nas disciplinas Português e Matemática.

As demais disciplinas, igualmente, importantes, ficam esquecidas e cada professor se arranje como puder. As demais disciplinas não contam para as premiações?  Justifica?

Ao sondar a razão de tal prioridade, numa Secretaria de Educação de município, alguém me respondeu que faziam o que a SEDUC manda.

Como Secretário de Educação por quatro vezes, nunca senti interferência da Secretaria de Educação do Estado. Tive apoio. Nunca determinação sobre as ações locais

Sempre realizamos atualizações de Professores em todas as áreas. E os resultados chegavam às salas de aula. Fazíamos acompanhamentos avaliações permanentes. Jamais fiscalizações.

É fundamental os gestores sejam assessorados por pessoas de reconhecida competência. Educação não pode ser conduzida com improvisos. Com criatividade, sim.

O estudo deve ser permanente entre os condutores da Educação municipal. Só titulação não resolve. Quem não tem hábito de estudo não deve conduzir a educação.

Há, infelizmente, muitos professores que não gostam de ler. Como motivar os alunos à leitura, sem dar bom exemplo.

Gestores incompetentes ou autoritários  não se assessoram de pessoas capazes, mas daqueles que sejam submissos.

Na Educação, é fundamental ouvir os que estão envolvidos no assunto. Ouvir os alunos, os Pais, os Professores, os Servidores. É experiência própria. Dá certo.

Dá trabalho? Dá sim. Mas não adianta ter medo. Basta adotar metodologia apropriada e geradora de participação. Os resultados são gratificantes.

Para capacitar as equipes da Educação, uma porta se abre para todos: O Curso on line de Educação Biocêntrica. Aulas Tele presenciais; Aulas gravadas;

Certificado de 50hs pela Universidade Biocêntrica – Material de Apoio Aulas gravadas liberadas por 6 meses. 

Funcionamento: Quinzenal, aos sábados, das 10:30 às 12:30 e das 14:30 às 17:30   Quinzenal- Fuso-Horário de São Paulo. Início: 10/07/2021- Término: 23/10/2021.

Os Professores facilitadores serão do Brasil, Colômbia, Argentina, EUA, Chile, Espanha, Portugal e Uruguay. Os participantes serão também de vários países.

“400 MIL MORTES  DE BRASILEIROS, PELA COVID 19, PODERIAM TER SIDO EVITADAS”  Edição de 25/06

A Geração 68 está aí vivinha da silva e com os mesmos ideais.  Neste sábado, em Fortaleza, às 10 da manhã, muitos estarão reunidos na Praça do Ferreira, em frente ao Cine São Luiz.

Os que ainda estão na luta prestarão homenagem pótuma aos que já se foram, mas que deixaram exemplo de luta. Destaco o meu ex-colega e amigo Messias Pontes, dentre tantos.

O grupo vestirá esta camisa amanhã. E no dia 26 de junho, novamente, em comemoração aos 53 anos da Passeata dos CEM MIL

É profundamente, lamentável, ver os índios serem agredidos, em Brasília, por defenderem suas terras. Eles já estavam aqui quando chegaram os invasores, em 1500. Não são eles.

Seria muito bom que os seus direitos fossem respeitados, no entanto, os poderosos subestimam os índios e, por ganância, tomam-lhes o que lhes é mais sagrado.

Em algumas escolas, há quem se refira aos índios como uma se não mais existissem. E eles estão aí trabalhando e estudando. Ocupam os lugares a quem têm direito e mantêm as tradições.

Apesar do refúgio que o Covid nos impõe, não podíamos deixar de comparecer ao casamento da grande amiga Palmira, ex-colega de trabalho e Reitora da UVA. Que seja muito feliz.

Para o retorno das aulas presenciais, no nosso livro PROFESSOR COM PRAZER – Vivência e Convivência na Sala de Aula, há um roteiro detalhado para os primeiros dias de aula.

Os alunos e alunas virão ansiosos para reencontrar os colegas. O roteiro orienta como fazer isto, de uma forma atraente e estimuladora de participação.  Sob a orientação dos Professores.

A família toda está em festa com a ascensão funcional da Aline Rodrigues Feitoza que, agora é, com todos os méritos, Professora Titular da UNIFOR.

Aline e o marido Adriano, Enfermeiros Obstetras, possuem Mestrado em Doutorado em Saúde Coletiva.  É filha do querido primo Joãozinho Gomes Feitosa e da Socorro Rodrigues.

Betanistas aniversariantes de junho: Dia 2: Erasmo Aguiar Ribeiro; 15: Modesto Siebra; 24: Antônio Viana; 27: José Vitorino

“Indignados com o elogio de Marco Aurélio Mello a Moro na votação em que o ex-juiz foi considerado suspeito no julgamento de Lula, juristas decidem tirar texto de livro”. Brasil 247.

A Lava Jato amaldiçoou os políticos. O povo escolheu  o candidato que falava mal dos políticos. Aí estamos com o resultado. Desemprego, fome, preconceitos, armas, violência…

A propósito, estou lendo o livro VAZA JATO contando toda a história das descobertas das posições de Juiz e Procuradores que condenavam, mas queriam ascender na política. Não deu!

“400 mil mortes  de brasileiros pela COVID 19 poderiam ter sido evitadas, se o Brasil estivesse na média mundial de controle da Epidemia”. Disse à CPI do Covid o Epidemiologista Pedro Hallal.

Sobre o assunto, vale a pena ler o texto do Mons. Assis Rocha, aqui no site, com o título: Não podemos aceitar o “negacionismo” dos nazifascistas!

A Verdade vence! Há pouco tempo, as acusações a Lula e ao PT, colocaram-nos quase no fundo do poço. E o Juiz e os Procuradores da Lava Jato viraram ídolos nacionais. A verdade surgiu e a situação mudou. Lula Livre e seus algozes desacreditados.

A Professora Vania Pontes, apresentou ontem um dos seus poemas na Feira Virtual do Livro dos Estados Unidos. Imaginem o quanto fico feliz com o êxito desta ex-aluna, na UVA.

Nos meios Literários a jovem Doutoranda, de Ipueiras, Gestora Pedagógica da FAL/UNINTA, de Sobral, a ascensão da Vânia Pontes tem sido rápida, como a sua capacidade de produção.

Em atenção aos Diretores e Coordenadores Pedagógicos de Poranga, com quem tive um encontro dia 10, escrevi uma sugestão de roteiro para o primeiro dia aulas presenciais.

Com certeza, os alunos retornarão com muita vontade de rever os colegas e de trocarem ideias sobre a longa ausência. Elaborei uma série de sugestões para o reencontro.

No nosso livro PROFESSOR COM PRAZER -Vivência e Convivência na Sala de Aula já há um roteiro bem detalhado. O papel dos Professores será de facilitadores da conversa.

COMENTÁRIO RECEBIDO

Se Deus quiser, vamos implantar esse modelo (Professor com prazer) em Meruoca. É questão de tempo. Parabéns, Prof. Leunam!

De Benedito Herculano Costa, Jornalista em Sobral e Meruoca

COM APENAS 12% DA POPULAÇÃO BRASILEIRA VACINADA, NÃO HÁ COMO DEIXAR DE LADO AS PRECAUÇÕES Edição de 11 de junho

Ontem, pela manhã, tive o prazer de  conversar, on line, com os diretores e Coordenadores Pedagógicos de Poranga. A iniciativa foi do subsecretário Fernando Lima.

Uma surpresa foi a participação do Professor e Artista Dreivos Sousa, de Croatá, com quem tive a alegria de trabalhar na Secretaria de Educação de Croatá, em 2013.

A conversa foi Gestão Democrática Escolar. A abordagem feita a partir da minha experiência pessoal. Todas as gestões  que desenvolvi foram, comprovadamente, democráticas.

Aconteceram em Croatá (1989/1992), em Poranga (1993), Guaraciaba do Norte (1993/1995) e, novamente em Croatá, em 2013.

Aquelas experiências foram todas documentadas. A de Guaraciaba do Norte virou tema da minha dissertação de Mestrado: “Em Educação, sem Participação não há mudança”.

A questão da participação foi abordada no âmbito do Município, da Escola e da Sala de Aula. Os resultados foram sempre positivos e fundamentaram o livro PROFESSOR COM PRAZER.

O Professor Fernando Lima foi o articulador do Curso de Metodologia de Ensino, com  base na Educação Biocêntrica, realizado em Poranga. Ele se transformou num entusiasta, com sucesso.

Uma das manifestações dos Diretores foi esta: “Obrigada, Professor Leunam, por nós proporcionar uma experiência espetacular, um momento de vivência incrível, foi um prazer participar.” 

A partir da provocação do Professor Fernando Lima: Como você sai dessa formação? Expresse suas impressões, outros comentários, estão aqui neste site.

A Geração de 68 vai às ruas no dia 26 de junho, quando marcam 53 anos da histórica Passeata dos 100 mil.

A temática será: Por um auxílio emergencial de R$ 600; Pela democracia sempre. Ditadura nunca mais! Basta de genocídio!

Recebi do colega Betanista Plinio Belchior Magalhães um vídeo com a gravação do Hino da Padroeira de Viçosa do Ceará, interpretado pela Orquestra Sinfônica de Teresina.

A autora e interprete é Inês Mapurunga, sua irmã. Há também a participação do Maestro Poti Fontenele, famoso Músico e Maestro viçosense.

A comprovação de um esforço coletivo, com lideranças sérias e comprometidas é esta obra da Associação Cultural Arte em Pauta, com a construção de seu Centro Cultural, em Croatá.

Acompanho esse grupo desde o seu nascimento e posso testemunhar o esforço e os resultados. Construíram uma história de sucessos, superando inúmeros obstáculos.

Maestro HELIO JUNIOR e seu entusiasmo pelo inicio da obra

Hoje a obra já está em andamento e precisará, cada vez mais do apoio da comunidade. Toda contribuição será muito importante. O Hélio Júnior informará como fazer: (88) 992572081

Como decifrar esta frase para os alunos? “Essa CPI precisa ouvir cientistas que são a favor e também os que são contra a ciência”. Foi dita por um Senador cearense.

Com apenas 12% da população brasileira vacinada, não há como deixar de lado as precauções, especialmente, deixando de usar máscara, liberando-se do distanciamento e do asseio com as mãos.

Ouvi um cientista dizer que só se pode deixar essas providencias quando, pelo menos, 70% da população esteja vacinada.  A situação é esta: ou precauções ou suicídio.

O fanatismo cega. O negacionismo mata. Não querer seguir as orientações dos cientistas, nas precauções contra o COVID, é caminhar para o suicídio.  A máscara é símbolo de inteligência.

O QUE FAZ ALGUÉM, SEM MAIS NEM MENOS, AGREDIR OU MATAR UMA PESSOA, PELO FATO DE ELA SER E AGIR COMO HOMOSSEXUAL? Edição de 4 de junho

Viu-se na CPI do COVID que a Dra. Luana Araújo foi descartada por ter muita competência. A mediocridade prevaleceu.

Nos nossos municípios acontecem situações semelhantes. Aventureiros e oportunistas tomam o lugar das pessoas competentes locais. E improvisam mudanças absurdas e desnecessárias.

A condução da educação municipal requer, cada vez mais, pessoas de alta competência, compromisso e responsabilidade. Não deve ser apenas escolha de caráter político.

Os novos tempos requerem muita capacidade de gestão. Não é possível fazer mudanças improvisadas. Eventuais consultores devem  ser técnicos de comprovada competência.

Há muitos oportunistas que aparecem com histórias fantasiosas, sem comprovação de experiências de êxito.  Na própria cidade podem ser encontradas pessoas bem mais capazes.

E aí, por causa da má política, os que chegam de fora são prestigiados em detrimentos das pessoas competentes locais. E os oportunistas não dão o menor valor as experiências nativas.

Em algumas vezes em que fui convidado a prestar assessorias, o primeiro passo sempre foi conhecer a realidade local, estabelecendo estreitas relações com os professores. Deu certo.

No retorno dos alunos às aulas presenciais haverá necessidade de ótimas estratégias de acolhida e de convivência. Tenho insistido nisto porque vai ser a exigência do momento.

Naturalmente, os maus políticos ficam incomodados com a presença de Professores na organização de partidos. Os partidos são instrumentos de mudança.  Menos os de aluguel.

Monsenhor ASSIS ROCHA, de Bela Cruz, Professor, Mestre e Doutor em Comunicação Social, Autor de livros sobre FÉ E POLITICA

Uma ideia seria convidar o Mons. Assis Rocha que, há muitos anos, desenvolve, estuda e prega o tema FÉ E POLÍTICA, para os cristãos de nossas comunidades.

Recomendo a leitura do seu artigo: Convivência saudável e criativa, na Pandemia! Aqui na coluna IDEIAS & NOTICIAS, neste site professorcomprazer.com

Novos requerimentos de compensação financeira, encaminhados à Comissão Especial de Anistia que tenho a honra de presidir, estão sendo analisados pelos Conselheiros.

Uma pergunta: O que faz alguém, sem mais nem menos, agredir ou matar uma pessoa, pelo fato de ela ser e agir como homossexual?

Não seria o agressor um enrustido que tem inveja daquele ou daquela que assumiu a sua condição de homossexual? Não vejo outra razão para a homofobia radical.

É uma ação totalmente irracional. É como o racista que se acha superior ao outro por ter uma cor ou ser de uma raça diferente.

Como disse Millôr Fernandes: “o racista brasileiro é aquele que desconhece o seu passado”.  Nós somos o resultado da mistura de brancos, negros e índios.

Daí a grande responsabilidade do Professor em sala de aula, criando, desde cedo, oportunidades de diálogos entre os alunos.

A adoção do Círculo de Cultura, uma das geniais criações de Paulo Freire, é um recurso incrível para promover a aproximação entre as pessoas. É pelo diálogo que se vai conhecendo a turma.

Digo isto por experiência pessoal em sala de aula.  Aqueles que foram meus alunos e alunas sabem das variações que faço na formação de grupos. Rapidamente, gera-se aproximação.

Os Professores precisam ser estimulados à adoção de metodologias criativas e geradoras de participação.  Os gestores devem estimular os Professores.

Todos os dias, eu recebo, da Professora Nazaré Antero, um BOM DIA bordado, com belas MENSAGENS. Hoje, os bordados se tornaram um belo livro. Na abertura, o  seu agradecimento: “Agradeço às pessoas que, como eu, continuam Tecendo Resistencia em tudo que fazem, inclusive o Bordado, na perspectiva  de que é possível construirmos um mundo de paz, mesmo em  tempos de Pandemia”
BORDADOS de autoria da Professora NAZARÉ ANTERO

O ANALFABETISMO DE ADULTOS É A PARTE MAIS VISÍVEL DAS DESIGUALDADES SOCIAIS. Edição de 28 de maio

Professores na política? “O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos”, como disse, há cem anos, Bertold Brecth.

É muito positivo observar que os Professores, de forma organizada, estão percebendo que tudo depende da política. Em Guaraciaba do Norte, Professores estão assumindo o PT.

Bons políticos, olham e agem pelo bem coletivo. O bem comum é superior ao particular. Maus políticos, cuidam  apenas dos interesses pessoais, procurando tirar proveito das situações.

A entrada de Professores na política dá esperança de que o bem coletivo seja o grande objetivo. Muitos sabem, por experiência, que a educação é o jeito de reduzir as desigualdades sociais.

A sala de aula  ensina ao Professor a conviver e respeitar o coletivo e o individual. O mau político é arrogante, prepotente, egoísta, vaidoso.

Um educador na política, certamente, não esquecerá os adultos.  O analfabetismo de adultos é a parte mais visível das desigualdades sociais. Isto não sensibiliza a muitos gestores.

Profª PSICOPEDAGOGA -Especialista ANA REGINA e Professor/Mestre FERNANDO FURTADO

O Professor Marcos Castro, de Guaraciaba do Norte, me mandou um excelente comentário sobre o nosso livro PROFESSOR COM PRAZER. Demonstra que leu e aplica o que propomos.

É triste saber que o Covid 19 continua espalhando-se pelos municípios. Pior ainda: Os atingidos dizem que não tem para onde correr. Hospitais cheios. Poucos se previnem.

É necessário uma campanha do poder municipal, igrejas, sindicatos, por meio de carros de som, em todas as ruas alertando para as precauções. É uma operação de guerra contra o vírus.

Professor ANTONIO JOSÉ, vítima do COVID 19

Nesta semana, o Professor Antônio José, do Sítio São José, em Guaraciaba do Norte, foi levado pelo Covid, depois de um mês de luta. Testemunhei o seu esforço para se graduar.

Todos os dias sabemos que algum amigo ou conhecido foi levado pelo vírus, por falta de vacina que, há muito tempo poderia ter sido aplicada. Vários Professores partiram.

O Brasil tem grande experiência em vacina, tanto em produzir quanto em aplicar, mas por teimosia,  o que estamos vendo são milhares de pessoas morrendo todos os dias.

Depois de alguns anos, reencontro o Betanista José Cândido Fernandes. Quando ingressei no Seminário de Sobral, ele já era veterano do ultimo ano, já saindo para o Seminário Maior.

Muitos anos depois, trabalhos juntos na Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, a convite do Professor Teodoro Soares, também Betanista que era o Reitor, à época.

Outro ubajarense que reencontramos, recentemente, foi Pedro Alcântara Costa, atualmente residente no Recife. Os reencontros sempre são prazerosos.

Recebi do Professor Fernando Lima, Secretário Adjunto de Educação de Poranga, um convite para uma conversa on line, com diretores sobre Gestão Democrática.

A partir de experiências desenvolvidas com sucesso, a nossa Dissertação de Mestrado intitula-se: EM EDUCAÇÃO, SEM PARTICIPAÇÃO NÃO HÁ MUDANÇA.

A volta ao voto impresso é um regresso inexplicável. Especialmente, quando o sistema do Brasil tem sido um exemplo para o mundo. O que justifica a volta ao passado?

A EDUCAÇÃO CUSTA CARO? E QUANTO CUSTA A IGNORÂNCIA?” Edição de 21 de maio

Um fato importante. Guaraciaba do Norte, está celebrando o centenário do senhor Luís Ribeiro Melo, Luís Corsino, um fundador do distrito de Morrinhos.

LUIS CORSINO, de Morrinhos,
Guaraciaba do Norte -Ce.

Vereador por muitos mandatos, desde os tempos da UDN e PSD.  Na ditadura, ficou na ARENA que abrigou a maioria oriunda da UDN. Os outros foram para o MDB.

Uma de suas características sempre foi a amizade com todos, mesmo adversários políticos. Assim aconteceu a sua relação com José Maria Melo, o grande líder do MBD. Nossos Parabéns!

Em Fortaleza, será celebrado o centenário da Dra. Wanda Sidou que se consagrou como grande defensora voluntária dos perseguidos políticos pela ditadura de 64.

Não tive a honra de conhece-la pessoalmente. Tive as melhores informações através do amigo jornalista Messias Pontes, de quem ela foi defensora quando ele foi preso e torturado pelo golpe.

Atualmente, tenho a honra de presidir a Comissão Especial de Anistia que tem o seu nome. O Ceará é o único estado que tem uma Comissão que apoia os perseguidos políticos.

Ontem foi o Dia do Pedagogo. É o profissional, graduado em Pedagogia, que tem como tarefa  principal cuidar das crianças. É uma tarefa fundamental para o início da formação.

“Dia Nacional do Pedagogo” foi instituído pelo projeto de lei nº 7.264, de 20 de maio de 2010, sendo aprovada pela Lei nº 13.083, de 08 de janeiro de 2015.

A data é para homenagear esses profissionais que estão diretamente ligados à preparação humana, psicológica, afetiva e intelectual dos que estão sob seus cuidados.

Circula na internet informação de que uma escola da elite de Fortaleza já perdeu sete Professores para Covid.  Deve ser uma das que fez aglomerações para volta às aulas.

A categoria tem sido, duramente, perseguida pelo Vírus. Os municípios devem precaver-se. Sem vacina para todos, não dá. Uma vida é muito importante. Os egoístas não se importam.

Outra noticia terrível: Esta próxima semana será de alto índice de contágio. É preciso muito cuidado. O máximo de isolamento em todos os lugares. Até dentro de casa.

Em março, do ano passado, fiz uma sugestão que os Vereadores, com a credibilidade que possuem nas comunidades, orientassem e recomendassem os cuidados aos seus eleitores.

A necessidade continua. Os próprios professores, em ação organizada, poderiam advertir os pais de seus alunos. Defender-se do COVID depende da solidariedade de cada um. Todos por um.

A máscara, o distanciamento e os cuidados com a higiene das mãos são fundamentais, por respeito às outras pessoas. Mesmo quem já foi vacinado. O egoísmo só traz desvantagem.

Não se deve seguir os maus exemplos dos que não usam máscara ou fazem aglomerações. O mundo todo que respeitou a Ciência, está retornando à normalidade, com estas medidas.

Se o Brasil tivesse respeitado a Ciência, em vez de seguir palpites de quem não tem nenhuma base, e comprado as vacinas quando nos foram oferecidas, milhares de pessoas estariam vivas.

Como questionava o líder Leonel Brizola: “A Educação custa caro? Então veja quanto custa a ignorância!.  Quem não usa máscara por teimosia, demonstra ignorância e desrespeito ao outro.

Recebi a informação de que nos próximos dias será inaugurada a Clínica Popular Getsêmani, em Guaraciaba do Norte, à Rua João Cícero Memória, ao lado da Ótica Jesus.

Em 2006, escrevi um artigo intitulado SE EU FOSSE UM BISPO DIOCESANO, em defesa da presença dos padres casados nas atividades das paróquias e dioceses.

Semana passada compartilhei o artigo numa página denominada Teologia da Libertação, no Facebook. A aceitação foi surpreendente. Mais de 60 comentários.

Inúmeras pessoas, de vários pontos do país se manifestaram em apoio. Os padres casados acumulam muitas experiências. Quase todos gostariam de voltar, casados, ao magistério

DEDITE GOMES FEITOZA

Se viva fosse, a querida tia Dedite Gomes Feitoza estaria completando hoje 91. Mas como diz a sua filha Lúcia: Está celebrando junto à Corte Celeste e intercedendo por nós.

A teimosia de muita gente, tem feito municípios adotarem o fechamento rigoroso de suas atividades, nesta pandemia. Não acreditam na Ciência.  Edição de 14/05

Amanhã a Igreja celebrará o Dia Mundial das Comunicações Sociais, instituído em 1966, durante o Concílio Ecumênico, em Roma.

Sobre o assunto, vale a pena ler o artigo O que seria de nós se não existissem os meios de comunicação? De autoria do Mons. Assis Rocha, Doutor neste tema.

Aliás, os seus artigos são lidos e debatidos, semanalmente, em emissoras o interior de Pernambuco e na Rádio Genoveva, de Bela Cruz, aqui no Ceará.

Na década de 60, no Recife, já fazíamos programas educativos nas Rádios Olinda e Clube de Pernambuco. Nas férias, era na Rádio Pajeú, de Afogados da Ingazeira.

Esta nossa história já vem de longe. Tempos depois, dirigimos emissoras de Rádio em vários lugares. Ele, em Pernambuco. Eu no Ceará e Maranhão.

Sempre acreditei no Rádio e, hoje, mais do que nunca, defendo que cada Escola, sobretudo da zona rural, devia ter sua Rádio Comunitária.  

Já imaginaram quantas coisas poderiam ser feitas por alunos e Professores, compartilhando, pelo Rádio, os estudos da sala de aula.

Recebi hoje, do amigo Horlando Lima, com dedicatória, o livro CROATÁ CONHECENDO O MEU MUNICÍPIO”.  É um livro didático para sala de aula.

Como grande conhecedor da História, certamente, deu uma grande contribuição aos demais autores Professores: Klênio Pontes, Ana Tereza Rodrigues e Sueli Lima.

Infelizmente, as coisas andam ruins para o lado da Educação. As Universidades Federais voltam a andar “com pires na mão”, à procura de recursos.

Há algum tempo são desprezadas. Um ministro chegou a dizer que as Universidades só têm maconheiros. Tais conceitos se transformam em realidade com o corte de verbas.

Como estaríamos, nesta Pandemia, se não tivéssemos Enfermeiros, Médicos, Assistentes Sociais e tantos outros profissionais formados em nossas Universidades?

O ENEM, a grande porta que democratizou o acesso ao ensino Superior, não acontecerá este anos, conforme as recentes notícias. Quem serão os principais prejudicados?

A teimosia de muita gente tem feito municípios adotarem o fechamento rigoroso de suas atividades, nesta pandemia. São pessoas que não acreditam na Ciência.

Menosprezam as orientações dos que estudam. Preferem seguir os palpites dos teimosos que dão maus exemplos em aglomerações. Dias depois, os hospitais ficam cheios.

“Estou te lendo…” era uma expressão que eu ouvi quando criança. Alguém interpretava, pelo jeito da pessoa, o que ela estava escondendo ou estava querendo dizer e não dizia.

Anos depois, conheci uma frase de Paulo Freire, o Patrono da Educação do Brasil, que me fez lembrar daquela expressão que eu ouvira na infância, em minha terra.

Diz Paulo Freire: “A leitura do mundo precede a leitura da palavra”. Antes de saber ler ou escrever, as pessoas são capazes de ler o mundo.  

Quando uma criança ou um analfabeto adulto chegam à escola, já trazem muitos conhecimentos. A escola não tem sabido aproveitar. Só acredita no livro.

Se o Professor aproveita um conhecimento, uma informação do aluno e a inclui no conteúdo da aula, com certeza ele se sentirá valorizado e se entusiasma com a aula.

Esta é uma das orientações que estão em nosso livro PROFESSOR COM PRAZER-Vivência e Convivência na Sala de Aula.

Em Guaraciaba do Norte, o nosso livro, em sua 2ª edição, está na Papelaria Educativa, da Professora Cleonice Alves que foi Adjunta em nossa gestão na Secretaria, em 1963.

Aliás, foi naquela época, gestão de Antônio Marques, que propusemos e realizamos a primeira comemoração do aniversário de nosso município. Já eram os 203 anos.

NOSSO EMAIL: [email protected]

Quem semeia música, colhe resultados muito mais positivos do que quem defende a expansão do uso de armas. Edição de 07 de maio

A Educação de Ipueiras poderá ter sua Rede de Ensino Contextualizada com a Realidade dos Povos do Semiárido. Foi este o Projeto do Vereador Professor Ailton Sampaio, do PT.

Ontem, dia 6, esteve na Câmara de Ipueiras uma comitiva que foi protocolar, junto à mesa diretora da casa, projeto de Lei propondo a Regulamentação da Educação Contextualizada.

A Educação Contextualizada é um método de ensino que pretende aproximar os conteúdos programáticos da realidade do aluno.

Na comitiva: Secretária de Educação Cátia Vasconcelos; a Adjunta Madian Brito, a vice prefeita Professora Idelva, Paulo, agente Cáritas, Mirna Sousa, a Professores Suely Alves de Sousa e Fernando Veras e Gilvan Santana, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

Circula no facebook uma foto de duas senhoras, idosas, com aquela camisa amarela que caracterizava a seleção brasileira. Jeito de quem estava em aglomeração

Uma delas, de rosto com pintas verdes e amarelas, portando um cartaz com o texto: Por que não mataram todos em 1964. Naturalmente, preparou aquela mensagem.

Será que uma senhora daquelas pensa no que está fazendo ou, simplesmente, faz o que lhes mandam? Estão ganhando os R$150,00 e mais uma merendinha?

Deviam ser crianças em 64/68. Gostariam que seus pais tivessem sido mortos? Ou realmente, não sabem a que estão servindo, ao participarem das aglomerações?

Sem máscaras, desobedecendo às normas atuais, estavam espalhando o Covid. Se desejam a morte, é normal que espalhem o vírus e, com certeza, sem vacinas.

A presença em aglomerações é uma desobediência explícita às recomendações da Ciência e das autoridades de cada estado.

A Orquestra Filarmônica Estrelas da Serra está em festa com a aprovação de Johelian Lira Bezerra primeiro universitário para bacharelado em música na UFRN. Primeiro lugar.

Há poucos dias foi o Luan Lima que foi aprovado no concurso para sargento do Exército e da Marinha. Vários componentes da Orquestra já obtiveram sucesso em concursos.

O segredo é a dedicação de todos os que participam do Projeto Vamos Fazer Arte, de onde nasceu a Orquestra que há dez anos faz sucesso onde se apresenta.

É bom que se diga que o êxito se deve à persistência e credibilidade de seus fundadores Silvério Oliveira e Hélio Junior. Sem influências do poder público. Apenas apoios eventuais.

Quem semeia música, colhe resultados muito mais positivos do que quem defende a expansão do uso de armas.  

Recebi de D. Regina Rocha, de Sobral:Com você, estamos sempre aprendendo. Nunca precisou se exibir. Sempre escreve a linguagem do povo. Parabéns, Prof. Leunam. Sucesso e que Deus lhe abençoe”.

Muito grato, D. Regina. A sua participação na Pró Reitoria de Extensão, em nossa gestão, foi marcante. Toda a equipe gostava de seu trabalho. Somos todos gratos.

Nosso e mail: [email protected]

VEREADOR PROPÕE ENSINO CONTEXTUALIZADO, EM SEU MUNICÍPIO – Edição de 30 de abril?

Os professores estão sendo consultados sobre o retorno às aulas presenciais? São eles as principais autoridades neste assunto. Parabéns,  neste Dia do Trabalhador.

Não é um favor. É uma obrigação ouvir os professores sobre assunto de tão alta gravidade. São eles que vão administrar a situação. Se der errado, serão os culpados.

Em telefonema ao Ministro da Saúde, o Governador Camilo Santana pediu a inclusão dos Professores na categoria de prioridades na aplicação da vacina.

Ruas de Sobral, com faixas de pedestre nas cores do arco-íris, em apoio à luta contra a discriminação de gênero. Este é cruzamento da Av. Dom José com Deolindo Barreto.

As faixas foram confeccionadas em parceria com o projeto “Pare, pense e passe com amor” e tem o objetivo de apoiar a luta contra a discriminação.

É urgente uma campanha de respeito às pessoas, do jeito que elas são. É louvável a iniciativa de Sobral, num momento em que palavrões e deboches estão tendo muito destaque.

Basta rever a reunião do Ministério, em abril do ano passado. Cada um se esmerava em usar mais palavrões. As mulheres presentes não foram suficientes para justificar boas maneiras.

No passado, os palavrões eram usados às escondidas, em situações  muito graves. Não guardo lembranças de ter ouvido autoridades, comerciantes, pais de família com palavrões.

Mas há bons exemplos. Luana Brito, em Granja, minha aluna no curso de Letras da UVA, criou um Grupo de Estudo de Arte e Literatura. São encontros on line, muito proveitosos.

Luana Brito – Professora e Artista

Fico feliz em perceber que a maioria dos que foram meus alunos de Literatura Cearense, na UVA, descobriu, na prática, jeitos diferentes de trabalhar em conjunto.

Lá em Ipueiras, o vereador Ailton Sampaio está apresentando projeto para que as aulas sejam contextualizadas. Isto é, que o conteúdo das aulas tenham a ver com a realidade do município.

Quando Secretário de Educação, em 1989, criei as Semanas de Estudo, exatamente, com este objetivo. Observei que os conteúdos dos livros estavam muito longe da realidade dos alunos.

A nossa proposta foi executada com sucesso em Croatá, Pedra Branca e Irauçuba. Os alunos tiveram entusiasmo e estudar a partir da realidade muito conhecida por eles.

Muitas pessoas se empolgam em dizer que é a primeira pessoa da família a conquistar um diploma de curso superior. É muito louvável, mas se esquecem de estimular os parentes.

Inúmeras pessoas ainda possuem parentes adultos analfabetos. Esta é a parte mais visível da desigualdade social. E muitos não percebem.

Se o município investir no combate à pobreza, todos se beneficiarão. Basta valorizar o que as pessoas já sabem fazer. Estimular o desenvolvimento das habilidades faz gerar renda.

Gerando renda, onde as pessoas vão comprar o que precisam? No comércio local. Os comerciantes deviam ser os primeiros entusiastas da redução das desigualdades.

Em 2019, com uma equipe muito competente, fizemos um trabalho em Matões, no Maranhão. Os indicadores do IDEB estavam lá embaixo. Em quatro meses mudaram completamente.

Em 2013, a média foi 3. Duas escolas alcançaram. Em 2017, a média esperada era  3.9. Três escolas alcançaram. Em 2019, com nosso trabalho, 15 escolas ultrapassaram a meta para 2021.

A diferença foi muito grande. De 3 escolas para 15 escolas no Fundamental I. E saiu de 1 escola para 10 escolas, no Fundamental II. Então, está claro que há saída. Matões fez grande festa.

A equipe está à disposição para realizar semelhante trabalho, desde que os municípios se interessem. Contatos com Professor Expedito Mesquita: (88)9 96317715

O segredo é a Metodologia, vivências  e a fundamentação teórica com base em Paulo Freire, especialmente, depois das experiencias da pandemia. Alunos e Professores serão outros.

Militares de alta patente foram vacinados às escondidas do Presidente. Dá para acreditar? E a propaganda do Ministério do Governo recomenda a vacina. Que coerência é esta?

Indiscrição? Transcrevo um texto do João Ribeiro Paiva para colegas Betanistas: “Leunam e eu contribuímos, diretamente, com a alfabetização de cerca de 100 mil jovens e adultos.

No MEB, Alfabetização Solidária e Brasil Alfabetizado, no Ceará, Piauí e Cabo Verde na África. Outro dia nós conversávamos  sobre este crédito que devemos ter lá no céu”.

SE A GESTÃO QUER QUE OS PROFESSORES TRATEM BEM OS ALUNOS, SUAS FAMÍLIAS E DEMAIS COLEGAS DA ESCOLA, DEVE TRATÁ-LOS COM CARINHO – EDIÇÃO DE 23/04

Mais do que nunca, os professores estão precisando de apoio, de estímulo, de carinho. Eles estão vivendo experiências quase sobre humanas.

Estão tendo que fazer o que jamais fizeram, sem as orientações que seriam necessárias. Gastando muitas energias e, ainda com salário que recebem, estão com despesas extra.

E apesar de tudo tem que suportar cobranças, abusos, críticas. Sem contar que são pais, mães, filhos e parentes de pessoas vítimas do infeliz Covid.

Como Secretário de Educação, uma das minhas prioridades sempre foi o tratamento dado aos Professores. Na certeza de que eles são fundamentais para o trabalho.

Em 1989, em Croatá, uma das minhas exigências para assumir a função para a qual fora convidado, foi a melhoria salarial da categoria.  

Foi o primeiro município a pagar salário-mínimo aos Professores. O salário do professor passou de R$12,00 (doze reais) para R$120,00(cento e vinte reais).

Mais do que isto foi o cuidado com a capacitação dos Professores. Mais de 90% só tinham a quarta série e, mesmo assim, as crianças saiam das classes de Alfabetização sabendo ler e escrever.

Ainda hoje há muitos professores da época que moram lá e podem confirmar o que afirmamos. Superavam as próprias limitações, e estudavam com entusiasmo para fazer bom trabalho.

Em Guaraciaba do Norte, conseguimos que o prefeito Antônio Marques desse uma gratificação de 1% por cada aluno em sala de aula, nas turmas do primeiro grau menor.

Foi um jeito de acabar com a evasão escolar. Isto, foi em 1993. Aquela nossa iniciativa saiu no jornal e virou inspiração para criação do FUNDEF, pelo MEC. 

Nosso interesse sempre foi que os Professores fossem bem tratados. Não só pelo salário, mas também por capacitações eficazes e um tratamento sem qualquer discriminação política.

Na defesa do pagamento do piso salarial dos Professores, recebemos um documento de reconhecimento do Sindicato, quando voltamos a ocupar o cargo em Croatá, em 2013.

Não há como conseguir bons resultados em sala de aula se os Professores se sentem pressionados ou não reconhecidos. O relacionamento humano é indispensável.

Se os professores são maltratados, há um reflexo direto sobre o desempenho pedagógico e, consequentemente, sobre o ensino/aprendizagem.

Lamentavelmente, há gestores que, empolgados pelo cargo, chegam a humilhar colegas. É uma forma de camuflar a própria incompetência. Esquecem a transitoriedade da função.

Se a gestão quer que os Professores tratem bem os alunos, suas famílias e demais colegas da escola, deve tratá-los com carinho, respeito e atenção. Comportamento gera comportamento.

Especialmente, no retorno às aulas presenciais o tratamento deverá ser bem diferente. Nada poderá ser como antes. A tarefa de prepara os Professores é dos municípios.

Nem pensar naquelas capacitações teóricas, só com palestras e apostilas. Os Professores não as aguentam mais. Comparecem por obrigação. Ninguém muda por imposição.

Professor EXPEDITO MESQUITA, Especialista em Educação Biocêntrica, já foi Secretário de Educação em Paraipaba e Acaraú. Ele diz: NADA SERÁ COMO ANTES.

Antes, foi Coordenador do Ensino de Primeiro Grau, hoje Ensino Fundamental, na SEDUC do Estado do Ceará.  tem boas dicas para os Professores, para as Escolas e para os municípios. Seu e-mail: [email protected]  – Tel: (88) 9.9631.77.15

A mudança metodológica é resultado de adesão, de convicção. Digo por experiência própria. Minhas aulas eram tristes, até eu descobrir o caminho certo que é pela participação.

A participação também não pode ser feita por imposição do Professor. É um processo que vai sendo construído.

Dia 03 de maio, vou participar de um programa a convite da Rádio Paraíso FM, de Sobral. O tema: Vivência e Convivência em Sala de Aula. PARAÍSO EM DEBATE, das 8 às 9h da manhã.

A conversa será via Skype pelo Portal, Facebook e You Tube do sistema Paraíso de Comunicação. O comando do Programa é dos Comunicadores Adriano Duarte e Marcelino Junior..

Nosso e-mail:  [email protected]

DIA 22 DE ABRIL – PROFESSORES MOSTRARÃO HISTÓRIA E RESISTÊNCIA À DITADURA NO CEARÁ  – Edição de 16 de abril

Professora Toínha Cruz, de Reriutaba, diretora de uma escola em Carnaúba, morre, vítima de COVID, sete dias depois de sua mãe, Luzanira Trajano Mesquita Farias.

Professores tem três vezes mais chances de se infectar por COVID,  em sala de aula. Estudo mostra 138% de crescimento de casos da doença na categoria.

É o que está em matéria da Revista Carta Capital, que eu assino, em relação aos que trabalharam presencialmente, durante a pandemia. 

Esta é a conclusão de um estudo lançado, quarta feira, sob a responsabilidade de cinco universidades brasileiras.  Foram pesquisados 12.547 Professores e 3.974 servidores.

Hoje é uma data especial para a comunidade Biocêntrica. É o aniversário da Professora Ruth Cavalcante, criadora da Educação Biocêntrica que hoje já está em vários países.

A Educação Biocêntrica se fundamenta nos pensamentos de Paulo Freire, Edgar Morin e Rolando Toro. Uma verdadeira revolução na forma de conduzir trabalhos em grupo.

RUTH com os filhos: Davi, Mariana e Sará, no Canadá

O Professor Expedito Mesquita, especialista em Educação Biocêntrica e com longa experiência na gestão da Educação, já está pensando em esquema de capacitação de Professores.

Sem dúvida alguma, o retorno às aulas presenciais exigirão metodologia, totalmente, diferente do que vinha sendo adotado na maioria das salas.

Muitos Professores que já fizeram o Curso de Metodologia do Ensino, com base na Educação Biocêntrica são candidatos a fazer o maior sucesso em sala de aula.

O segredo é o estimulo à participação. Quando os alunos são envolvidos no processo de ensino/aprendizagem, não há aulas iguais e monótonas. Todas as aulas são diferentes.

Tenho a impressão de que a morte do Vinicius Nascimento, do Colégio Oriento, em Guaraciaba do Norte, pegou muita gente de surpresa.

Pelas manifestações nas redes sociais, ficou muito clara a grande relação de amizade que ele tinha em todo o município. Continua sendo um momento muito doloroso.

A grande família Nascimento

Imagino o quanto os irmãos Fabiano, Sandra e Suely e os demais membros da grande família deve estar sofrendo.  Especialmente, o João, como pai. A todos, as minhas condolências.

Uma questão para os estudantes e professores de Direito: Como será possível explicar que um juiz condena um cidadão a 580 dias de prisão por causa indeterminada?

O repórter Pedro Bial diz que só entrevistaria Lula se fosse com um detector de mentiras. Ele se referia a si próprio ou ao ex Presidente Lula. Quem chama os BBB de “nossos heróis”!

Além da grosseria do motivo, revela alto índice de medo de ser desmoralizado se quisesse transformar perguntas em armadilhas. O Lula não tem diplomas, mas a verdade vence.

A Professora Ivana Sá, do Espaço da Música, de Sobral, começou uma experiência diferente de aula de Teclado e Piano à distância. Já tem alunos em São Paulo.  Resultados positivos.

Será nesta quinta-feira, 22 de abril, o encontro de três grandes historiadores cearenses, em conversa sobre “História e Resistência à ditadura no Ceará”.

Participarão os Professores Conselheiros: Fátima Leitão (UECE) e Márcio Porto (SECULT) e o convidado Professor e Escritor Airton de Farias. Iniciativa da Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou.

INICIADO, VIA INTERNET, O CURSO COMO ALFABETIZAR COM PAULO FREIRE. Edição de 09 de abril

O vereador Ailton Sampaio, de Ipueiras, apresentou Projeto de Lei que institui a criação do título de Mestres dos Saberes e Fazeres das Culturas Populares.

O Projeto foi protocolado no dia 7 de abril. O objetivo é identificar, reconhecer, apoiar e premiar as iniciativas dos  que desenvolvem ações culturais no município.

Este poderá ser um grande exemplo para estimular pessoas que, nos municípios, carregam sozinhos em seus ombros ou com alguns poucos, as tradições culturais.

Aumenta, sempre mais a audiência à Missa dominical, às 10h. via youtube, do Frei Aloisio Fragoso, primo de Dom Fragoso, no Convento de S.Francisco, em Olinda – Pe.

Iniciado, via internet, o Curso COMO ALFABETIZAR COM PAULO FREIRE. Apesar de trabalhar com o Método há mais de 40 anos, estou participando.

A primeira experiência do Método foi em Angicos, no RN, no inicio dos anos 60. São as famosas 40 horas de Angicos que aconteceram há mais de 50 anos. E foi um sucesso.

Em 2002, a UVA- Universidade Estadual Vale do Acaraú,  a convite, foi preparar Alfabetizadores em Cabo Verde. E lá estivemos, com a nossa Equipe da Pró Reitoria de Extensão.

Foram dois anos de uma experiência extraordinária preparando Alfabetizadores com o Método Paulo Freire. O autor já era nome de rua, em Praia, a capital do país.

A propósito, os municípios devem preparar-se, desde já, para o retorno das aulas presenciais. Elas jamais poderão ser uma continuação do que antes existia.

Os alunos retornarão muito diferentes, depois da experiência atual. Virão com vontade de participar, compartilhar experiencias. E aí os Professores devem estar preparados para isto.

Tenho sugerido que o caminho é conhecer, com profundidade, a filosofia de Paulo Freire para adotá-la na sala de aula. Os que não estiverem preparados terão muitas dificuldades.

Os alunos vão querer falar e ouvir e isto não poderá acontecer se os Professores não estiverem preparados. Sugiro que leiam PROFESSOR COM PRAZER. Lá está o caminho. Quem conhece, sabe.

Quem conhece a Educação Biocêntrica também não terá muitas dificuldades. Mas, no improviso, com certeza, não dará certo. É melhor começar logo a estudar.

Dia 22 de abril, a Comissão Especial de Anistia promoverá um debate, via Youtube, sobre a Ditadura Civil/Militar de 64.

Participarão os Professores Historiadores: Fátima Leitão, da UECE, Márcio Porto, da SECULT e Airton de Farias, escritor. A mim, caberá a mediação.

Felizmente a inteligência e o bom senso prevaleceram e as Igrejas deverão estar fechadas para Missas e Cultos, conforme decisão do STF.  Estamos no pior período da pandemia.

Está excelente o texto do Mons. Assis Rocha, publicado neste site, na coluna de IDEIAS & NOTICIAS. “PANDEMIA: A RESPOSTA PARA TUDO ISSO ESTÁ EM NOSSAS MÃOS!”

Tive a satisfação de manter um rápido contato com o amigo radialista Pedro Neto, da Rádio CRISTAL, FM, do distrito de Mocambo, em Guaraciaba do Norte.

O RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS PRECISARÁ SER MUITO BEM-PREPARADO, COM BASE EM PAULO FREIRE E EDUCAÇÃO BIOCÊNTRICA – Edição de 02 de abril

Hoje é um dia em que muitas pessoas se comovem diante dos sofrimentos de Cristo. Amarrado, açoitado, torturado, pregado numa cruz até a morte.

Mas, ao mesmo tempo, dentre os mesmos que se comovem, há os que apoiam os defensores da tortura, o racismo, a homofobia, a misoginia. Detestam pobres, mesmo sendo um deles.

Sim, porque ricos são aqueles que vivem de rendas. Não dependem do salário mensal. Não precisam dar expedientes para ter receitas garantidas. Estes, são ricos.

Há, no entanto, alguns  que conseguiram uma casa, um carro e mais algumas coisinhas e se acham acima de tudo e de todos. E o Covid 19 está provando que o dinheiro não consegue UTI.

Aliás, as UTIS estão lotadas de teimosos que se achavam imunes ao vírus e não precisavam atender às recomendações da ciência: Isolamento, Máscara, Asseio.

Não foi o Covid que levou o conterrâneo Ozanan Bezerra Oliveira. Foi traído por um AVC. Era um brilhante especialista em Tecnologia da Informação.  

Na coluna anterior, falamos sobre a importância de pensar, de refletir, de analisar os fatos e, não apenas repetir o que outros dizem. É preciso leitura. Só o diploma não resolve.

Temos visto muitas pessoas, aparentemente, bem-informadas, pedindo a volta do AI5, negando que tenha havido ditadura. Até comemorando o golpe de 64, como se viu nos

Não se conta, corretamente, a história dos Negros e dos Índios. Há quem se refira aos índios como se não existissem mais. E eles, são de fato, os verdadeiros donos da terra que lhes querem tomar.

As escolas são as principais responsáveis para manter viva e correta a nossa história. O primeiro passo é conhecer a história da própria comunidade. Assim compreenderão a história do País.

Imagino que antes da retomada das aulas presenciais, sem data ainda prevista, deverá acontecer uma grande preparação dos Professores. Seria bom ouvir as famílias, antes.

A pandemia mudou a cabeça de todos. Nem as escolas e, muito menos as aulas presenciais,  podem ser mais as mesmas. Os Coordenadores Pedagógicos terão papel fundamental.

A solução, no meu modo de entender, está no pensamento de Paulo Freire. Será indispensável ouvir os alunos, com a adoção de uma metodologia geradora de participação.

Por experiências desenvolvidas anteriormente, o caminho é a Educação Biocêntrica. Quem já participou de vivência da EB sabe o que estou dizendo.

Betanistas que aniversariam em abril: Alarico, dia 4, Isac Silveira, dia 11, João Ribeiro, dia 12, e Antônio Gurjão, dia 26.

Washington Post, importante jornal americano pede, em seu Editorial de hoje, 02/04, o impeachment do Presidente Bolsonaro, após relatar vários problemas em sua gestão.

NÃO SÃO OS DIPLOMAS QUE NOS GARANTEM COMPETÊNCIA. PRECISAMOS ESTUDAR SEMPRE –

Edição de 26 de março

Desde quando foi divulgada a necessidade do isolamento social, sugerimos aqui, neste espaço, o papel importante dos vereadores, conscientizando eleitores. Ainda há tempo.

Se isto, de fato, tivesse acontecido, por certo teríamos muito menos mortes. Os vereadores têm prestigio e capacidade para convencer os eleitores. Neste momento, é mais urgente ainda.

Aliás, a convivência com o isolamento é um aprendizado. É importante não o ter como castigo, mas como uma nova oportunidade para aprender.

É normal que todas as pessoas, ao longo da vida, procurem construir os seus próprios patrimônios. Trabalham além do normal, suam e vão adquirindo suas coisas.

Alguns, chegam a patrimônios extraordinários. Ficam ricos e, mesmo assim, querem sempre mais. Há os que, por muita ganância, perdem.

Não é normal  que as pessoas, sem mais nem menos, se desfaçam do que possuem. Mas quando alguns chegam ao poder, fazem tudo para vender os bens públicos. Por quê?

Neste sábado, 27, terei a oportunidade de ouvir um debate sobre as ideias de meu ex-Professor, no Seminário Regional do Nordeste, em Olinda, Padre José Comblin. Pela Plataforma Zoom.

Trata-se de uma promoção da Universidade Sem Fronteira que, na mesa de debate me dará a oportunidade de ver e ouvir outro ex-Professor do Curso de Teologia:  Eduardo Hoonaert.

O vereador Professor Ailton Sampaio está fazendo a diferença na Câmara municipal de Ipueiras. É muito importante que tenhamos mais Professores no legislativo.

O fato de o município ter como vice-prefeita uma Professora, já significa também um grande avanço. Francisca Idelva Beserra Martins, tem uma tarefa importante: apoiar os Professores.

Depois que a pandemia passar, muitas Câmaras municipais vão tomar iniciativas diferentes que as tornem mais próximas dos interesses do povo. Os novos vereadores estão com todo gás. Neste coluna, hoje vamos conhecer melhor um Professor Vereador

Vez por outra vejo vereadores conterrâneos, de Guaraciaba do Norte, demonstrando muita vontade de trabalhar em defesa do povo. Que a vontade seja permanente.

Como estava previsto, nessa sexta feira o Coletivo Feminista “Mulheres do Ceará com Dilma”, lança o livro: TEREZA  VALEU A LUTA.

Tereza Cavalcanti VALEU A LUTA

Muitas pessoas “extremamente sabidas” que só tratavam Lula como ladrão, devem achar que os juízes do STF não sabem o que fazem, ao julgar o juiz Moro suspeito e tornando sem efeito suas decisões.

Chamam Lula de Ladrão, mas nem o juiz que o julgou, encontrou uma só prova concreta de qualquer roubo. Mas os meios de comunicação avalizaram a condenação.  Ele era o ídolo. E agora?

Uma coisa fundamental é que aprendamos a pensar com a nossa própria cabeça. Repetir o que os meios de comunicação querem que decoremos para repetir, é demonstração de incompetência.

Não são os diplomas que nos dão competência. Precisamos estudar sempre. Quem apenas repete fórmulas  ou frases feitas, em nada contribui.  Há graduados que não leem.

É preciso ter argumentos para fortalecer as próprias ideias. Divulgar ou defender uma ideia só porque deu na TV, não acrescenta nada. Daí a importância de se estar questionando sempre.

Estou concluindo um livro sobre as pessoas da minha terra, no meu tempo de menino. Todas as pessoas que conheci, estarão no livro. Alguns, até com fotos. Quero mostrar quem morava lá.

O período é até 1955, quando saí de lá para estudar. Pedi algumas informações sobre os descendentes, mais novos. Algumas pessoas mandaram. Outras, não deram atenção. É assim.

Pretendo lançar na próxima festa de agosto, quando muitos conterrâneos voltam à cidade de Guaraciaba do Norte. Para melhor compreensão estamos fazendo um mapa da cidade, à época.

CONHECENDO UM PROFESSOR/VEREADOR

Ailton Sampaio da Costa tem 38 anos de idade, residente na sede do distrito de Balseiros, no município de Ipueiras/CE, é agricultor, educador popular, professor efetivo da rede pública municipal de Ipueiras, desenvolve atividades na agricultura e na consultoria em associativismo, sindicalismo e Educação do Campo. É graduado com licenciatura plena em História, especialista no ensino de História do Brasil; Gestão Escolar e na Gestão Estratégica das  Políticas Públicas. Fez o Curso de Metodologia do Ensino, com base na Educação Biocêntrica.

Filho, primogênito, do casal de agricultores Dona Neusa Sampaio e o Senhor Paulo Sampaio, tem 3 irmãos Edinho, Renan e Francisca Sampaio. Ailton é pai de dois filhos: Nathan e Nara. Tem dedicado mais de 20 anos de sua vida à luta por uma sociedade mais justa e igualitária, onde todos tenham vida digna. Sua ligação com a política nasceu nos anos dois mil, intensificando-se quando ingressa na luta do Movimento Sindical, sendo eleito diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ipueiras (2004 a 2014), onde percebeu que as transformações sociais tão almejadas só serão possíveis por meio da participação política dos trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade.

Filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT) no dia 21 de fevereiro de 2001, estando atualmente na presidência do Diretório Municipal, em Ipueiras. Foi eleito e reeleito para a presidência do PT (2017/2023) em um processo de reorganização do partido e unificação de todas as forças políticas internas. Nas duas eleições internas em que saiu vitorioso estabeleceu diálogo e ampliou a participação de todos/as, no âmbito do partido.

É um dos protagonistas do associativismo Ipueirense, vice-presidente da Federação das Entidades Comunitárias do Município de Ipueiras-FECEMIS e membro da diretoria da Associação dos Moradores e Pequenos Produtores Rurais de Balseiros. Em 22 de maio de 2009, fazendo parte de uma ampla articulação: paróquias da área norte (igreja católica), sindicatos de trabalhadores rurais, assentamentos e associações comunitárias, da região, é um dos entusiastas da criação da Associação Escola Família Agrícola de Ipueiras-AEFAI, precursora da Escola Família Agrícolas Padre Eliésio dos Santos.

Ailton acredita que o associativismo pode ser uma ferramenta, uma das estratégias que possibilitará melhores condições de vida aos agricultores/as com sucessão rural por meio da permanecia da juventude na região, bem como o desenvolvimento rural sustentável e solidário das famílias camponesas, tornando possível o Bem Viver no semiárido.

Está em seu primeiro mandato na Câmara Municipal de Ipueiras, é líder do Partido dos Trabalhadores-PT, apaixonado pelo semiárido, fervoroso defensor do desenvolvimento endógeno e sustentável, e dedicado à sua amada Ipueiras.

O GRANDE PODER DO RÁDIO, NESTE TEMPO DE PANDEMIA! Edição do Dia de São José, 2021

Neste dia de São José, algumas pessoas amigas estão aniversariando: dois Betanistas: Edison Costa e Francisco José Carneiro Linhares. Em Fortaleza: José Rosa Abreu Vale e Marilúcia Pinto.

Em Pedra Branca, o cunhdo Joaquim Ernesto. Em Guaiúba, a ex-colega Mana Francimar. Ontem, foi o amigo Betanista José Hudson Brandão, de São Benedito.

A Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou promoverá, no dia 22 de abril,  às 19h. uma conversa, on line, sob o título: DIÁLOGOS -História e Resistencia à ditadura no Ceará.

Participarão os Historiadores Professores: Fátima Leitão, Márcio Porto e Airton de Farias. Como Presidente da Comissão, a mim, caberá a tarefa da Mediação.

Sempre tive muita crença no poder do Rádio. O meu primeiro emprego foi fazer Educação pelo Rádio, no Movimento de Educação de Base – MEB. Em Sobral, depois Fortaleza.

Era um trabalho de tão bons resultados que despertou a atenção da Censura Federal e fomos submetidos a apresentar, todos os dias, o script do Programa que iria para o ar.

Era incrível a influência do Rádio sobre os grupos de audiência que se organizavam para ouvir, e, depois, debater o conteúdo do Programa A ESCOLA EM SUA CASA.

Demos cursos de curta duração pelo Rádio: Agricultura, Higiene e Saúde, Sindicalismo Rural, Cooperativismo, com excelente aceitação.

Nesta semana, ouvi um programa pela Rádio Trapiá AM, de Pedra Branca, entrevistando o médico Dr. Chico Barreto. Senti uma grande emoção pelo conteúdo e pelo alcance.

E logo imaginei o quanto o Rádio, bem utilizado, pode fazer um grande bem às populações. O Rádio é o veículo  que chega mais perto do povo. É a opção do pobre.

Quantas pessoas estão perdendo a vida por desinformação, neste período de pandemia. Conversas bem conduzidas poderiam alertar para as precauções. São tão simples!

O uso da máscara, o distanciamento social, o asseio com o uso de álcool ou sabão, tudo bem explicado pelo Rádio, dá bom resultado. Basta falar uma linguagem simples e com calma.

Triste mesmo é saber que ainda há privilégios na aplicação de vacinas. Pessoas de 85 anos, sem receber, enquanto outros de 30, 40, 50 e 60 estão vacinados.  

Se o critério for apenas privilégio aos correligionários, com certeza o assunto se tornará público. Quem recebe a vacina, é o primeiro a divulgar o privilégio. Uma questão de vaidade!

Para as escolas, o Rádio também pode ser, em alguns casos, bem melhor que o celular e o notebook. O Rádio chega em todos os lugares. Mas tudo tem que ser bem planejado.

No passado, usávamos o Rádio para Alfabetização de Adultos. E dava excelente resultado. Não havia Professor, nem sala de aula. Uma pessoa mais experiente que ligava e desligava o Rádio.

As aulas funcionavam onde as pessoas pudessem se reunir para escutar. Um alpendre, uma casa de farinha, uma capela desocupada, serviam como sala de aula. Importante era o grupo.

As previsão dos cientistas sobre a pandemia, para os próximos dias, são as mais graves possíveis. Como não há vacina suficiente para todos, os cuidados individuais são fundamentais.

Acho até que aqueles que preferem andar sem proteções deviam dispensar, previamente, os hospitais, em caso de necessidade. Já que não acreditam.

Os hospitais estão cheios de corajosos que preferiram as aglomerações. Não foi falta de aviso. Foi por teimosia mesmo. Os negacionistas imaginam que estão protegidos.

Dom Helder Câmara, a caminho dos altares, é o que está no texto do Mons. Assis Rocha, publicado nesta edição. Vale a pena ler.

 

Sempre ouvi dizer que numa mulher
Não se bate nem com uma flor –
Edição de 12/03/21

O IETOS, Instituto que coordena um curso de Pedagogia no distrito de Juá, Irauçuba, promoveu, on line, uma exposição de arte dos alunos, idealizada pelo Prof. Davi Ângelo.

Trabalho de Marta Sousa: Cresça, mas nunca esqueça de onde veio

Foram apresentadas poesias, músicas, crochê, bordados, bonecas de pano, pinturas, materiais para decoração. Vilmar  Almeida fez a exibição de um programa de rádio.

O IETOS, dirigido pelas professoras Muldiane e Lídia Pedroza, realizam uma extraordinária experiência de formação de Professores, no distrito de Juá, Irauçuba.

Quando estudava em Recife, tive a oportunidade de conhecer o maior compositor de frevos: Lourenço da Fonseca Barbosa, mais conhecido por Capiba, falecido em 1997.

É de sua autoria o frevo CALA A BOCA MENINO em que diz: Sempre ouvi dizer que numa mulher, Não se bate nem com uma flor”.  Reginaldo Rossi foi um dos interpretes.

A lembrança desta música vem a propósito da agressão sofrida pela mãe, mulher, torturada na ditadura de 64, e ex- presidenta da República Dilma Roussef.

O advogado Ciro Gomes (PDT) classificou, no Dia Internacional da Mulher, a ex-presidente  como “outro aborto que aconteceu na história brasileira“.

O Movimento Mulheres do Ceará com Dilma não deve ter ficado nada satisfeito com a agressão do político. Assemelha-se aquele que agrediu a Deputada Maria do Rosário.

Não seria melhor fazer política apresentando ideias e propostas em vez de agredir as pessoas? Grosseria não pega bem em canto nenhum.

Há um vídeo na internet, muito interessante com o título “Comportamento gera comportamento”. O sub titulo é “Se careta matasse”. Vale a pena ver.

Neste sábado, pela manhã, terei encontro, on line, com turmas de Pedagogia de Ipu, Coreaú e Graça. Assunto: Experiências de Alfabetização de Adultos.

Meu primeiro trabalho, em 1967, foi com Alfabetização de Adultos pelo Rádio, no Movimento de Educação de Base – MEB. Depois vieram muitas outras experiências.

Na UVA: com Alfabetização Solidária e Brasil Alfabetizado. Levamos ainda a experiência pra Cabo Verde, África, durante dois anos, para formação de Alfabetizadores.

Abrir a possibilidade de apresentação de artistas em padarias, farmácias, supermercados e outros locais, é uma boa ideia.

Pelo menos, criam-se oportunidades de trabalho. Nestes casos, os artistas atraem sem aglomerar.


É ainda um gesto simpático dos empresários que adotarem a ideia. Com certeza, só terão a ganhar, ao oferecer a música ao vivo aos seus clientes.

A Prelazia de Borba, no interior do Amazonas, conseguiu por meio da CNBB e da Cáritas Brasileira, a doação de 20 cilindros de oxigênio à Secretaria municipal de Saúde.

A informação me foi repassada pelo próprio bispo, o capixaba Dom Zenildo Luiz Pereira da Silva, seu  4º Bispo. A |Prelazia de Borba foi desmembrada da Arquidiocese de Manaus.

Recebi do querido Padre José Linhares Ponte, via WhatsApp, mensagens de voz muito emocionantes. Foi nosso professor e Reitor no Seminário de Sobral.

Padre José Linhares Ponte

Aqui, neste site, na página de EVENTOS, o show do Quinteto Violado em homenagem ao Centenário de Zé Dantas, um dos grandes parceiros de Luís Gonzaga – Edição de 05/03

A Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou deverá realizar, em 22 de abril, um programa, on line,  especial, com historiadores, sobre a ditadura civil/militar de 64.

O assunto deverá interessar a Professores, Acadêmicos, Políticos e aos estudantes, de maneira geral. Já estão confirmados os Professores Doutores Fátima Leitão, Márcio Porto e Airton de Farias.

A temática será importante também para os que acham que não houve ditadura e para os que ainda pedem o seu retorno, com AI5 e tudo mais. É bom saber para evitar.

Os saudosos estão colocando as unhas de fora. O MEC ensaiou um ofício que orientava universidades federais a “prevenir e punir” atos políticos.

Maestro HÉLIO JUNIOR, de Croatá – Ce.

Este é o amigo aniversariante da semana, Hélio Júnior, criador, junto com Silvério Oliveira, da Orquestra Filarmônica Estrelas da Serra, em Croatá. Um jovem de fé e determinação.

Hoje, já tem projeção nacional e criou oportunidades para que inúmeras crianças se transformassem em profissionais da música. Alguns, já ganharam o mundo, com sucesso.

O Senador Tasso Jereissati poderá dar uma grande contribuição ao país, levando adiante a ideia de uma Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o COVID 19.

Sem querer, naturalmente, o Presidente da República, em suas aglomerações aqui no Ceará, praticamente, lançou Camilo Santana à Presidência da República.

Ao combater os acertos do governador, contra a expansão do COVID 19, deu-lhe projeção nacional. Os grandes noticiosos destacaram as ações de Camilo Santana.

Não são coincidências as semelhanças nas ações dos governadores  Fátima Bezerra (RN), Camilo Santana (CE), Flávio Dino (MA) Wellington Dias (PI), Rui Costa (BA) e Paulo Câmara (PE).

A Professora Doutoranda Vania Pontes participará do lançamento da Antologia NOEL ROSA – Os Cariocas e Seus Convidados no próximo dia 11, às 15,30h.

Da Antologia, está fazendo parte o seu poema “Encabulado”. Mais de dez livros já incluíram textos literários desta escritora de Ipueiras, inclusive em Portugal.

Atual Gestora Pedagógica do Curso de Direito da FAL. Tive o prazer de tê-la como aluna de Literatura Cearense, no curso de Letras da UVA. É gratificante acompanhar o seu sucesso literário.

Os poderosos da Lava Jato estão caindo a cada dia. Em nome do combate à corrupção abusaram do poder, imaginando que jamais seriam descobertos.

Achavam-se acima de tudo e de todos e autorizados a pressionar juízes e fazer tudo que lhes conviesse para atingir seus duvidosos objetivos.

Conversas recém reveladas  mostram pressão sobre a juíza Gabriela Hardt, que condenou o ex-presidente Lula no processo do sítio de Atibaia (SP)

“A Medicina ensinou-me a ser Médico. O Seminário me ensinou como ser Médico”. Esta é uma frase do Dr. Plinio Belchior Magalhães, em seu artigo para o livro AD LABOREM.

Trata-se do segundo livro sobre a influência do Seminário de Sobral na vida de seus ex- alunos. O primeiro foi AD VIDAM que organizamos com o colega Aguiar Moura.

Quando todos os coautores estiverem vacinados, faremos os lançamentos do livro. Um será no Seminário, em Sobral.

O outro será em Fortaleza, no encontro Tapioca Amiga, tradicional promoção mensal de Juarez Leitão.

Aqui no site, na página de EVENTOS, está o show do Quinteto Violado com show de homenagem ao centenário de Zé Dantas, um grande parceiro de Luís Gonzaga.

O QUE VALE MAIS PARA A VIDA: O PENSAMENTO DE UM CIENTISTA OU O PALPITE DE UM LEIGO?  Edição de 26/02

Um dos setores prejudicados pelo COVID, a área de Eventos -músicos, artistas, técnicos de som etc. finalmente, receberá auxílio emergencial do Governo do Estado. Inscrições na COEC-SECULT.

E o mais interessante é que um evento não gera dinheiro só para os músicos. Muita gente tira proveito. Garçom, cozinheiros, decoradores, sonoplastas, iluminadores até os vigias de carros.

Sinto uma certa tristeza ao observar que poucos estão investindo em si mesmos. O futuro é quem para for bom em alguma atividade. Não dá para ir enrolando. É preciso competência.

Experiencia própria. Quando estava no curso de Letras, após ter concluído Filosofia e Teologia, consegui meu primeiro emprego no Movimento de Educação de Base – MEB.

Pensei que teria que me garantir em alguma área ou Letras ou Educação. Dediquei-me à Educação de Adultos. Já tinha conhecido a experiência de Paulo Freire, no Recife, e do MEB em Pernambuco.

Valeu a pena. Muitos caminhos foram abertos e fui estudando sempre mais o assunto. Apesar da perseguição da ditadura, consegui realizar ótimas experiências, até chegar à aposentadoria.

Daí a recomendação aos mais jovens: Estudem sempre. Não se deixem levar pela mediocridade. É preciso ler. Observo que há profissionais que não tem o menor interesse pela leitura.

O Médico e compositor ZÉ DANTAS e LUÍS GONZAGA

Nesta edição, temos um excelente artigo do Mons. Assis Rocha sobre o Centenário do compositor pernambucano Zé Dantas, um dos grandes parceiros de Luís Gonzaga.

No auge do prestígio da Lava Jato, percebendo as injustiças e a mediocridade, eu me perguntava, como aquelas pessoas obtinham  tantas vitórias na base da força, do poder e da mídia.

Pessoas de reconhecida seriedade, tinham a suas histórias jogadas na lama. E  aqueles, de pouco raciocínio, acreditando nos meios de comunicação, como se tudo fosse verdade.

Pessoas de reputação nacional passaram a ser agredidas e vaiadas em aviões, restaurantes, hotéis por causa das notícias divulgadas pela Lava Jato.  O Juiz e Procuradores eram endeusados.

Eu imaginava e comentava que, algum dia, a verdade viria à tona e aquele grupo não teria argumentações para se sustentar. Finalmente, muitas coisas daquele submundo vieram à tona.

Hoje, Lula, Dilma, Genoíno e tantos outros estão se balançando na rede, vendo os seus algozes sendo derrotados, a cada dia, por conta de suas vaidades e desejo de crescer a qualquer custo.

Na busca de informações para o livro que estou escrevendo sobre a minha terra, do meu tempo de criança, estou encontrando parentes distantes.

Agora mesmo estou tendo contato com alguns que moram no interior de Goiás. Passam suas informações com o maior prazer e rapidez.  E todos fazendo sucesso onde moram.

Naturalmente, o foco principal são as pessoas que conheci enquanto morei em Guaraciaba do Norte. Até 1955. Os mais novos entram na história se tiverem vínculo com aqueles do passado.

O objetivo é mostrar o quanto os nossos antepassados, com todas as dificuldades da época, conseguiram abrir caminhos para as gerações atuais. Muitos, nem escola tiveram. São nossos heróis.

Como é que pessoas, supostamente, inteligentes deixam de lado as orientações dos cientistas do mundo inteiro, para valorizar palpites de quem não tem nenhuma base cientifica?

Estamos vivendo um momento difícil com o COVID 19. E muito decorre da ignorância, da teimosia, da falta de raciocínio. Participam das aglomerações, sabendo-as proibidas.

A enfermeira Priscila Veríssimo, de 35 anos, que se recusou a tomar a dose de Coronavac a que tinha direito, morreu nesta quarta, após complicação da covid-19.

Moradora do bairro Brasília, em Arapiraca,  Alagoas e  funcionária do Hospital Chama. Já havia sido infectada, mas, fanática pelo presidente, se recusou a tomar a vacina.

As vacinas são reconhecidas no mundo inteiro, mas há fanáticos que as desqualificam, debocham, publicamente, mas,  às escondidas, procuram se vacinar contra o COVID 19.

Campanha da Fraternidade: Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor”– Edição de 19/02

O espetáculo da Paixão de Cristo sempre atraiu a população. A Procissão de Passos, promovida pela Igreja Católica, na Sexta Feira Santa, sempre comove.

Os filmes exibidos sobre o tema, sempre lotaram as casas de cinema, especialmente na Semana Santa. Hoje, os filmes chegam pela televisão.

O espetáculo virou peça teatral, por Epaminondas Mendonça, em 1951,  exibido todos os anos durante a Semana Santa em Brejo da Madre de DeusPernambuco.

A peça reuniu mais de 4 milhões de pessoas. Eu mesmo já fui lá. A cidade-teatro de Nova Jerusalém foi idealizada por Plínio Pacheco em 1956, e inaugurada no ano de 1968.

Em várias  cidades, a exemplo da Nova Jerusalém, artistas locais tem apresentado, com muita aceitação. No Ceará, Pacatuba foi uma das pioneiras. Já vi, excelente exibição em Croatá.

Uma escola de Samba do Rio achou por bem encenar a Paixão, num desfile no Sambódromo. Ali foram mostradas as torturas sofridas por Jesus. E aí o mundo veio abaixo.

Muitas pessoas que se emocionavam nas procissões e nos espetáculos, passaram a condenar. Não se comovem  com pobres e negros sendo presos e torturados.

Os artistas das escolas de samba são indignos? Por quê? O chão do Sambódromo é condenado? A plateia que lá estava é desqualificada?  Ou há muita hipocrisia no julgamento?

Há até quem ache que o COVID atacou o mundo por causa da exibição da Escola de Samba do Rio. O mundo todo pagando pela Escola de Samba? Tem lógica?

Não seriam outras as causas? “O que fizerdes ao menor dos meus irmãos, a mim o fazeis”. (Mt 25,40). “Pare de ter medo de mim! Eu não o julgo, nem o critico, nem me irrito, nem o incomodo, nem o castigo. Eu sou puro Amor.” (mensagem de Deus, segundo Baruch Spinoza)

A miséria, a fome, o machismo, a homofobia, a misoginia, a violência, o racismo, o analfabetismo, os preconceitos, geradores das desigualdades, não seriam as causas mais explicitas?

Será que por causa da apresentação da Escola de Samba, Deus nos castigaria com a morte de 240 mil brasileiros e suas famílias? Aprendemos que Jesus veio para que todos tenham a vida. TODOS.

Não veio para tirar a vida. Deus é amor. Nós é que não temos sabido conviver, como nos recomenda a Campanha da Fraternidade: Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor”

São Paulo, com 12 milhões de habitantes, tem 56 mil  mortes por Covid. Cuba com 11,34 milhões, registra 220 mortos. Não seria uma questão de gestão e valorização da Ciência?

E a lição maior vem com o COVID. Atinge a todos indistintamente. A vacina, só servirá, se for para todos. Não adianta que só os ricos tenham acesso. Tem que ser para todos como o ar, a luz, a natureza, a vida.

Aqueles e aquelas que estão furando as filas da vacina, conquistam o repúdio geral. Assim devia ser em relação aos que usurpam os direitos dos trabalhadores, dos pobres, dos índios, dos negros etc.

Precisamos aprender a pensar para não julgar, precipitadamente e com preconceitos. Inteligência, significa ler dentro – intus legere. Precisamos ir além da superficialidade, da mediocridade.

É na sala de aula que se aprende a pensar, desde que o aluno tenha chance de participar da construção do conhecimento. A sala de aula não é local para decorar datas, números, nomes. É para aprender a viver e conviver.

É na sala de aulas que se aprende a conviver com as diferenças, sem preconceitos. Para que uma escola quer identificar a cor dos alunos? Está acontecendo em escolas, atualmente. Incrível.

No Ipu, a Academia Ipuense de Letras, Ciências e Artes promoveu uma série de palestras, on line, com temas muito interessantes.

Coube à Professora Aninha Martins o tema: “GEOPOÉTICA: As abordagens geográficas vistas com mais leveza, manifestadas na arte poética e visual”.

PROFESOR DOUTOR JULIO TORRES

Ao Professor Doutor Júlio Torres coube o tema: Educação Fractal: A Educação na Perspectiva da Realidade Fractal. Ele é um dos poucos conhecedores deste assunto revolucionário.

O CEARÁ PODERÁ PERDER SEIS MUNICÍPIOS PARA O PIAUÍ  Edição de 12/02

Há um certo respeito às iniciativas do Governo do Estado do Ceará em relação a este grave momento de pandemia.  Muitos interesses são contrariados. É claro.

Mas já imaginaram se não houvesse uma iniciativa governamental e cada um fizesse o que bem entendesse? As aglomerações feitas às escondidas estão levando muitos aos hospitais.

Os descasos oficiais, no âmbito federal, produziram situações graves. O Brasil, que poderia estar vendendo ou doando vacinas, está quase mendigando-as e o povo morrendo.

Qual o político que gosta de trabalhar contrariando os seus eleitores e amigos. Em nossas casas, também os pais quando precisam castigar, não o fazem por prazer.

Vivemos um momento em que é necessário muita responsabilidade e bom senso. Não há lugar para os palpiteiros. É preciso ouvir os cientistas e o país os tem em abundância.

Circula já uma informação de que o Ceará vai perder os municípios de Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte, Croatá e Poranga e parte de Ubajara para o Piauí.

Isso corresponde a 35 distritos e 806 localidades. O estudo técnico foi realizado pelo Exército, a pedido do STF, em 2018. A disputa já se arrasta há muitos anos. 

Pelo visto, poderá arrastar-se por mais alguns anos. Já imaginaram o patrimônio material, cultural, artístico etc. que o Ceará vai perder? Este assunto vai arder na cabeça do povo.

José Raimundo Gomes Sobrinho, de Guaraciaba do Norte, faria 110 anos

Neste dia 13 de fevereiro, meu pai (foto) completaria 110 anos. Morreu aos 67. Deixou 12 filhos de dois casamentos, com duas irmãs. Sua insistência maior era de que estudássemos.

Apesar de todas as limitações de uma cidade do interior, seu objetivo foi alcançado. Sua transferência de Guaraciaba do Norte para Fortaleza foi fundamental para isto.

Para todos nós, José Raimundo Gomes Sobrinho, será sempre um exemplo de seriedade, compromisso, respeito, criatividade, esperança  e interesse em ajudar o próximo.

A propósito, estou escrevendo um livro sobre a minha cidade, no meu tempo de menino. É como se fosse uma caminhada pelas poucas ruas do meu tempo.

Registro todas as pessoas com quem convivi, direta ou indiretamente, e o que com elas aprendi. Pretendo mostrar um retrato de como éramos e como vivíamos.

O livro tem um limite espacial e temporal. Espacial porque será limitado às poucas ruas e casas que lá existiam. Temporal porque será  até 1955, quando saí para estudar no Seminário.

As novas gerações irão entrar se estiverem ligadas às pessoas com quem convivi, de alguma forma, naquele tempo. Meu objetivo é mostrar o quanto nossos pais foram capazes de fazer, apesar das limitações.

No livro estão citados muitos nomes de pessoas que lá moravam. Sem distinção de quem era pobre ou não. O importante é destacar  como contribuíram para a nossa terra.

Os membros da Lava jato se imaginavam acima de tudo e de todos. Por muito tempo, assim foram tratados, em razão do endeusamento que os grandes meios de comunicação lhes fizeram.

Agora, devem estar de mãos na cabeça, sabendo que produziram o maior escândalo da justiça. “As conversas de botequim” vieram à tona e não há como justificar. “Nada há encoberto…”

Uma mensagem estarrecedora da procuradora Carolina Rezende, nas trocas de mensagens da Lava Jato: “Precisamos atingir Lula na cabeça (prioridade número 1)”

Sempre imaginava que, um dia, tudo viria à tona. Achava muita arrogância e falta de fundamentação naquele grupo de jovens quase recém formados.

Mesmo leigo, às vezes comentei com o advogado Franzé Bezerra, como os Professores de Direito encontravam explicações para as atitudes daqueles Procuradores e do Juiz.

O MOVIMENTO MULHERES DO CEARÁ COM DILMA LANÇARÁ O LIVRO: TEREZA – VALEU A LUTA – Edição de  05/02/2021

A foto é de 1937, durante a pandemia da Poliomielite. Tal como agora, as escolas foram fechadas e os Professores passaram a dar aulas pelo Rádio.

Aulas pelo Rádio

Na pandemia atual, alguns municípios recorreram ao Rádio para manter o contato com os alunos. Acho que esta deveria ser uma relação permanente. O Rádio é insuperável.

Em 1961, a pandemia era o analfabetismo de adultos. Então a Igreja Católica criou o Movimento de Educação de Base – MEB, para fazer a alfabetização pelo Rádio.

Em 1967, foi no MEB, o meu primeiro emprego. Era em Sobral. O MEB era vinculado às dioceses que receberam as Rádio Educadoras, através das quais fazíamos os trabalho.

Além dos programas radiofônicos, fazíamos as visitas às escolas que funcionavam na zona rural nas mais variadas condições. Em Capelas, salas cedidas pelas famílias, Casas de Farinha etc.

Uma experiência extraordinária. O Rádio substituía o Professor. A coordenação das salas ficava a cargo de lideranças previamente preparadas para a tarefa.

Em 1971, no pior período da ditadura, veio a Censura. A Policia Federal passou a nos vigiar.
E só podíamos levar o programa ao ar, após o carimbo da Censura Federal.

E quando estávamos sendo ouvidos, diariamente, em mais de 300 comunidades, na área da Arquidiocese de Fortaleza, a PF forçou a nossa demissão e da Equipe Nacional, do Rio.

Agora, há outros recursos bem mais sofisticados, mas que requerem uma preparação muito maior dos Professores e as condições técnicas ao alcance dos alunos.

Tive, segunda feira, uma experiência numa aula de Filosofia da Educação com turmas de Pedagogia de Sucesso, Tamboril, com Olavo, Elenilce, Mikaele e Irlanda.

Em Ipaporanga, estavam Jéssica, Ivoneide, Jorgiana e Daniela. Presente também a professora Luana e o Coordenador Gleilson.  

Sem dúvida, algumas ideias ficam. Mas é importante que o Professor se prepare bem, sobretudo no linguajar.

A linguagem simples é importante para que os alunos compreendam. Para isto é indispensável colocar-se no lugar dos alunos que estão em frente à tela.

Felizmente, a maioria está tendo o bom senso de não abrir as escolas neste período. A responsabilidade é muito grande. Sem a vacina para todos, é um grande risco.

Os conhecimentos se adquirem em qualquer época. Um vida perdida nunca se vai recuperar. E aí o caminho é tirar o melhor proveito do ensino à distância.

Segundo os especialistas, estamos atravessando o período mais difícil da pandemia. Sem a vacina, precisamos ser rigorosos no cumprimento do que nos é possível fazer.

Uso da máscara, higiene das mãos e isolamento social são indispensáveis. Não é brincadeira. Os impacientes com estas medidas se transformam em pacientes nos hospitais.

Um deputado federal do Ceará, candidato a Prefeito de Fortaleza, nas ultimas eleições, está apresentando um projeto para proibição do uso de máscara.

O mundo todo defende o uso da máscara e aparece este que queria endireitar Fortaleza, com uma proposta desta. É do grupo do genocídio? Deve ser estimulador de aglomerações.

Tereza Albuquerque

O Movimento Mulheres do Ceará com Dilma organizou e fará o lançamento do livro TEREZA, VALEU A LUTA, no Dia Internacional da Mulher – 08 de março.

O evento contará com o apoio da Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou que, na oportunidade homenageará as mulheres anistiadas do Ceará.

Tem-se observado que as redações oficiais, expostas ao público, têm pecado pela má qualidade – Edição de 29/01

Hoje é um dia especial por vários motivos: A Neiva, minha irmã, retorna ao convívio da família, depois 40 dias no Hospital São Camilo, em Fortaleza.

Além do ótimo atendimento do hospital, ainda contou com o apoio da filha Cinthia Esteche, competentíssima Enfermeira e Professora.

Teve a força dos sobrinhos Luciane, Enfermeira e seu esposo Rafael Mesquita, Médico. De longe, lá no Rio Branco, o irmão médico José Raimundo Filho.

Wilson Diógenes, o marido, estava sempre perto, sofrendo e torcendo para tudo dar certo. Muitos familiares, amigos e amigas, torceram e rezaram, permanentemente.

Hoje é também o aniversário de três pessoas muitos especiais: os sobrinhos Luís Carlos Filho, Diagramador, e a Aninha, Enfermeira. Irmãos gêmeos.

Luís Carlos Filho e AninhaAniversariantes de hoje

Em Sobral, é festa no Espaço da Música, com o aniversário da Professora e Pianista IVANA SÁ, de quem estou sendo aluno à distância. Parabéns!

Li a “Apresentação” do livro-bomba de Eduardo Cunha “Tchau Querida, O Diário do Impeachment” que terá 740 páginas.

Lamentavelmente, uma sequência de erros de redação. Se houve uma revisão, não se percebe ou foi feita por quem não tem muita intimidade com o idioma.

Os pronomes demonstrativos: Este, Esse e Aquele, são constantes, mas mal empregados. Não percebem a diferença do uso entre eles. Aliás, isto está sendo comum, em redações.

Tem-se observado que as redações oficiais, expostas ao público, têm pecado pela má qualidade. Textos longos, má pontuação. Falhas na concordância.

Até certos textos produzidos nas Secretarias de Educação e nas Escolas denunciam a falta de preparo dos redatores. Uma distração, sim. Além disto, não.

Daí a necessidade do exercício permanente de redação nas salas de aula. Aprende-se a escrever, escrevendo. Aprende-se a ler, lendo. Sem leitura, não se escreve e falamos mal.

Nos municípios que estão promovendo as tradicionais Semanas Pedagógicas, deve-se ter muita atenção a isto. Só com palestras e projeção de slids, não se muda nada.

Às vezes, os palestrantes atraem pela conversa, pela dramatização, por algumas piadas, pelo conteúdo,  mas, ao final, comprovadamente, nada chega às salas de aula.

Nas próprias equipes de professores do município, há pessoas que fariam trabalho muito melhor do que muitos convidados. À partir da realidade local.

A Professora e Advogada Vânia Pontes, de Ipueiras, minha aluna  na disciplina Literatura Cearense, na UVA, tem tido uma grande projeção com a publicação de seus textos literários.

É muito gratificante acompanhar o sucesso profissional de ex alunos. Felizmente, tenho muitos que se destacam em suas atividades. E reconhecem o quanto nossas aulas os ajudaram.

Quem está fazendo muito sucesso é o site compartilhecroata.com.br  É uma revista eletrônica que leva ao mundo as inúmeras opções comerciais do município. Contato: (88)98106 0527.

Professor DANIEL MARINHO e a Professora Isabel Luiza Clara, em Poranga – Ce.

Santo de casa faz milagre. O Professor Daniel Marinho, de Poranga, está tendo muito destaque em suas atividades pedagógicas. No passado, trabalhamos juntos, em sua terra.

Na manhã de hoje, lançou o seu livro O VAQUEIRO E A SENHORA DAS ÁGUAS para os seus conterrâneos, em Poranga. Desejamos muito sucesso.

Andar sem máscaras, atualmente, significa uma ameaça à população. Edição de 22/01/2021

O Sindicato dos Jornalistas do Ceará – SINDIJORCE, presidido por Rafael Mesquita, – apresentou ontem o Documentário MEMÓRIAS REVELADAS, sobre jornalistas cearenses vítimas da ditadura.

O roteiro e direção da jornalista Marilena Lima e é baseada nas informações coletadas pela Comissão da Verdade, Memória e Justiça dos Jornalistas do Ceará

O documentário se baseia no levantamento dos casos de violações dos direitos humanos cometidos contra integrantes da categoria no Estado no período de 1964 a 1988.

Neste documentário, profissionais vítimas de perseguição, prisões e torturas revelam os bastidores da imprensa durante o regime ditatorial 1964/1985 no Estado, conforme apresentou Samira Castro, da FENAJ

“Este documentário é apenas um breve recorte de histórias e fatos tristes vivenciados por jornalistas no exercício profissional, e que há oito anos pareciam coisa do passado”.

Esta é a avaliação da a diretora, fazendo uma atualização diante da situação enfrentada pela categoria, desde as jornadas de junho 2013 e agravada com a chegada da extrema-direita à presidência do Brasil.

Participei da mesa, na condição de Presidente da Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou, juntamente com Dep. Renato Roseno, Dr. Benedito Bezerril, Marilena Lima, Rafael Mesquita, Pres. Do SINDJORCE e Samira de Castro,  da FENAJ

A propósito, na coluna de Ideias & Noticias de nosso site professorcomprazer.com está um interessante artigo do Mons. Assis Rocha – DEMOCRACIA AMEAÇADA.

Por experiencia própria, sugiro que os novos Secretários de Educação procurem ouvir as comunidades sobre o andamento das escolas. E todos os trabalhadores da Educação.

Não é fazer palestra para pais e professores. Basta adotar metodologias que gerem participação. O momento não é favorável para aglomerações, mas após a vacina.

Se não conhecem metodologias apropriadas, tenham a humildade de procurar quem as conhece. Mas é indispensável ouvir os depoimentos da população.

Sempre adotei este sistema e deu certo. Erra-se menos. É aquela tradicional metodologia de VER, JULGAR E AGIR. Não dá para planejar sem ouvir os destinatários dos serviços.

Um detalhe: O horário dos encontros com a comunidade deve ser estabelecido conforme a conveniência dos participantes e não da equipe da Secretaria de Educação.

Uma dica para quem  estiver precisando de uma boa assessoria: Fazer contato com Expedito Mesquita, Especialista em Educação Biocêntrica e tem longa experiência como Secretário.

Andar sem máscaras, atualmente, significa uma ameaça à população. Precisamos compreender que não temos alternativa de proteção, antes da vacina.

Temos que seguir as orientações dos cientistas e não dos palpiteiros. Num tempo de pandemia, se cada um for fazer o quem bem entende, será o caos total.

Apesar da aprovação da ANVISA, o presidente continua dizendo que “não está comprovada cientificamente”.  O que está acima da ANVISA, no Brasil? 

Quem não acredita, não compra, não paga e não toma. O Brasil está pagando. Por quê? A história da ANVISA é suficiente. Eu vou tomar.

Com a pandemia se alastrando pelo país, de forma quase incontrolável, não é motivo suficiente para adiar o ENEM?  – Edição de 15/01/2021

Antes mesmo de alguma solicitação, o Governador Camilo Santana, tomou a iniciativa de colocar-se à disposição para ajudar o Estado do Amazonas. Gesto de bom senso.

Outro que está acolhendo pacientes de Manaus e ainda enviando materiais necessários é o Governador do Piauí Wellington Dias.

O Governo da Venezuela deixou de lado as ameaças de invasão pelo governo brasileiro, e ofereceu o oxigênio necessário aos pacientes do Amazonas. Sensibilidade é isto.

Amanhã, no Ipu, a Academia de Letras, Ciências e Artes dará posse a quatro novos membros. A solenidade será às 19 horas.

Dentre os novos, estão dois professores e amigos de grande competência: Ana Maria Marques Martins e Marcos Evangelista de Paiva.

Se não fosse o isolamento a que me impus, conscientemente, em razão do COVID 19, estaria presente ao evento e ainda veria a Festa do Mártir Santo que, ainda menino, vi no Ipu.

Para onde caminhamos com tantas mortes? Por COVID, violência, armas de fogo, arrogância, machismo, racismo, homofobia e ignorância.

Todas essas coisas resultam de falta de uma gestão equilibrada que pensasse no bem coletivo, como numa família. Se tivéssemos uma liderança sensata, tudo seria diferente.

Nenhuma ação coletiva poderá ser desenvolvida antes da vacina. Os que não quiserem a vacina deverão ir para o isolamento social, por respeito aos outros. É uma questão ética.

As escolas devem preparar-se para o reinicio das atividades em salas de aula. Jamais antes da vacina. Não adianta correr risco. Para o aprendizado, há jeito. Para a morte, não.

As aulas à distância podem ser aperfeiçoadas. As capacitações de professores devem estar voltadas para este aspecto, visto que todos os professores foram apanhados de surpresa.

Mesmo à distância, as aulas devem estar voltadas para a realidade dos alunos. Em qualquer disciplina. As aulas devem sempre deixar um desafio, uma tarefa para os alunos.

O sucesso da TVE do Maranhão, onde ocupei a função de Coordenador de Aperfeiçoamento Pedagógico, era que cada aula se concluía com uma tarefa para os alunos.

A tarefa deve ser alguma atividade concreta que o aluno tenha que realizar em casa, na comunidade, numa pesquisa em livro e na redação de um texto. É o exercício da escrita.

Um grupo de mulheres de Fortaleza, participantes das lutas estudantis contra a ditadura, prepara um livro com a história da ex presa política Tereza Albuquerque.

Com a pandemia se alastrando pelo país, de forma quase incontrolável, não é motivo suficiente para adiar o ENEM? E se uma vida se perder, valeu a pena?

A Professora Elaine Ribeiro, do distrito de Betânia, em Croatá, reflete em suas palavras, o que todas as mães devem estar dizendo:

“Sou mãe de um jovem que fará o ENEM e fico imaginando… Qual é a medida de higienização dos ambientes, dos materiais? Como irão garantir o distanciamento dos nossos jovens?”

Cariré está de luto com o falecimento da senhora TEREZINHA FARIAS OLIVEIRA, ocorrido nesta semana. Uma pessoa que prestou relevantes serviços à cidade e formou uma família exemplar.

A sua filha Regina Lúcia Farias Oliveira desempenhou relevante trabalho na Pró-Reitoria de Extensão da UVA, em nossa gestão, realizando capacitação e acompanhamento junto a Alfabetizadores de Adultos. Manifestamos à família, nosso voto de pesar.

“O Brasil está quebrado e eu não consigo fazer nada” é a própria confissão do fracasso dos que deram o golpe para tirar Dilma. – Edição de 08 JANEIRO

Começo, agradecendo as inúmeras mensagens de congratulações pelo aniversário, a mim enviadas no dia 6 de janeiro. Foram tantas que não me arrisco a agradecer, nominalmente.

Sem dúvida, fazem muito bem ao coração, especialmente, de um aposentado. Em muitos casos, são atestados explícitos de que cumprimos a missão.

Dos ex alunos, são verdadeiras confissões de que o que foi construído, com eles e elas, serviu, de fato, para a vida de cada um. É isto que dizem. Era isto que eu desejava. Valeu a pena.

Os depoimentos recebidos ratificam o titulo de nosso livro, o que a Professora Verônica Filizola Soares usou para me cumprimentar: Professor com Prazer!

Muitos fizeram questão de ilustrar suas mensagens com fotografias de alguns momentos importantes de nossa caminhada. Foi difícil escolher duas para esta coluna. Aí estão.

Sou muito grato a todos pelas mais diversas expressões de carinho.  A primeira, é com Professoras de Lagoa da Cruz, Distrito de Croatá. A outra numa das turmas de Educação Biocêntrica, do CDH.

Em outros momentos da história do nosso país, o Brasil, com toda a experiência acumulada, estaria agora distribuindo Vacina pelo mundo afora. E não no fim da fila.

Quando se vê o próprio presidente da República dizer: “O Brasil está quebrado e eu não consigo fazer nada” é a própria confissão do fracasso dos que deram o golpe para tirar Dilma.

Comprova-se que a luta egoísta da direita a nada leva. Tudo para quem já tem, tirando dos quem já tem pouco ou nada. Tentaram tirar todos os direitos dos trabalhadores. Deu nisto!

O filho da Dona Lindu, um conhecido Torneiro Mecânico, consertaria, com sua receita já bem divulgada: “Colocar os pobres no orçamento”.  

Há mais de dois mil anos, Ele disse: “Vim para que TODOS  tenham a vida e a tenham em abundância”.  Não é tentando passar a perna nos pobres que se melhora.

Em outro momento, ele ensinou uma oração: Pai Nosso… Ele não ensinou “Meu pai”. Mais adiante, ensina: O Pão nosso… Ele não ensinou  não o Meu pão de cada dia.

O próprio COVID 19 está mostrando que só salvamos vidas se nos comportarmos com visão coletiva. Os egoístas, que não respeitam o isolamento social, estão enchendo os hospitais.

O colega betanista Modesto Siebra Coelho, de Itapipoca, fazendo sucesso em João Pessoa, escreveu um belo texto sobre o Padre José Linhares para o nosso livro AD LABOREM.

Hairton Carvalho, outro betanista, de Bela Cruz, escreveu sobre o Padre Osvaldo Chaves. E o Médico e cientista, betanista de Crateús, José Henrique Cardoso ilustra os textos com sonetos de sua autoria.(foto)

Não duvido que, brevemente, a escritora e poetisa, minha ex aluna Vania Abreu Pontes, Doutoranda em Psicologia, seja eleita para a Academia Sobralense de Estudos e Letras – ASEL.

Seus textos literários estão sendo disputados por várias publicações, inclusive
Antologia Cecilia Meireles e publicações internacionais.

Em Guaraciaba do Norte, o Professor Helder Castro Torres vem construindo um interessante documentário fotográfico com as residências antigas da cidade. Ótima iniciativa.

E vem aí o livro-bomba de Eduardo Cunha em que destaca que Temer foi o grande conspirador do golpe contra Dilma, conforme a publicação da Revista Fórum.

NUMA VIAGEM, SE O VEÍCULO É O MESMO, A ESTRADA É A MESMA E O PILOTO É O MESMO, O QUE SE PODE ESPERAR? Edição de 01 de janeiro

É uma tradição que, em todo início de ano, desejemos um Feliz Ano Novo. No entanto, depois das experiências dos dois últimos anos, não está fácil alimentar esperanças.

As coisas pioraram no ano passado com a chegada do COVID 19, no mês de março. Tivemos que readaptar nossos comportamentos para viver conviver com a dolorosa situação.

Quase duzentos mil brasileiros não resistiram. Sem um comando central, as iniciativas estiveram dependendo dos Governadores e Prefeitos. A maioria de muito bom senso.

Se a situação não mudou e o comando principal não mudou, como alimentar esperanças? Às vezes, a gravidade da situação é tratada com deboche. De quem esperar?

Numa viagem, se o veículo é o mesmo, a estrada é a mesma e o piloto é o mesmo, o que se pode esperar? Os viajantes terão que tomar providências. A esperança é Deus no comando.

Professora CRISLENE CARVALHO PEREIRA CAVALCANTE, Presidente da Academia Sobralense de Letras – ASEL

A Professora Crislene Carvalho, no comando da Academia Sobralense de Letras tem feito a diferença. Usando da criatividade, está tornando a ASEL mais perto do povo. Saindo da rotina.

Uma de suas iniciativas é um programa CIÊNCIA E DEBATE, via Youtube. Como Professora Universitária, tem trazido temas muito atraentes, por meio de entrevistas enriquecedoras.

A Professora Vânia Pontes, de Ipueiras, prestando serviço à Faculdade Alencarina, de Sobral, tem ganho prêmios sucessivos com suas produções literárias: Poesias, contos, poemas.

Seus trabalhos têm sido escolhidos para publicações em vários livros, inclusive fora do Brasil. Ela é graduada em Letras, Direito e Psicologia. É  Gestora Pedagógica do Curso de Direito.

Seu poema para a Antologia acima é “Ser Professor”. A autora, minha ex aluna, tem um excelente depoimento publicado em meu livro PROFESSOR COM PRAZER.

A propósito, Mailson Furtado Viana, Prêmio Jabuti, 2018, a partir de hoje, ocupara o cargo de Secretário de Cultura de Varjota, onde mora. Certamente, um privilégio para a região.

Aos 15 anos, em 2006, na minha sala de aula de Literatura Cearense, na UVA, teve a sua primeira grande oportunidade de mostrar a sua produção literária. Já era autor de 250 poesias.

Fora uma tarefa que passara para os alunos para que descobrissem escritores, poetas em suas cidades. A aluna Elitinha, nos trouxe um tímido garoto que, anos depois, ganhou o Jabuti.

MAILSON FURTADO VIANA, Prêmio Jabuti 2018, Secretário de Cultura de Varjota – Ce.

O Mons. Assis Rocha, com sua vasta experiencia, Doutor em Comunicação, abastece as rádios Genoveva, de Bela Cruz, e Pajeú, de Afogados da Ingazeira, com suas palestras semanais.

A partir de hoje, muitos municípios mudam de comando. Alguns que não mostraram competência, não conseguiram reeleição. O povo fez o julgamento e mudou o comando

Na minha Guaraciaba do Norte, o Prefeito Adail Machado comprovou a sua capacidade administrativa e a população o reelegeu com grande maioria de votos.

Em Irauçuba, o prestigiado Professor Walmir Rafael, passará a ocupar a missão de Vereador. Com certeza terá destaque suficiente para fazer diferente a sua nova tarefa.

Reina grande expectativa em torno da nova gestão de Croatá. Como conheço muita gente competente no município, acredito que o novo prefeito poderá fazer ótimo trabalho.

O importante é não se cercar dos espertalhões que apenas querem tirar vantagens. Para os espertalhões, os competentes atrapalham.  Isto vale para todos os municípios.

O site compartilhecroata.com.br, criado pelo Professor Eliezer Agapito, está dando muita amplitude à cidade e ao município de Croatá. Quem tem acesso a ele se surpreende.

Gilvane Motos e GM Centercar formam juntos o conjunto mais completo de assistência técnica ao seu carro e a sua moto em um só lugar.

Com Amplo espaço de atendimento é Referência em inovação e equipamentos de trabalho. Com mais de 20 anos no mercado, estão sempre se qualificando.

A especialização chama atenção dos clientes porque isto se reflete, diretamente, na qualidade dos serviços e do atendimento. É o testemunho de quem já precisou dos serviços.

NINGUÉM NASCE ORADOR, MAS PDE MELHORAR A FORMA DE COMUNICAR-SE COM O PÚBLICO – Edição de 25 de dezembro

Há uma música junina que diz “Natal, só presta em casa e São João no Arraiá”. Desta vez,  foi, literalmente, cada um na sua casa. Ninguém ficou correndo de uma casa para outra.

Talvez, menos festivo, mas, com certeza, mais seguro. Melhor mesmo é aguardar a vacina. Só ela trará segurança. Embora haja os que vão rejeitar, como dizem agora.

A propósito, perguntei a um grande cientista que cuida da formação de Doutores e Pós Doutores da área de saúde: Como se justifica que um profissional de saúde se oponha à vacina?

A resposta que tive dele foi: O país está doente. E justificou as posições radicais como sendo misturadas com as questões ideológicas.

Outro sintoma da doença: padrinhos de casamento comparecerem à cerimônia, cada um exibindo uma arma de fogo?  Que ideia está subjacente?  A morte?  Qual a finalidade da arma?

Vê-se o crescimento das manifestações de racismo, de homofobia, machismo, feminicídio, da violência. O Doutor tem razão: O país está doente.

A vitória do nosso amigo Francisco Magalhães sobre o COVID, trouxe de volta a alegria para muita gente de Guaraciaba do Norte. Da minha parte, fiquei muito alegre.

Registro do momento em que os vereadores Gerardo Soares Oliveira e Francisco Magalhães, representando a Câmara de Vereadores, me entregavam a Medalha José Maria Melo.

Ninguém nasce orador, mas pode melhorar a forma de se comunicar com o público. Dei-me ao trabalho de ouvir alguns sermões e pregações.

Lamentavelmente, observo Igrejas com muito luxo, bons equipamentos de som, verdadeiros desfiles de moda, mas as pregações quase sem conteúdo.

Ainda aluno de Teologia, nos anos 60, no Recife, tive uma tarefa de ouvir pregações. Umas excelentes. Em outras, muita erudição e pouco conteúdo acessível.

As pregações que ouvi recentemente, se restringem a repetir frases sem nenhuma vinculação com a realidade do público. Discursos teóricos. Até gritos, desnecessários.

Comunicar é tornar comum. É fazer com que o público assimile exatamente a ideia que o pregador quer transmitir. Só há comunicação, se houver identificação entre pregador e ouvinte.

Na minha pesquisa no passado, ao final das pregações, eu perguntava a alguns ouvintes o que haviam entendido. A maioria dizia ter gostado da pregação, mas nada tinha entendido.

O mesmo pode acontecer nas salas de aula. É necessário cultivar a empatia. Colocar-se no lugar de quem está ouvindo. Não se preocupar apenas em impressionar a plateia, com  a linguagem.

Para os pregadores, o melhor exemplo é a linguagem dos Evangelhos. Não precisa sofisticar a conversa. A simplicidade é o melhor caminho.

Quem vier a Fortaleza nas próximas férias vai deparar-se com uma Avenida Beira Mar bem diferente. Foi muito ampliado o espaço entre os prédios e o mar.

Outro aspecto que vai chamar muita atenção será a quantidade de oportunidades de trabalho. A tradicional feirinha está bem maior. Maior também a quantidade de bares e lanchonetes.

Mas, agora, é bom ficar em casa, até ser vacinado. Viajar agora é um risco. Os afoitos nas campanhas políticas, estão agora lotando os hospitais.

FELIZMENTE, O FUNDEB FICARÁ COM A ESCOLA PÚBLICA  Edição: 18/12/2020

No tempo da ditadura, em todo canto havia um espião, conhecido como dedo-duro. Aquele que apontava o “subversivo”. Era a categoria mais rejeitada.

Nas faculdades, todo mundo andava de sobreaviso. Às vezes, desconfiando de quem não devia. Tempos depois, descobria-se alguns enganos.

Há notícias recentes de que a tal moda está voltando, com infiltrados dentro das instituições. Nada há mais repugnante do que a pessoa se prestar a tal tarefa.

Felizmente, os deputados cearenses que votaram para desviar dinheiro do FUNDEB perderam a parada. Mas é bom ficar de olho neles.

São sempre os mesmos. Nas campanhas, defendem a Educação. Eleitos, trabalham  em defesa de seus patrocinadores e nunca dos eleitores.

Quem já recebeu um deputado, um vereador ou, pelo menos, um cabo eleitoral em suas escolas? Na sala de aula?

Mas nem tudo está perdido. E Guaraciaba do Norte, a Câmara de Vereadores concedeu a Medalha José Maria Melo ao Mestre Griô Marcio Pena. Uma justa homenagem.

Mestre Griô MARCIO PENA, de Guaraciaba do Norte – Ceará

Há mais de 20 anos ele tem-se dedicado a incutir na cabeça das crianças e adolescentes o gosto pelas artes. E já descobriu muitos valores artísticos entre os jovens.

A Medalha José Maria Melo que já recebi, é a maior honraria do município. Zemaria foi, indiscutivelmente, o mais destacado político guaraciabense.

É curioso ver os poderosos veículos de comunicação criticando, violentamente, o Presidente da República que ajudaram a eleger.

No segundo turno chegaram a induzir que ele era a única alternativa. Crucificaram o PT até não poder mais. Parece que a Lei do Retorno está batendo-lhes às portas.

Um pastor chamado Davi Gois, do Ministério Canaã, em Fortaleza, tentando idiotizar os seus ouvintes, numa pregação, diante da Bíblia:

Muitas pessoas vão morrer de câncer , achando que foi câncer porque comeu alguma coisa, porque foi hereditário, porque tem família, por causa de um tumor, mas na verdade foi por causa da vacina.

Depois que essa substância entrar no nosso organismo vai atingir o nosso DNA, um cientista francês disse que até HIV tem dentro dela”, disse o pastor no vídeo.

Quais os interesses dos que se opõem às vacinas? Os mesmos dos que defendem armas de fogo? O que produz uma arma de fogo? Não lhes bastam quase duzentas mil mortes?

Apenas com os acenos de liberação, muitos já se sentem autorizados a matar. De onde vem tanta vontade de matar? Loucura? É assunto para especialistas.

Surpresa. Agência do Banco do Brasil, da Av. Duque de Caxias, em Fortaleza, fechou as portas, dia 30 de novembro, alegando inoperância do sistema.

Logo foi feita uma higienização geral. Há quem acredite que aconteceu um caso de COVID. É aquela mesma agência que expulsou a Mulher Rendeira a picaretas. Um símbolo.

DEPUTADOS SEM COMPROMISSO, METENDO A MÃO NO FUNDEB – Edição de 11 de dezembro

Votar sem prestar atenção na coerência do candidato dá nisto. Os deputados agora estão querendo desviar dinheiro do FUNDEB para escolas particulares, indistintamente.

Outros se opuseram à aprovação de tratado internacional contra racismo: Do Ceará: Dr. Jaziel, do PL, e Heitor Freire do PSL, aquele que prometia endireitar(?) Fortaleza.

Como disse Millôr Fernandes: “o brasileiro racista é aquele que desconhece a sua própria história”.  Somos descendentes de  Pretos, Brancos e Índios. A nossa beleza.

O Professor Fabiano Martins assumiu a função de Coordenador Escolar da Escola Estadual Marina Soares, em Guaraciaba do Norte. Com certeza, dará grande colaboração. Parabéns!

Professor Fabiano Martins, da Escola Marina Soares

A Escola conta com uma equipe gestora muito dedicada e com professores de muita competência. Daí a sequência de sucessos que vem acumulando.

Quando era denominada Escolas Reunidas em casa alugada, fiz o primeiro e segundo anos do Primário, com as professoras: Dona Antonieta  Cardoso e Dona Marita Saboia.

Ainda em Guaraciaba do Norte: Os Colégios Dom Pedro I (anexo) e Oriento celebrando o aniversário do Professor e Gestor Evando Mesquita. Parabéns.

Na coluna de Ideias e & Noticias, no nosso site professorcomprazer.com, mais uma poesia da Professora Vânia Pontes que tem acumulado uma série de prêmios por sua rica produção.

Mesmo à distância, fico torcendo pelas conquistas de ex alunos e alunas do curso de Letras da UVA, onde vivi uma grande experiência com Literatura Cearense.

Saindo do formato convencional e desenvolvendo um trabalho participativo, nossos alunos descobriram muitos valores em suas cidades e se descobriram como escritores e poetas.

No nosso futuro livro AD LABOREM, sobre a influência do Seminário de Sobral em nossa caminhada profissional, teremos um posfácio sobre nossos Professores e Reitores.

A propósito, tive contato com Arlindo Soares, betanista de Massapê, ex Secretário de Desenvolvimento Social do Governo de Pernambuco na gestão de Jarbas Vasconcelos.

As confraternizações natalinas não acontecerão este ano. Quem gosta da própria família não promoverá festas. Nem Natal e nem Ano Novo. É melhor esperar a vacina.

A saída é fazer a festa “on line”, cada família em sua própria casa. Não adianta teimar. Muitos teimosos estão agora enchendo os hospitais, como agentes ou pacientes dos imprudentes.

O Ceará é o único Estado que tem sua própria Comissão Especial de Anistia, com o objetivo de receber requerimentos de indenização, avaliar, confirmar provas e, se for o caso, atender.

São indenizáveis aqueles e aquelas que foram prejudicados pelas perseguições da ditadura em razão da forma de pensar e agir, politicamente, contra as desigualdades sociais.

O ex juiz modelo para o país, foi muito apressado em receber as recompensas. Agora todo mundo sabe por que prendeu Lula, sem provas, e ganhou e perdeu um Ministério.

A propósito dos que querem excluir Lula da política. Pensam que a Democracia é canal de tv que precisa de caras jovens para aparecer no vídeo. Na política os critérios são outros.

Basta que comparemos os políticos mais velhos, de quaisquer partidos. Os mais velhos, e com bons argumentos, são os que fazem história. Não permanecem pela beleza.

Outros, demoram pouco tempo no parlamento por falta de argumentação para defender as próprias ideias. Alguns, nem ideias apresentam. Piores são os que se vendem.

Expedito Mesquita, depois de realizar ótimo trabalho na Secretaria de Ação Social de Acaraú, inovando com a Educação Biocêntrica, prepara-se para entregar a missão ao sucessor/a.

Uma das grandes lideranças dos movimentos políticos, ex exilada no tempo da ditadura, perdeu a batalha para o Covid 19. Teresa Albuquerque, faleceu hoje. Tristeza muito grande.

LECY BRANDÃO:  “Na sala de aula é que se forma um cidadão”. Edição de 27/11/20

Na próxima quarta-feira, dia 2 de dezembro, acontecerá a primeira reunião da Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou, com sua nova composição.

Na pauta, apreciação de processos de pessoas que se sentem prejudicadas por perseguições durante a ditadura de 64.

A nova Lei, promulgada pelo Governador Camilo Santana, em seu parágrafo único, diz que o pedido de indenização  poderá ser apresentado a qualquer tempo, devidamente fundamentado.

O que justifica alguém esmurrar, até a morte, uma pessoa a quem não conhece. Será apenas para exibir-se para patrões ou seus representantes?

Uma parceira, com ares de diretora do espetáculo, acompanha os algozes, parecendo estar filmando tudo e ainda nega ter participado.

Uma moça, sem motivo algum, assumindo ares de autoridade, dizendo-se advogada, agride um rapaz que lhe parecia homossexual, numa padaria. Um absurdo.

Fatos como estes estão se repetindo com frequência, em formatos diferentes. Por que tais pessoas se sentem autorizadas a agredir?  Ou é ódio gratuito.

Insisto nisto por experiência própria. Como diz Lecy Brandão: “Na sala de aula é que se forma um cidadão. Na sala de aula é que se muda uma nação”.

Nas minhas aulas, pessoas que nunca se viram, depois de quinze a vinte minutos, já começam a parecer velhos amigos. Os trabalhos em grupo fazem descobrir afinidades.

Já testei isto inúmeras vezes e sempre tem dado certo. E dali surgem grandes amizades. Descobrem-se muitos valores. A sala de aula é para compartilhar conhecimentos.

Em Poranga, os Professores Maria José Oliveira e Fernando Lima, que fizeram o Curso de Metodologia do Ensino, com base na Educação Biocêntrica, comprovam.

Seria muito bom que os prefeitos recém eleitos  valorizassem a Educação de Jovens e Adultos. É uma questão de justiça para quem não teve oportunidade no tempo certo.

Com metodologia adequada, motivação, capacitação e bom acompanhamento, é facílimo acabar com o analfabetismo de adultos, em dois anos. Recursos financeiros federais existem.

O analfabetismo de jovens e adultos é a mais visível manifestação da desigualdade social em cada município. No passado, havia que achasse vantagem ter analfabetos.

Sugiro: Procurem o Centro de Desenvolvimento Humano – CDH, em Fortaleza. É uma instituição com vasta e histórica experiência no assunto.

Como disse Leonel Brizola: “A Educação não custa caro. Caro mesmo é a ignorância”. Isto é muito fácil de constatar.

Gosto muito de acompanhar os sucessos de meus ex alunos. A Professora Vânia Pontes, de Ipueiras, hoje Doutoranda em Direito, tem ganho vários concursos com seus textos literários.

Praticamente todos ficaram entusiasmados com um jeito diferente de conduzir a sala de aula e estão exercitando, com sucesso, em suas cidades.

Por falar em cidade, vi que a rua que tem o nome de meu pai – José Raimundo Gomes – está recebendo cuidados especiais do prefeito Adail Machado. Moradores felizes. E a família também..

Alegria geral na família com a chegada do Pedrinho, filho de Pedro e Laíza. Ela, filha de Aparecida e Leildo Gomes. Portanto, sobrinha e afilhada.

NÃO DÁ MAIS PARA ADMINISTRAR, SEM OUVIR O POVO. Edição de 21/11/2020

Aconteceu na manhã desta sexta-feira: A posse dos Conselheiros da Comissão de Anistia Wanda Sidou, vinculada à Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos.

Dra. Socorro França – Secretária de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos

Por razões óbvias, neste período, o evento aconteceu on line, mas contou com as presenças da Dra. Socorro França, Secretária da SPS, Dra. Lia Ferreira Gomes, Secretária Executiva de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da SPS.

Ainda presentes o Dr. Tadeu Lustosa, titular da Coordenação de Cidadania e Conselheiros Titulares e Suplentes da Comissão.

A mim, na condição de Presidente da Comissão, coube o primeiro pronunciamento. Considerando que a maioria não me conhecia, fiz uma rápida auto apresentação e destaquei a importância da nova missão.

A Dra. Socorro França, logo no inicio abordou que fizemos um caminho inverso. Ela veio para o Ceará e eu fui para o Maranhão. Quase pelas mesmas razões: Perseguições da ditadura.

Dra. Lia Ferreira Gomes –Secretária Executiva de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da SPS.

No seu discurso, a Dra. Lia Ferreira Gomes referiu-se ao cruzamento de nossas histórias e afinidades, tendo o mesmo território: Sobral.

Ainda usaram da palavra o Professor Doutor Márcio Porto, representando a Secretaria de Cultura e a Professora Doutora Fátima Maria Leitão Araújo, pela UECE.

Em Irauçuba, o Professor Walmir Rafael, candidato a vereador, obteve a maior votação entre todos os pretendentes. Pela sua garra, deverá fazer um bom trabalho e terá um caminho promissor.

Aqueles professores que não esquecem os compromissos com os colegas depois de eleitos, conseguem reeleição fácil.  Basta manter os companheiros informados de suas ações.

Pude observar que aqueles políticos caracterizados pela arrogância e a prepotência receberam o troco de seus eleitores: a derrota. Todo mundo gosta de quem o trata bem.

Os políticos que se elegem e esquecem de cumprimentar as pessoas, achando que o povo só chega perto para pedir, estão amargando a derrota.  

Aqueles também que se acham donos absolutos da verdade, rodaram. Não dá mais par administrar sem ouvir o povo. O eleito jamais deve esquecer que está no poder, em nome do povo, mas não é superior.

Na família: Formatura da Jadie, filha do Dedé, no Acre, em Odontologia; Nascimento de Lorenzo, filho de Débora e Alfredo; Aniversários de Luciene, dia 16; Eneida, dia 21 e Lilly, dia 22.

Na família da Betânia: Dia 20 foi aniversário do poeta Francisco José Loiola e os 50 anos de casamento de Maria e Juarez Leitão.

De ex alunos: A Professora Vânia Pontes teve um poema publicado na obra “100 anos de Clarice”. A agora comporá a Antologia “História para ler e morrer de medo – Contos e Poemas”.  Parabéns.

Está indo muito bem o nosso livro AD LABOREM (para o trabalho) em que cada um ex aluno do Seminário Sobral conta o quanto a passagem por lá foi importante para a formação profissional.

Será incluído um posfácio para responder aos leitores uma questão que, normalmente, surgirá: Quem foram os responsáveis por tantos êxitos? Muitas surpresas interessantes.

O Professor Eliezer Agapito está colhendo o sucesso de sua criação com o site: compartilhecroata.com –  Ali está uma verdadeira revista do que a cidade tem a oferecer.

O PRECONCEITO É UMA DEMONSTRAÇÃO DE IRRACIONALIDADE – Edição de 13 de novembro

Na sua coluna na revista Isto É, desta semana, o Sociólogo Antonio Lavareda concluiu que “A PANDEMIA VENCEU A IDEOLOGIA”.

“A COVID 19 deu protagonismo aos prefeitos, objetivou a reflexão, esvaziou as paixões e chamou a política de volta. PSDB, DEM e MDB lideram na maioria das capitais”

“Os nomes da “nova política”, com raras exceções, se deram mal. Em suma, teremos basicamente, uma eleição mantenedora”, é a conclusão do Sociólogo e Analista Político.

As manifestações de preconceito estão mais explícitas, ultimamente. Alguns tipos de pessoas estão se sentindo autorizadas a humilhar.

Em Goiás, um cerimonialista irritou-se com a diarista porque não podia ir naquele dia. Ela pediu desculpas, justificou, mas ele não aceitou.

“Com certeza vou arrumar outra pessoa. Pessoa digna de frequentar minha casa e limpar as minhas sujeiras. Você não é digna de limpar nada. Para mim, você não passa de um lixo.”

No dia que eu te ajudei com aqueles tijolos…. Dá vontade de ir aí e quebrar tijolo por tijolo na sua cabeça. Vai fazer mocotó que é comida de pobre. Isso que você sabe fazer“, disse ele.

“Tenho ódio de me misturar com gentalha como você. No dia que eu te ver na rua, gentalha, vou cuspir na sua cara. Não cruza meu caminho”.

Também em Goiás a Justiça acatou a denúncia de uma usuária do I Food que chamou de macaco um entregador.

Nas mensagens enviadas por um aplicativo, a mulher escreveu que deveriam mandar um motoboy branco. “Eu não vou permitir esse macaco“, afirmou. 

A moradora: “Esse preto não vai entrar no meu condomínio. Mandar outro motoboy que seja branco”, escreveu a cliente. Os relatos foram publicados em reportagem do 

Yussef, aquele protetor do Queiroz e, até recentemente, advogado da família do Presidente da República, chamou “macaca”,  a atendente de uma pizzaria. Está sendo processado.

Perguntamos: O que leva uma pessoa a manifestar tanto preconceito com seus semelhantes? Será que se acham acima das outras? São pensamentos mal formados. Egoístas. Medrosas.

O preconceito é irracionalidade. Gente que não pensa, mas se acha capaz de avaliar as outras por causa da pele, da função ocupa, pelo lugar onde mora, pelo sobrenome etc.

Todas as manifestações explícitas de preconceitos deviam ser consideradas crimes. Deixam marcas profundas na alma das pessoas atingidas e discriminadas.

A melhor forma de combater julgamentos precipitados é a convivência na Escola, com o exercício do Círculo de Cultura. A conversa em grupo cria laços e derruba preconceitos.

Aliás, a escola é, cada vez mais, o lugar para conversar, trocar ideias, sob a orientação do Professor. As informações sobre os diversos assuntos, os alunos já trazem de casa.

Os assuntos estão ao alcance dos alunos. Basta que os Professores orientem as pesquisas e coordenem, na sala de aula, a troca de ideias sobre os assuntos. É o exercício da fala e da escrita.

Em Sobral, a Professora Liana Sá criou uma forma interessante de motivar os alunos do Espaço da Música: Gravar em vídeo o desempenho de cada um no instrumento estudado.

Além disto encaminha o vídeo aos pais. Para os alunos, eleva-lhes a autoestima. Para os pais, a satisfação de ver a habilidade dos filhos. E ainda exibem para a família.

Seria muito bom que, nas eleições de domingo, os eleitores escolhessem muitos professores como Vereadores. Claro que elegendo aqueles que são comprometidos com a categoria.

Que suas histórias comprovem o comprometimento com a classe.  Não seja candidato/a de última hora. E, sendo eleito/a, que planeje seu mandato com a categoria.

O candidato/a deve ser alguém que tenha entusiasmo com o magistério, que acredite na educação como processo de mudança permanente.

COMENTÁRIO: Recebi da professora Suely Cazuza, sobre o nosso encontro on line com as turmas de Tianguá, Viçosa do Ceará e Ubajara: Foi um prazer ouvi-lo e beber um pouquinho mais da sua sabedoria. Sinto-me honrada em poder chamá-lo de amigo. Muito obrigada por sua disponibilidade e atenção. Gratidão sempre!”

CEARÁ EM ALTA COM O COVID 19 – Edição de 07 de novembro

Nunca se tinha visto tanto interesse dos brasileiros por uma eleição americana. A torcida pela vitória do Partido Democrata tem sido grande. Isto diz muita coisa.

Convivência respeitosa com outros países sempre é muito importante. Subserviência, é inadmissível. Tudo indica que os Estados Unidos estão dando um NÃO à prepotência.

Tenho plena convicção de que a sala de aula é o principal local para se aprender a conviver com todas as pessoas.  Evitando-se a alimentação do preconceito.

Desde cedo, aprende-se a conviver com as diferenças. Assim, vai-se construindo a ideia sobre o outro. O conceito é o resultado de uma avaliação. Ao contrário do preconceito.

A adoção do Círculo de Cultura na sala de aula é uma forma concreta de semear a paz e a boa convivência. O trabalho em grupo favorece a integração.

Quarta-feira, dia 4, vivemos uma boa experiência, numa conversa on line, com alunos de Pedagogia do IVA, de Itapagé e Guaraciaba do Norte.

A iniciativa foi da Professora Psicopedagoga Ana Regina Rodrigues, de Guaraciaba do Norte, recém contratada também pela Prefeitura de São Benedito.

Apesar de cada acadêmico estar em sua própria casa, pude perceber um grande interesse pelo assunto que era Professor com Prazer.

Logo no início, o aluno Luis Fernando Souza Silva, de Carnaubal, fez esta afirmação: Professor, decidi ser Professor, por sua causa, ouvindo sua palestra em Inhuçu.

Como coloquei o nosso site professorcomprazer.com à disposição dos alunos e professores, no dia seguinte recebi uma monografia sobre LIBRAS, para publicação.

A propósito, o site compartilhecroata.com.br, lançado, recentemente, pelo amigo Eliézer Agapito vem alcançando altos índices surpreendentes de visualização.

Transforma-se num excelente meio de divulgação e publicidade para toda a região. Além de levar informações para os seus leitores.

Uma das contribuições importante para o nosso livro AD LABOREM, com relatos de ex alunos do Seminário de Sobral, será do Professor Valdeci Vasconcelos.

VALDECI VASCONCELOS

Por muito tempo, comandou a Previdência Social na Zona Norte. Aposentado, voltou à Betânia trabalhando como Professor da UVA e no Gabinete do Reitor.

Ainda arranjou tempo para formar-se em Direito, aos 80 anos. Em reconhecimento à sua dedicação, foi escolhido para ser o orador de todas as turmas, na Colação de Grau.

Todo mundo está observando as medidas rigorosas que estão sendo tomadas no mundo contra a segunda onda do COVID 19.  E ainda há os teimosos locais que o desafiam.

Por isto escrevi sobre o assunto:  É melhor um medroso vivo do que um corajoso entubado ou morto. Precaução faz bem. Use máscara!

Com certeza, ainda aparecem os “ousados” que desrespeitam as determinações da Justiça Eleitoral em relação às aglomerações.

Se o candidato não respeita as orientações sobre precauções sobre o COVID 19, já é um indicativo de que não merecerá seu voto.

Será como os que defendem a Educação no discurso e, depois votam contra os Professores.  Há até Professores que, eleitos, esquecem a categoria.

 CANDIDATOS PRECISAM CONTER AS AGLOMERAÇÕES -Edição de 30 de outubro

Pela primeira vez fiz uso do serviço do ISSEC – Instituto de  Saúde dos Servidores do Estado do Ceará.  E deu tudo certo.

Fui atendido na Clínica Provision, em Fortaleza. E tive o privilégio de contar com os serviços do Dr. Edison Costa, Oftalmologista. Além do mais é um Betanista, de Sobral.

Por falar em Betanista, coube, novamente ao colega João Ribeiro Paiva, especialista no assunto, fazer uma revisão nos originais do nosso próximo livro AD LABOREM.

A apresentação do livro será de Dom Edmilson da Cruz, ex Diretor Espiritual, e do Padre José Linhares, ex Reitor do Seminário Menor de Sobral.

Por meio do amigo Sociólogo e Cientista Político Antônio Lavareda, retomei o contato com o Dr. Enoque Gomes Cavalcanti,  ex colega na UVA/Sobral e Presidente do IPESPE, no Recife.

Na seção de IDEIAS & NOTICIAS, neste Site professorcomprazer.com está um texto da Professora Doutora Margarida Timbó, sobre as nossas aulas de Literatura Cearense, na UVA.

Recebi ontem, do Portal 247, dois livros muito interessantes. Um intitulado DE JORNALISTA A YOUTUBER – Como cruzei a ponte, de Leonardo Attuch.

O outro é LULA E A ESPIRITUALIDADE, com textos de autores católicos, espiritas, Budistas,  Candomblecistas, Muçulmanos, Umbandistas, Evangélico Tradicional,  Metodista, Anglicano e Judeu.

O livro foi organizado pelo jornalista Mauro Lopes, do Canal Paz e Bem e um dos participantes diários da TV 247. O primeiro artigo é do Padre Júlio Lancellotti. Vale a pena ler.

No próximo dia 4, terei uma conversa, on line, com alunos do IVA de Pedagogia de Itapagé e Guaraciaba do Norte, sob a coordenação da Professora Ana Regina Rodrigues.

Por ato do Governador Camilo Santana, de 15/10, fui nomeado Presidente da Comissão Especial de Anistia WANDA RITA OTHON SIDOU, tendo como vice a Dra. Helena Serra Azul Monteiro.

O ato se fundamenta na Lei 13.202, de 10 de janeiro de 2002, alterada pela Lei Estadual Nº 16.959, de 27 de agosto de 2019.  Representantes de vários órgãos compõem a Comissão.

Ato de nomeação

O COVID 19 volta a atacar novamente. Deduz-se que a nova onda vem apoiada nas diversas aglomerações promovidas pelas campanhas políticas. Pernambuco cancelou as aglomerações.

As torcidas, embevecidas pelo entusiasmo do momento, esquecem as máscaras e demais precauções. As lideranças que podiam alertar, parecem ficar felizes com as manifestações.

É triste observar candidatos que, por falta de méritos próprios, fazem suas campanhas atacando os adversários. Pior ainda são os aplausos dos correligionários.

No Maranhão, “o sonho cor de rosa das crianças” viu-se ultrajado por quem devia agir com respeito e sem preconceito. Para os maranhenses, é quase como insultar uma religião.

COMENTÁRIO RECEBIDO de JOÃO BATISTA DA SILVA

Caríssimo  Leunam,

Já no título de sua inspirada homenagem ao Pe Zé Linhares, você nos inclui na gratidão e honra a um dos maiores líderes e benfeitores da geração que passou pela Betânia e Sobralense, sob seus cuidados.

Aprendi com ele o que também lhe ensinou para a vida, na Betânia. Recebi dele a primeira chance para apresentar-me ao trabalho profissional, no Sobralense.

Fraternal abraço,

CANDIDATOS PRECISAM CONTER AS AGLOMERAÇÕES -Edição de 30 de outubro

Pela primeira vez fiz uso do serviço do ISSEC – Instituto de  Saúde dos Servidores do Estado do Ceará.  E deu tudo certo.

Fui atendido na Clínica Provision, em Fortaleza. E tive o privilégio de contar com os serviços do Dr. Edison Costa, Oftalmologista. Além do mais é um Betanista, de Sobral.

Por falar em Betanista, coube, novamente ao colega João Ribeiro Paiva, especialista no assunto, fazer uma revisão nos originais do nosso próximo livro AD LABOREM.

A apresentação do livro será de Dom Edmilson da Cruz, ex Diretor Espiritual, e do Padre José Linhares, ex Reitor do Seminário Menor de Sobral.

Por meio do amigo Sociólogo e Cientista Político Antônio Lavareda, retomei o contato com o Dr. Enoque Gomes Cavalcanti,  ex colega na UVA/Sobral e Presidente do IPESPE, no Recife.

Na seção de IDEIAS & NOTICIAS, neste Site professorcomprazer.com está um texto da Professora Doutora Margarida Timbó, sobre as nossas aulas de Literatura Cearense, na UVA.

Recebi ontem, do Portal 247, dois livros muito interessantes. Um intitulado DE JORNALISTA A YOUTUBER – Como cruzei a ponte, de Leonardo Attuch.

O outro é LULA E A ESPIRITUALIDADE, com textos de autores católicos, espiritas, Budistas,  Candomblecistas, Muçulmanos, Umbandistas, Evangélico Tradicional,  Metodista, Anglicano e Judeu.

O livro foi organizado pelo jornalista Mauro Lopes, do Canal Paz e Bem e um dos participantes diários da TV 247. O primeiro artigo é do Padre Júlio Lancellotti. Vale a pena ler.

No próximo dia 4, terei uma conversa, on line, com alunos do IVA de Pedagogia de Itapagé e Guaraciaba do Norte, sob a coordenação da Professora Ana Regina Rodrigues.

Por ato do Governador Camilo Santana, de 15/10, fui nomeado Presidente da Comissão Especial de Anistia WANDA RITA OTHON SIDOU, tendo como vice a Dra. Helena Serra Azul Monteiro.

O ato se fundamenta na Lei 13.202, de 10 de janeiro de 2002, alterada pela Lei Estadual Nº 16.959, de 27 de agosto de 2019.  Representantes de vários órgãos compõem a Comissão.

O COVID 19 volta a atacar novamente. Deduz-se que a nova onda vem apoiada nas diversas aglomerações promovidas pelas campanhas políticas. Pernambuco cancelou as aglomerações.

As torcidas, embevecidas pelo entusiasmo do momento, esquecem as máscaras e demais precauções. As lideranças que podiam alertar, parecem ficar felizes com as manifestações.

É triste observar candidatos que, por falta de méritos próprios, fazem suas campanhas atacando os adversários. Pior ainda são os aplausos dos correligionários.

No Maranhão, “o sonho cor de rosa das crianças” viu-se ultrajado por quem devia agir com respeito e sem preconceito. Para os maranhenses, é quase como insultar uma religião.

COMENTÁRIO RECEBIDO:

Caríssimo  Leunam,

Já no título de sua inspirada homenagem ao Pe Zé Linhares, você nos inclui na gratidão e honra a um dos maiores líderes e benfeitores da geração que passou pela Betânia e Sobralense, sob seus cuidados.

Aprendi com ele o que também lhe ensinou para a vida, na Betânia. Recebi dele a primeira chance para apresentar-me ao trabalho profissional, no Sobralense.

Fraternal abraço, Leunam

Baptista

É PRECISO FORTALECER A PRESENÇA DE PROFESSORES NAS CÂMARAS MUNICIPAIS – Edição de 23 de outubro

Neste momento de reflexões sobre as escolhas a serem feitas na próxima eleição, é muito oportuno pensar para que destino encaminhará o seu voto.

Seria interessante que os Professores pensassem nas possibilidades de eleger colegas para as Câmaras municipais. Que sejam sempre comprometidos com a categoria.

A defesa dos direitos dos Professores deve ir além do discurso eleitoral. Tem que se demonstrar na prática.

Na seção de IDEIAS & NOTICIAS, neste Site, está um artigo de Professora e Psicóloga Vânia Pontes sobre a nossa metodologia em sala de aula, na UVA, em Sobral.

São as suas observações de quando foi minha aluna na disciplina Literatura Cearense. Hoje, Doutoranda, é Gestora Pedagógica e Professora do Curso de Bacharelado em Direito da FAL/UNINTA.

Recentemente, ganhou prêmio de Inovação Pedagógica, pelo desenvolvimento da  atividade Aprendendo  Direito com Histórias em Quadrinhos  e Literatura.

Professora Vânia Abreu Pontes, Gestora Pedagógica do Curso de Direito da FAL/UNINTA, de Sobral

O uso do raciocínio parece não ser prática de algumas pessoas, mesmo com graduação. Há graduados capazes de repetir que as universidades estão cheias de maconheiros.

Eu mesmo passei doze anos como Professor, Pró-Reitor e Dirigente da Imprensa Universitária, em Sobral e nunca vi nenhuma fumaça.

Pessoa de direita, não significa que seja aquela que goste das coisas direitas. Mas são as atitudes e comportamentos de quem quer que tudo se mantenha como está.

“A direita descreve uma visão ou posição específica que aceita a hierarquia social ou desigualdade social como inevitável, natural, normal ou desejável”. (Google)

“A esquerda se caracteriza pela defesa de uma maior igualdade social. Normalmente, envolve uma preocupação com os cidadãos que são considerados em desvantagem em relação aos outros” (Google)

Cada um se autoanalise e conclua qual é sua posição política, perante o mundo e a comunidade em que vive. Pensa nos outros ou só em si mesmo?

A Escola Marina Soares, de Guaraciaba do Norte, está na semifinal da Olimpíada Nacional de História, com possibilidades de chegar à final. Isto me informa o Prof. Fabiano.

Recebo do amigo jornalista Ítalo Gurgel a indicação do livro A MÁQUINA DO ÓDIO – Notas de uma repórter sobre fake News e violência digital, de Patrícia Campos Melo.

“Seis eleições Resolvidas” é o titulo da coluna do Sociólogo Antonio Lavareda, na Revista Isto é, desta semana: Natal, Salvador, Campo Grande, Belo Horizonte, Curitiba e Florianópolis.  

Não foi por falta de avisos. Com o aumento  da COVID 19, eventos festivos em ambientes fechados voltam a ser proibidos no Ceará.  Os candidatos sabem?

ProfesSor MODESTO SIEBRA COELHO

Comentário de Modesto Siebra Coelho, de João Pessoa – PB, sobre o nosso artigo sobre o Padre José Linhares Ponte: Leunam, li com atenção e muita curiosidade o seu texto sobre o Padre José Linhares. Você me fez voltar no tempo e me reencontrar com dias marcantes e felizes, de 1962 e 1963, no Seminário de São José de Sobral. Em linguagem clara e direta você fez uma real crônica daqueles dias importantes, de início de formação, conduzidos pelo nosso estimado Padre Zé. Vivi, ipsis verbis, todas as experiências e ensinamentos, transmitidos por Padre Zé, e que você relatou no seu texto, inclusive as relativas à educação e comportamento domésticos básicos. De certa forma, até fui o seu sucessor como ajudante de ecônomo, e já pude desfrutar de um jeep que nos conduzia para a realização de algumas ações. Parabéns, caríssimo amigo. Foi bom voltar no tempo.

O que é mesmo que justifica alimentar o racismo, a homofobia, a misoginia? Edição de 16/10/2020

Os cuidados com a gestão doméstica têm provado que as mulheres administram bem melhor os recursos que lhes caem às mãos.

Isto, vem de muito longe. Apenas o machismo não possibilitava que tal virtude se destacasse. Só o homem decidia tudo. A mulher agia por permissão do marido.

Ainda hoje, muitos pensam que a mulher é inferior. Muitas delas ainda se desqualificam e até alimentam o preconceito.

Mas a política está provando que as mulheres, muito cuidadosas, estão se destacando e o ocupando os espaços que lhe são devidos.

Este é o tema da coluna do Cientista Político e Sociólogo Antônio Lavareda, na Revista ISTO É, desta semana.  O título: Mulheres em Alta.

O machismo, infelizmente, não aceita a ascensão das mulheres. A candidata a prefeita de Porto Alegre, Manoela (PCdoB), por estar bem à frente nas pesquisas, vem sofrendo agressões.

Agora, neste período de campanha política, muitos candidatos se lembraram até do Dia dos Professores. Depois de eleitos, não são capazes de visitar uma escola.

Outros há que, nos momentos de debates sobre salários, sempre se posicionam contra os Professores. Não cultivam o mínimo de coerência. Zele pelo seu voto, agora.

Que coisa vergonhosa o Brasil  testemunhou nesta semana, com o local que um senador escolheu para esconder o dinheiro da corrupção. Se fosse ganho honestamente, não o faria.

Pior é que há os insensatos que ainda são capazes de justificar tal comportamento. Certamente fariam a mesma coisa, em situação semelhante.

As gozações com a situação constrangedora se manifestam das mais variadas formas, pelo mundo afora. É a imagem do país que se vai desgastando.

Enquanto 14 milhões de brasileiros estão desempregados, alguns passando fome, o senador acha de esnobar com o dinheiro público, dando-lhe um destino totalmente estranho.

Com a mão nas calças”, “Dinheiro entre as nádegas”,  “Dinheiro nas cuecas”,  “Propina na Bunda”, foram algumas das manchetes internacionais sobre a vergonhosa situação do líder.

Cada vez está claro  que os que combatem radicalmente a corrupção estão tentando encobrir algum malfeito próprio. Foi exibido ontem um pronunciamento do ousado senador.

Os canais alternativos TV 247, DCM,  GGN e muitos outros estão ganhando audiência cada vez maior. E o mais interessante: com ajuda espontânea da comunidade que os financia.

É fácil ter acesso a estes canais através do Youtube e do Facebook. Basta procurar no Google. Há também a TVT com muito bons programas para os trabalhadores.

O que é mesmo que justifica alimentar o racismo, a homofobia, a misoginia? Há até quem defenda a tortura. Pode ser chamada de pessoa humana?

Circularam, nesta semana, várias informações sobre as torturas aplicadas por Cristóvão Colombo sobre os negros que encontrava em suas descobertas.

Os negros que não atingiam as cotas na quantidade de ouro a entregar, tinham suas mãos decepadas e amarradas ao pescoço para servir de exemplo.

VACINAÇÃO EM MASSA DEVE A PRIMEIRA OCUPAÇÃO DOS ELEITOS – Edição de 09/10

No próximo domingo, dia 11, o caro amigo Mons. Assis Rocha, celebrará mais um aniversário. Nos conhecemos desde meninos, no Seminário Menor de Sobral. Início da caminhada.

Estivemos juntos em muitas jornadas nos Seminários de Olinda e de Camaragibe, em Pernambuco. Fizemos programas de rádio, gravamos discos, trabalhamos com a juventude.

Ele, tornou-se Padre. Eu encaminhei-me pela Educação. Outro tipo de sacerdócio. 35 anos depois, nos reencontramos,  no mesmo prédio da Betânia, onde estudamos, mas já era a UVA. E nós, pró-Reitores.

No domingo, Artemísio da Costa fará um programa na Rádio Educadora do Nordeste, AM, de Sobral, um programa dedicado aos cearenses que, por motivos diversos, migraram para o Maranhão.

Prestará uma homenagem ao sobralense Aloizio Paiva que, como eu, trabalhou em São Luis. Trabalhamos juntos na TVE e na Rádio Educadora do Maranhão.

No passado, Aloisio foi aluno do Colégio Sobralense onde fazia parte da seleção de futebol cujo adversário principal era o nosso Seminário da Betânia. Anos depois, voltou a Sobral, onde trabalhou até seus últimos dias.

Também no programa de Domingo, Artemísio que morou em Pedreiras, como bancário, prestará homenagem ao grande compositor João do Vale, nascido naquela cidade maranhense.

João do Vale frequentou a minha casa, em São Luis, onde sempre encontrava uma cachacinha da Serra Grande. Estive em Pedreiras, na festa dos seus oitenta anos, in memoriam, com a Orquestra Filarmônica Estrelas da Serra.

Em Guaraciaba do Norte, LOURDES FEITOZA foi a primeira homenageada do Engenho Coletivo, com o Certificado de Reconhecimento Cultural, edição 2020.

O título de Mestra do Saber Cultural é uma justa homenagem à veterana atriz guaraciabense, com participações e inúmeras peças de teatro e alguns filmes. Seria grande alegria para seu Antonio Nicolau e Dona Moça.

Nas promessas de campanha dos atuais candidatos, ainda não vi nenhuma manifestação referente ao apoio a ser dado a população mais pobre, após essa pandemia.

Nenhuma manifestação sobre a redução das desigualdades sociais. Muitos não percebem que não adianta tentar crescer sozinhos.  É preciso que “todos tenham vida”. Todos.

O dois primeiros anos das próximas gestões deveriam ser voltados à recuperação dos estragos decorrentes da pandemia e do desemprego. Uma mobilização geral.

Terá que ser uma ação coletiva, com a responsabilidade de todos, acima das questões partidárias. Já que não foi possível impedir a morte de muitos, que se garanta a vida de outros.

Há de se ter uma atenção com a oportunidade de vacinação da população. É a garantia fundamental.

O egoísmo a nada leva. Na mesma tarde, tive o desprazer de observar motoristas ocuparem,  de forma arrogante. estacionamentos, tomando espaço, visivelmente, marcados para idosos.

Pelo fato de dirigirem carros de luxo, acham-se acima  de tudo e de todos. Nenhum respeito às pessoas. Imaginam que todos estão a seu serviço.

São atitudes e comportamentos que se aprende em casa e na escola. Os que enriqueceram, recentemente, sentem necessidade da exibição. Aquela é uma forma de se mostrarem.

DUAS PROFESSORAS  PODERÃO COMANDAR PEDRA BRANCA – Edição de 02 de  outubro

O pensamento do ministro da Educação desqualificando os Professores“hoje, ser professor é ter quase uma declaração de que a pessoa não conseguiu fazer outra coisa”.

Se todos os Secretários e Secretárias de Educação de nossos municípios adotassem esta frase como verdadeira?  Será que o Ministro está feliz no cargo ou não conseguiu fazer outra coisa?

É um atestado de desconhecimento do que fazem os Professores pelo Brasil afora. Muitos gastam, de seu pouco dinheiro, para contribuir e evitar que os alunos abandonem a escola.

Neste período de aulas à distância, sem experiências anteriores, desdobram-se para dar conta do recado. E muitos estão conseguindo. Aprendendo e melhorando a cada dia.

Muito tempo de minha vida foi em contato com Professores. Em todas as faixas de experiências. Sempre foi uma convivência saudável. Muitos, em nossos encontros, descobriram o prazer de ensinar.

E para o crescimento dos Professores, a UVA abriu inscrições até dia 30 de outubro, com 29 vagas para o Mestrado Acadêmico em Geografia. Este é o caminho: [email protected]

A Academia Sobralense de Estudos e Letras, sob a Presidência da Professora Chrislene Pereira Cavalcante, elegeu mais dois membros: Alarico Mont´Alverne e Neil Silveira.

Alarico é betanista sobralense, Geólogo e Empresário da Educação muito bem sucedido no Recife, onde é cidadão Pernambucano. Está no nosso livro AD VITAM e estará no AD LABOREM.

Neil, além de poeta, é um grande artista gráfico. Foi responsável pela diagramação de nosso livro AD VITAM. Tem tudo para dar continuidade à vida intelectual de seu pai, e meu amigo, Ednardo Silveira.

Os novos Acadêmicos: Alarico Mont´Alverne e Neil Silveira

Começa, neste sábado, a terceira turma do Curso on line em Educação Biocêntrica. Tem despertado interesse de pessoas de vários países. São dois encontros quinzenais, por mês, aos sábados.

A iniciativa é o Centro de Desenvolvimento Humano – CDH que tem contado com facilitadores de vários países, num grande intercâmbio de experiências. Fernando Lima, de Poranga, participará.

O município de Pedra Branca está dando um salto importante nesta campanha política. Duas Professoras de muita credibilidade são candidatas a Prefeita e Vice: Daniela Cavalcante e Marilene

Eleitas, poderão fazer uma gestão exemplar para o Brasil. No futuro, outros município poderão seguir o exemplo. Experiencia não falta às duas. Se o machismo não influir, os resultados poderão ser ótimos.

Não foi sem razão que o Governo Lula entregou às donas de casa  o valor mensal do Bolsa Família. Os estudos mostraram que as mulheres administram melhor os recursos.

Resta agora que os Professores e, especialmente, as Professoras, acreditem na capacidade e no compromisso das colegas. Pedra Branca poderá virar um exemplo nacional.

Tive o prazer de levar para Pedra Branca o Curso de Pedagogia e o privilégio de presidir a primeira Colação de Grau. Tinha certeza de que os rumos da Educação mudariam. Era na gestão de Chico Ernesto.

Foi uma grande e pioneira iniciativa da UVA que abriu novas perspectivas para os Professores. Há algum tempo, ninguém imaginava ter duas Professoras candidatas.

SER HOMEM OU MULHER FOI UMA ESCOLHA SUA?  Edição de 25 de setembro

Sou muito grato aos promotores do debate, à distância, com os Professores de Guaraciaba do Norte, sobre o livro PROFESSOR COM PRAZER. Em nosso site está um relato.

No próximo dia 3 de outubro terá início a terceira turma, à distância, de Educação Biocêntrica. É um curso de Extensão, com oito encontros de cinco horas, em sábados alternados.

Alunos de facilitadores de diversos países estão participando. É uma experiência que proporciona muita fundamentação aos participantes e intercâmbio de experiencias.

Seminário Geração Família: Saúde Financeira e Emocional no Pós Pandemia do Coronavírus é uma promoção da jornalista Leda Maria, do Jornal O POVO.

Jornalista LEDA MARIA, de O POVO

Inscrição gratuita: especial.opovo.com.br/geracaofamilia. Data: 28 de setembro das 18 às 21 horas. Este é o encontro em formato webinar, 100% digital, mais atraente e necessário para nós, neste novo tempo.

O novo livro, com artigos de ex alunos do Seminário de Sobral, abordará as influências da formação recebida, sobre o desempenho profissional. O primeiro foi AD VITAM. Para a vida.

Como todos os autores são profissionais já aposentados, o livro AD LABOREM, para o trabalho, contará histórias de sucesso profissional. São as mais variadas profissões.

O prefácio será do Padre José Linhares Ponte, Professor e ex Reitor. Apresentação de Dom Edmilson Cruz, ex Professor e Diretor Espiritual do Seminário de Sobral.

Uma das provas mais concretas do descaso dos gestores municipais em relação aos que mais precisam, é a desatenção à Educação de Jovens e Adultos.

Para EJA, na maioria dos municípios, é só o que sobra. É em último caso. E, no entanto, suas matrículas levam dinheiro federal suficiente aos municípios.

Mas não é por isto. É uma questão de justiça. O cuidado com os Jovens e Adultos é uma forma de compensar o que eles não tiveram na época certa. É a reparação de uma injustiça.

A maioria não estudou na infância, por falta de condições e oportunidades. Vivi inúmeras momentos em que constatei, de perto, a capacidade dos alunos de EJA.

Quando desafiados nas salas de aula, surpreendem com criatividade e competência. Como Secretário de Educação e como Pro Reitor de Extensão, pude confirmar.

Ao elaborar e desenvolver o Projeto de Alfabetização, Desenvolvimento de Habilidades e Geração de Renda, tivemos objetivos, plenamente alcançados.

O Método de Alfabetização de Paulo Freire gera aprendizagem e entusiasmo. Já testei várias vezes, na formação de alfabetizadores e nas próprias salas de aula.

Os índios que demonstram uma relação filial com a natureza, foram acusados de incendiar as matas, pelo Presidente. Uma acusação sem fundamento. A Polícia Federal denuncia fazendeiros.

Experiências muitos interessantes, para compensar as aulas presenciais, estão sendo desenvolvidas nos municípios. Exemplos são os Projetos das Professores realizados em Ipu e Reriutaba/Amanaiara.

À frente das iniciativas, as Professora Aninha Martins, em Ipu, no Patronado Souza Carvalho e Jacinta Bezerra, na Escola Dep. Manoel Rodrigues, de Amanaiara.

Aos homofóbicos: Algum ou alguma escolheu nascer homem ou mulher? O pai ou a mãe tem poder de decisão sobre o sexo dos filhos?

E por que dizem que é opção ou escolha de jovens saídos de famílias desajustadas? Quem faz este tipo de afirmação, pensa?

Os tenores Leandro Cavalcante e Itauana Ceribeli inauguraram hoje o CAIS BAR DA SERRA – Delivery, na cidade de Pedra Branca, com um show de fim de tarde, no magnifico cenário do Sitio Buenos Aires.

Itauana Ceribelli e Leandro Cavalcante

O ANALFABETISMO DE ADULTOS É A EXPRESSÃO MAIS VISÍVEL DA DESIGUALDADE SOCIAL

Edição de 19 de setembro – 99 anos de Paulo Freire

Paulo Freire completaria amanhã, dia 19, 99 anos. Criou um método de alfabetização quase milagroso. Ao elaborar um Plano Nacional de Alfabetização, foi preso e exilado.

A propósito, teremos um encontro, via Google Meet, com Professores de Guaraciaba do Norte, das nove às dez da manhã. Nosso livro é a aplicação prática das ideias de Paulo Freire.

O município de Mucambo, na zona norte do Ceará, alcançou a maior nota no IDEB – 2019. E passou de 6.8 para 9.4.

Não é de hoje que este município se destaca em Educação. Em 1997, de cem alunos que entravam na Alfabetização, 67% dos alunos chegavam à quarta série. Em Sobral eram 18%.

No mesmo período, Tianguá tinha 11,9%; Chaval: 13%; Groaíras: 18%; São Benedito 18%; Marco 22%; Ibiapina 24%; Guaraciaba do Norte 40%.  Altos índices de evasão.

Este levantamento, com 14 municípios da zona norte, está em meu livro PROFESSOR COM PRAZER. Tomamos a iniciativa de pesquisar para fundamentar a necessidade de expansão de cursos de formação de Professores, para a região.

No segundo semestre de 2019, assessoramos o município de Matões, MA, com uma equipe quem trabalhamos em Croatá. O município passou de 3.2 para 4.5, superando a meta de 4.3

Em Guaraciaba do Norte, em 1993, como Secretário de Educação, fizemos uma série de Seminários Distritais para debater as causas que levavam apenas 16% dos alunos à quarta série.

Uma das causas eram os baixos salários. Os municípios só contavam com o FPM. Propusemos ao Prefeito uma gratificação, para Professores das séries iniciais, de 1% por aluno em sala de aula.

A evasão acabou.  80% dos professores não perderam nenhum aluno. A experiência saiu no jornal O POVO e chegou ao conhecimento do MEC que estava no Ceará pesquisando soluções para a evasão.

Surgiu o FUNDEF que passou a remunerar os municípios pela frequência dos alunos em sala de aula. Tal como fizemos em Guaraciaba do Norte, com sucesso.

O que lá realizamos, à época, para melhorar a Educação foi documentado. Medidas foram tomadas e a realidade se transformou, com reflexos diretos sobre o desenvolvimento local.

Ainda não ouvi de nenhum candidato, qualquer proposta de contribuir com a redução das desigualdades sociais. Somente Luiziane Lins falou do desemprego e da fome.

Dificilmente, ouve-se um candidato a vereador do interior falar nestes assuntos, como se não existissem. Muitos falam até do que não entendem e se esquecem da miséria que está perto.

É fundamental lembrar da mensagem: “Vim para que todos tenham vida. E a tenham em abundância”.  Nunca foi tão atual esta mensagem.

Os próximos prefeitos deviam dedicar o primeiro ano de suas gestões ao combate à pobreza. Discutindo com a comunidades as suas causas e consequências. E buscando soluções.

Como as pessoas podem viver felizes e tranquilas cercadas de pessoas famintas, desempregadas e com muitas crianças?

Um passo importante seria cuidar, com seriedade, da alfabetização de adultos. O analfabetismo é a parte mais visível da desigualdade.

Alguns, até falam durante a campanha, mas depois esquecem totalmente. A preocupação é só com os números que podem gerar dinheiro para o município.

Já realizei, quando estava na Extensão da UVA, um Projeto de Alfabetização, Desenvolvimento de Habilidades e Geração de Renda que obteve pleno êxito, em alguns municípios.

Mas os gestores não garantem a continuidade ou não percebem o alcance. Sequer são capazes de visitar salas de aulas de jovens e adultos, onde estão potenciais eleitores.

PLATÃO disse: Pessoas normais falam sobre coisas, pessoas inteligentes falam sobre ideias, pessoas mesquinhas falam sobre pessoas.

“Na Faculdade de Medicina, eu aprendi ser médico, No Seminário, aprendi como ser Médico.”                                       Edição de 11 DE SETEMBRO

Ontem, dia 9, depois de muitos dias, saímos de casa, com todas as precauções, para festejar o aniversário de uma sobrinha muito especial.

Luciane fez uma pausa em suas atividades como Enfermeira, neste difícil período, para comemorar a data, ao lado da filha Rafaela, do marido Rafael e da família.

Dez de setembro, dia de aniversários de outras pessoas de muito destaque: Dentre elas destaco Dom José Tupinambá da Frota, de fundamental importância para a região norte do Ceará

Sempre tenho dito: onde houver alguém que tenha estudado no Seminário de Sobral, no Colégio Santana ou no Colégio Sobralense, está uma herança do Bispo Dom José.

Por muitos anos, foram as três grandes alternativas para quem queria estudar. Na maioria dos municípios, os alunos só podiam chegar à quarta série do Primário.

Outra pessoa importante: o Jornalista Lustosa da Costa que completaria 82 anos. Morreu aos 74 anos. Grande jornalista, com estilo muito próprio. Um paraibano apaixonado por Sobral.

Em comum, além da amizade, o fato de termos iniciado atividades, no jornalismo profissional, no Correio da Semana, órgão da Diocese de Sobral, fundado em 1918.

Ontem foi comemorado, pelas famílias Cavalcante e Ferreira e pelo CDH, os aniversários da Mariana e da Rozane Alencar.

Em condições normais, seria num grande evento da Educação Biocêntrica, como tem acontecido há vários anos.  Ontem, o Google Meet fez ponte.  Participação de pessoas de diversos estados e países.

Pelo que tenho sabido, a 2ª edição, atualizada e ampliada do livro UM MERGULHO NO PASSADO, de Edmo Linhares, está sendo muito disputada, em Sobral. O meu está guardado, com Herculano Costa.

Outro livro que será muito disputado, certamente, será a autobiografia de Valdeci Vasconcelos. O Jornalista Herculano Costa está cuidando dos detalhes finais.

Muito tristes as notícias sobre as recaídas do Ceará no CONVID 19. Todas as precauções estavam sendo tomadas. De repente, a surpresa. Será fruto da teimosia?

Precisamos estar convencidos de que enquanto não houver a vacina, estaremos expostos ao vírus que não distingue cor, situação financeira, grau de instrução. Nada.

Na Faculdade de Medicina, eu aprendi ser médico, No Seminário, aprendi como ser Médico.”, de Dr. Plínio Belchior Magalhães, de Viçosa do Ceará, em seu artigo para AD LABOREM.                                  

TODOS OS ALUNOS, DESDE CEDO, DEVEM SER ESTIMULADOS À LEITURA E À ESCRITA – Edição de 04/09

O que faz uma pessoa ser racista? Só imagino que seja alto índice de ignorância. A pessoa, certamente, é mal caráter, convive com semelhantes e quem “paga o pato” é a pessoa negra.

A pele não torna a pessoa incompetente, grosseira, mal caráter, irresponsável, intolerante, sábia, rica, competente, delicada.  Mas o racista não percebe que ele é quem é atrasado, ignorante.

O que ganha uma pessoa que se alimenta do ódio às pessoas, simplesmente, por causa da cor da pele, da sua origem, da posição política?  Deduz-se que sejam muito infelizes.

Como disse Millôr Fernandes: “O racista brasileiro é aquele que não conhece o seu passado”. Conhece algum brasileiro puro sangue?  Nós somos resultado da miscigenação.

E o racista não anda só. Geralmente, é homofóbico, misógino, xenófobo e, geralmente, arrogante. Lamentavelmente, muitos policiais estão se sentindo autorizado a bater em negros.

No Rio de Janeiro, de seus ex governadores vivos, só uma está solta. Uma negra: Bendita da Silva, atual Deputada Federal.

O Sociólogo pernambucano Antonio Lavareda nos mandou um depoimento emocionante sobre o colega betanista Antonio Martins Vasconcelos, para o nosso livro AD LABOREM.

Lavareda é Presidente do IPESPE – Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas de Pernambuco e Consultor da FEBRABAN. Também comentarista da TV Bandeirantes. (foto)

Sociólogo ANTONIO LAVAREDA, do IPESPE

Depois de muitos anos, com ajuda de seu irmão Marcos Paiva, consegui reencontrar o colega de turma, no Seminário de Sobral, Luciano Paiva, de Ipu. Doutorado, aposentado, escritor.

Tenho visto anúncios de candidatos às Câmara de Vereadores. Poucos são os que apresentam propostas concretas. A maioria fica repetindo conversas de campanhas passadas. Sem inovação.

Querem chegar à Câmara, sem nenhuma proposta definida ou então com temas genéricos em relação à Educação, Saúde, Agricultura… Dá pena. Precisam preparar-se.

Ocorreu o falecimento no dia 8 de agosto de Eugênia Rodrigues de Almeida, mãe da conselheira da Cassi Maria Júlia Rodrigues Melo.

Além de Maria Júlia, Eugênia deu à luz os filhos Cimar, Irismá, Eleni, Francivaldo, José Edivaldo e Regina. Natural de Crateús, Eugênia Almeida viveu exatos 98 anos, 6 meses e 18 (foto)

Todos os alunos deveriam ser estimulados à leitura e à escrita, desde cedo. Pelo menos um livro por semestre, como forma de complementar as notas. Seria um estímulo.

Os alunos descobririam o valor do livro. Lembro o caso do colega Juarez Leitão que era estimulado a ler, pelo seu tio Padre Leitão, em Nova Russas. E o menino virou escritor e poeta. Dos bons!

Aprende-se a ler, lendo. Escrever, escrevendo, nadar, nadando. E aí, é fundamental o exemplo dos Professores. Alguns acham a leitura, um castigo. Não deviam ser professores.

Parabéns pelo Dia do Biólogo para o sobrinho Marlos Gomes Martins, Cientista, Professor Doutor na Universidade Vale do São Francisco – UNIVASF. Muito requisitado para palestras.

João Batista do Nascimento – João Cazuza

Destaco o aniversário, dia 30 de agosto, do amigo João Batista do Nascimento que completou 91 anos. Foi companheiro dedicado do meu pai, na Congregação Mariana, em Guaraciaba do Norte.

São ao todo 13 filhos, 35 netos e 28 bisnetos. Além de seus 15 irmãos e inúmeros sobrinhos. João Cazuza, como é conhecido, é um cidadão muito benquisto em nossa terra.

Vem aí ‘AD LABOREM’ – um livro com histórias de sucesso profissional – Edição de 28 de agosto

Hoje, dia 28 de agosto, é celebrado o Dia da Anistia. É a data em que foi assinada a Lei 6.683 pelo Presidente João Batista Figueiredo, em 1979.

É o dia do perdão a todos os que lutaram contra a ditadura que, à época eram considerados subversivos, comunistas. A Anistia foi resultado de muita mobilização social.

O Ceará é um dos poucos estados que tem sua Lei de Anistia e a Comissão de Anistia Wanda Sidou, ampliada no ano passado e promulgada pelo Governador Camilo Santana.              

Emenda do deputado Renato Roseno (Psol) eliminou o “prazo para entrada de pedido de indenização — que já havia expirado desde 2004 deixando prejudicadas diversas pessoas”.

Em São Luis do Maranhão, um programa na TV Guará, canal 23.1 e no Youtube, vem crescendo em audiência. OS ANALISTAS, com a participação do jornalista cearense Luis Pedro.

Adquiri e estou começando a ler O DIABO NA CORTE, do Frei Beto. É uma leitura crítica da conjuntura brasileira a partir das eleições de 2018. Vale a pena.

A propósito de livro, já recebi vários artigos para o livro que dará continuidade ao “Seminário da Betânia -AD VITAM – 65 Declarações de Amor”, que lançamos em 2015.

O livro que estamos preparando mostrará a importância do Seminário de Sobral em nossa formação para a vida profissional. As suas influências em nossos desempenhos no trabalho.

Não é surpresa a qualidade dos textos. Claros, objetivos, profundos. São histórias de sucesso profissional. Não são planos para o futuro. São experiências vividas. Todas com destaque.

Dos que estudaram no Seminário de Sobral, praticamente, ninguém se perdeu na caminhada. A maioria não chegou ao sacerdócio, mas todos se saíram bem em suas profissões.

AD LABOREM que significa Para o Trabalho, será um livro muito útil a quem quiser definir-se por uma profissão.  Lá estarão depoimentos de vários profissionais de sucesso:

Advogados, Administradores, Psiquiatras, Dentistas, Agrônomos, Veterinários, Professores, Auditores, Geólogos, Empresários, Geógrafos, Historiadores, Jornalistas, Analistas de Sistema, Economiários, Padres,

Cartógrafos, Médicos, Engenheiros Civis, Engenheiros Eletricistas, Publicitários, Escritores, Biógrafos, Economistas, Bancários, Oftalmologistas, Farmacêuticos,

Contadores, Projetistas, Analistas de Controle Externo, Engenheiros Mecânicos, Sociólogos, Radialistas, Políticos etc.

Já se pode observar que muitos candidatos a cargos eletivos nas próximas eleições estão iniciando suas divulgações. Não se vê nenhum anunciar suas ideias e justificá-las.

São apenas argumentações genéricas de que querem o melhor para o povo. Há quem fale na educação, mas sem nenhuma definição do que pretendem.

Ninguém apresenta nenhum dado que justifique a sua pretensão. É importante observar a história dos pretendentes. Suas ideias. Seus compromissos com as comunidades.

É preciso estar atendo aos oportunistas que se prevalecem da religião, da Bíblia, da boa-fé do povo para anunciar pretensões. A realidade está mostrando coisas muito diferentes.

Muitos dos que pregavam, cantavam, andavam com a Bíblia na mão, estão decepcionando “terrivelmente”.

Política é coisa séria. É construção da cidade e da cidadania. É preciso renovar. Aqueles que já se enrolaram ou enrolaram, devem ser deixados de lado.

O que produz mais benefícios ao país: armas ou livros? 

Edição de 21 de agosto

Continuo assinando a revista Carta Capital que, a meu ver, continua sendo a melhor revista semanal do país. Nos canais alternativos, vejo sempre, no youtube, a TV 247 e DCM e o Blog da Cidadania.

Sugiro aos usuários do Facebook que façam esforço para escrever, corretamente. Na dúvida, consultem o Google. Pela nossa forma de escrever, passamos a nossa imagem.

É bom ter cuidado com o uso de letras maiúsculas para nomes próprios. Entre a palavra e a vírgula ou o ponto, não há espaço. Aprende-se a escrever, escrevendo.

Registro o meu agradecimento público ao Professor Francisco Fernandes Torres, da Secretaria de Guaraciaba do Norte, que, gentilmente, me atendeu numa solicitação que fiz.

Professor FRANCISCO FERNANDES TORRES

Queria os dados atualizados da titulação dos professores da rede municipal para comparar com a situação de 1993, ao assumimos a Secretaria de Educação do município. Nenhum graduado.

Só depois da ação da UVA, ao levar cursos de graduação para os municípios, foi que a situação mudou. Hoje são 117 graduados, 548 pós graduados e 33 com Mestrado.

Em 24 de abril de 2000, já Pró-Reitor de Extensão da UVA, tive o privilégio de presidir a primeira Colação de Grau, em minha terra. Foram 130 concludentes. E a história mudou.

A propósito, as autoridades do país estão numa perseguição aos livros e à cultura. As armas estão tendo muito mais privilégios. O que produz mais benefícios ao país: armas ou livros?

Tudo isto resulta do destino que damos aos nossos votos. Muitos já estão em campanha. É hora de avaliar quem devemos elegera para as Prefeitura e Câmaras municipais.

É lamentável observar-se que, em período de campanha, todos falam de educação, saúde, emprego. Depois, em muitos casos, a educação é alvo do descaso.

É preciso também ter cuidado com os “lobos em pele de ovelha”. Há os que viram até pregadores do Evangelho para atrair os incautos.

É fundamental observar o passado dos candidatos. Ninguém muda de uma hora para outra. É importância observar a coerência entre o que pregam e o que, de fato, fazem.

Na coluna de Literatura Cearense, está um artigo de um jornalista e crítico literário cearense sobre a importância dos personagens, na literatura. Ele é Eudes de Sousa, residente em São Luis/Ma.

Com José Genoíno e sua esposa Riocco

Finalmente, foi extinta a punibilidade do cearense José Genoino Neto, ex Presidente do Partido dos Trabalhadores, ex Deputado Federal. Isto, a grande imprensa não divulga.

Quando de sua condenação, os meios de comunicação faziam o maior estardalhaço. Algumas vezes, foi até vaiado em viagens. Todos os que o conheciam, tinham certeza da injustiça.

E todos aqueles que o chamaram de ladrão, terão coragem de pedir perdão. Muitos já levaram a injusta acusação para a eternidade. Por isto a Bíblia recomenda: Não Julgueis…

Estou escrevendo um livro sobre as pessoas da minha cidade, do tempo que morava lá, antes de sair para estudar. É apenas um retrato das pessoas que eu conhecia. Sem qualquer distinção.

O objetivo é mostrar a contribuição que aquelas pessoas deram para o que temos e o que somos hoje, apesar de todas as dificuldades.

Hospital Regional Norte inscreve para seleção – Edição de 14 de agosto

É muito bom observar os municípios celebrando as vitórias de suas escolas que alcançaram suas metas. Ótimo seria se todas as escolas celebrassem. E é possível.

Em 1990, em Croatá, mais de 90% dos Professores só tinham a quarta série. E todas as crianças aprendiam o que deviam aprender, nas séries em que estavam.

Antes, os mesmos alunos, os mesmos Professores, com a mesma Cartilha da Ana e do Zé, nada conseguiam. Promovemos capacitação com novas metodologias. Deu certo.

Os que saiam das turmas de Alfabetização, sabiam ler e escrever. Tudo devido a estratégias, trabalho, dedicação, acompanhamento e estímulo aos Professores.

Em 1993, em Guaraciaba do Norte, começamos por realizar Seminários com a comunidade, em torno desta questão: Por que apenas 16% dos alunos chegam à 4ª série?

Nos 6 Seminários distritais, com 50 pessoas, debatemos o assunto e ouvimos sugestões. Adotadas as medidas, a situação mudou. Tudo documentado. Hoje, colhem-se os resultados.

A primogênita de Rosângela e Laerte Gomes, Wellynadja, dedica-se com muito amor à sua profissão de Fisioterapeuta. Os contatos podem ser feitos pelo whatsaap 85- 96427645

Mailson Furtado Viana, de Varjota, depois de conquistar o Prêmio Jabuti, não tem parado de receber convites do Brasil inteiro. Agora lança novo livro.

Ontem às 20 horas, apresentou o livro ELE, numa conversa realizada no Facebook, com a jovem universitária Jéssica Macedo, do curso de Letras da UVA.

É bom relembrar que foi numa turma do curso de Letras, da UVA, quando ministrei Literatura Cearense, que Mailson, aos 15 anos, foi convidado a conversar sobre suas poesias.

As salas de aula da Universidade são ótimos lugares para descobrir os valores. Foi por causa de uma tarefa que atribuímos aos alunos que muitos poetas foram descobertos.

Apesar do veto do Presidente da República, os Historiadores tiveram a profissão regulamentada pela Câmara Federal. A luta vem desde 1960.

Tem lógica a ideia de taxar os livros. Vai ver que, lendo, se descobrem muitas incoerências sobre a nossa História. Então é melhor dificultar o acesso ao livro.

Alguém entenderá, no futuro, as razões para o não reconhecimento da profissão dos historiadores? Entre livros ou armas, estas estão tendo prioridade.

Quer fazer teste de paciência? Ligue para o 135, do INSS. Em outubro fiz um requerimento. Até hoje está em análise. Na gestão de José Pimentel, tudo se resolvia em meia hora.

Em 2007, escrevi um artigo intitulado sobre locutores que aparecem nos municípios, procuram um lado político, semeiam o ódio. E vão embora. Estou republicando.

Agora é a Pistolagem “on line”. Nem precisam ter uma emissora de Rádio. Há umas tais de “live”. Escolhem um lado e passam a agredir o outro. Semeando brigas entre famílias.

Política é a arte da conversa. Não da intriga. Política é a procura do diálogo, em função do bem coletivo. Os pistoleiros on line, estimulam o analfabetismo político.

A Pedagoga Rafaela Gomes, está realizando um trabalho muito especial e criativo em reforço escolar, em Sobral. Contatos: 88-98112725.

O Hospital Regional Norte está com processo seletivo aberto para: Recepcionista, Técnico em Eletrotécnica, Enfermagem do Trabalho, Motorista, Técnico em Enfermagem, Fisioterapeuta, Engenheiro de Segurança no Trabalho e Médicos.

Um ano letivo poderá perfeitamente ser recuperado. Uma vida, jamais.

Edição de 07 de agosto

Hospital Regional Norte inscreve para seleção

Aos poucos, algumas categorias estão descobrindo a importância e necessidade de organização das suas próprias entidades.  

Os produtores de cultura, por exemplo, por muito tempo, trabalharam de forma isolada. Alguns, conseguiram afirmar-se, A maioria, não.

Os músicos de Fortaleza, graças ao trabalho de Daniel Domingues, estão conseguindo algumas vitórias, em consequência da própria organização.

Especialmente, neste momento de pandemia, em que, praticamente todos ficaram parados, a situação se complicou.  Alguns estão tendo que vender os seus próprios instrumentos de trabalho.

A união das categorias é fundamental. Em Guaraciaba do Norte, está nascendo (ou renascendo) a Associação dos Escritores e Poetas. Ontem recebi um convite para participar.

A descoberta da Universidade Federal do Ceará – UFC, com o uso da pele da Tilápia para queimaduras, poderá ser de grande importância para socorrer vítimas da explosão em Beirute.

É uma prova concreta da importância dos trabalhos de pesquisa das Universidades, acusadas, injustamente, de comportamentos nada adequados para instituições de Ensino.

A pressa de alguns para a volta às aulas poderá ter consequências imprevisíveis. Basta pensar numa Professora, sozinha, cuidando de uma turma, mesmo pequena, nas séries iniciais.

Um ano letivo poderá perfeitamente ser recuperado. Uma vida, jamais. Pena que muitos que possuem boas condições, não são capazes de imaginar a vida da maioria.

Além do mais, as escolas, os professores e servidores, não estavam, como ninguém estava, preparado para viver e conviver com esta situação em que a única alternativa é o distanciamento.

Como controlar o reencontro de crianças que estão afastadas há tanto tempo? Como garantir o uso correto das máscaras? As corridas para a merenda, para o bebedouro…  É preciso calma.

Do dia 5 até o dia 15 de agosto, muitas paróquias celebram suas padroeiras, a festa mais importante do município. Neste ano, tudo está sendo à distância, embora com muita fé.

Na região norte: Viçosa do Ceará, Massapê, Nova Russas, Sobral/Patrocínio, Graça, Guaraciaba do Norte e Reriutaba este seria o momento tradicional de reencontro de conterrâneos.

O Dr. Jonas Marinho Araújo, um dos pioneiros da Otorrinolaringologia no Ceará, encontrou uma forma criativa para conviver com este momento em que celebra seus 90 anos.

Está escrevendo suas boas lembranças. Suas experiências na sua trajetória como médico, especialmente no interior. Começou em Monsenhor Tabosa e Santa Quitéria.

Seus textos são excelentes. O leitor fica embevecido com as histórias e sempre querendo novos capítulos. Um dos primeiros textos foi sobre o Seminário de Sobral, onde também estudou.

O jornalista Herculano Costa está cuidando das providências finais para publicar o livro autobiográfico de Manoel Valdeci Vasconcelos, nascido em Morrinhos, foi a maior autoridade da Previdência Social na Zona Norte.

Valdeci Vasconcelos com Dona Lourdes.

Foi Professor e Subchefe de Gabinete da UVA onde conseguiu, aos oitenta anos, realizar o sonho de graduar-se em Direito. Na colação de grau, foi o Orador de todas as turmas.

Tenho certeza de que o livro será muito atraente. Cheio de boas histórias que aconteceram em Morrinhos, Santana do Acaraú, Fortaleza e Sobral.

Turmas de Doutorado em Sobral: Educação, Saúde e Administração – Edição de 31 de julho

Está em andamento um livro que será muito especial. Talvez único, no mundo. Depoimentos de profissionais, oriundos da mesma instituição educacional: O Seminário de Sobral.

Aposentados em diversas áreas, contando suas histórias de sucesso. Dissertando sobre o que realizaram em suas atividades profissionais, nos últimos 50 anos. Grande parte com Mestrados, Doutorados e Pós-Doutorados. Eles são:

Administradores, Advogados, Agrônomos, Analistas de Controle Externo, Analistas de Sistema, Auditores, Bancários, Biógrafos, Cartógrafos, Contadores, Dentistas, Economiários, Economistas, Empresários, Engenheiros Civis, Engenheiros Eletricistas,

Engenheiros Mecânicos, Escritores, Farmacêuticos, Geógrafos, Geólogos, Historiadores, Jornalistas, Médicos, Oftalmologistas, Padres, Políticos, Professores, Projetistas, Psiquiatras, Publicitários, Radialistas, Sociólogos, Veterinários, etc.

O livro é AD LABOREM, uma continuação do “Seminário da Betânia –AD VITAM – 65 Declarações de Amor”, publicado em 2015, pelas Edições UVA.

Tudo indica que será uma boa fonte de consulta para atividades de Orientação Vocacional. Visto que serão experiência concretas e bem-sucedidas.

Apesar de todas as dificuldades, os Professores e Professoras estão fazendo verdadeiros milagres para suprir as aulas presenciais. Não foram preparados para esta alternativa.

No entanto, estão dando conta do recado. Já vi algumas aulas. Com algumas orientações especificas, poderão melhorar muito. Melhor compreensão sobre Comunicação.

Até o poder do rádio está sendo redescoberto. Alfabetização de adultos pelo rádio, foi a minha primeira experiência de trabalho. Conseguimos criar, em Fortaleza, um estilo que virou modelo.

À época, tínhamos muitos grupos de audiência organizada que ouviam o nosso programa A ESCOLA EM SUA CASA, das 18 às 18,30, na Rádio Assunção.

Agora, vivo uma experiência como aluno de piano/teclado, à distância, com a Professora Pianista Ivana Sá, de Sobral, via Skype. Está valendo a pena.

Várias festas tradicionais, em homenagem a Nossa Senhora, no mês de agosto, terão programação totalmente diferente. Muitos atos litúrgicos serão vistos à distância.

Conterrâneos que moram fora e que costumam vir com frequência, verão as celebrações pela internet. Algumas festas foram transferidas para outras datas.

Uma questão que se levanta: porque as apreensões, feitas por alguns policiais, estão exagerando na violência? Pobre batendo em pobre. Pisando-lhes o pescoço. Terrível.

Isto é: batendo em quem lhes paga os salários. Muitos vídeos mostram que não há a menor necessidade da violência, com pessoas já imobilizadas.

Ótima a homenagem da Prefeitura de Fortaleza aos Profissionais de Saúde. A Oração de São Francisco, interpretada por artistas cearenses. Emocionante.

Doutorado em Sobral, para Educação, Saúde e Administração. É o que anuncia a Professora Rosinha Mourão, em parceria com a FCU – Florida Christian University. Contatos: 88-9 97126479.

DIA 25 DE JULHO – DIA DO ESCRITOR

Há 136 anos, Antonio Bezerra de Menezes fez uma viagem oficial pela região norte do Ceará. Tudo está no livro NOTAS DE VIAGEM, com primeira edição em 1899.

Nas diversas páginas dedicadas à visita a Campo Grande, hoje Guaraciaba do Norte, demonstrou-se encantado com as belezas naturais da, então, pequena vila.

Encantou-se com a cultura local, com duas Escolas, um Gabinete de Leitura com 200 volumes, criado por Aderson Ferro, em 1884, e teve oportunidade assistir a uma apresentação teatral.

Um dos aspectos que me chamou muita atenção foi sua observação sobre o clima de convivência entre os políticos de partidos opostos. Diz ele:

“Não se hostilizam, não se desconsideram, mas pelo contrário acordam entre si que o eleitorado deve ser independente, e se esforçam para que se não dê como nunca se deu até o presente, a miséria de vender um eleitor o seu voto, o seu crédito, o seu brio”.

É uma observação que nos leva a boas reflexões. Ele diz que só percebeu que os homens eram adversários porque, eles mesmos, confessaram. E como estamos hoje?

Os deputados que costumam votar contra os interesses dos trabalhadores não devem esquecer que os tempos são outros. Todo mundo está informado sobre os acontecimentos.

Não adianta querer iludir o povo com propaganda de pequenas verbas que conseguiram para uma ou outra obra no município. Na hora das votações importantes, tornam-se subservientes.

Tivemos uma boa lição com a votação do FUNDEB. Até os costumeiros subservientes pensaram nos interesses da Educação. A mobilização social foi muito convincente.

Acreditamos que as próximas eleições farão os eleitores pensar melhor. Os candidatos deverão apresentar propostas convincentes para justificar suas pretensões.

Os eleitores estarão de olhos na história dos candidatos. Evitando os oportunistas que, de última hora, apegam-se a ideias que não são coerentes com suas histórias.

Uma coisa é certa, quanto melhor votarmos, mais chance teremos de mudar a história de nossas comunidades. Sem a política e sem bons políticos, não mudamos a história.

É fundamental observar a história de coerência dos candidatos. Como tem sido, historicamente, o interesse dele pelas causas da população? Qual a sua história pessoal?

Dia 25 de julho é o Dia do Escritor. No nosso espaço de Literatura Cearense, um artigo muito interessante da Professora, Poetisa e Escritora ipuense Aninha Martins.

Recebi do Mons. Assis Rocha um documentário feito pelo programa GLOBO COMUNIDADE, a respeito da Ação Pastoral de Dom Francisco Austregésilo de Mesquita, em Afogados da Ingazeira, Pernambuco.

Antes de chegar ao episcopado, foi Professor e Reitor do Seminário de Sobral, onde tive o prazer de estudar durante sete anos. Depois, estudando em Olinda, estive na sua diocese, na região do Pajeú.

DOM HELDER E DOM AUSTREGÉSILO – Dois grandes Bispos cearenses

O documentário reflete a sua amizade com Dom Helder Câmara e a perseguição que os dois sofreram durante a ditadura civil/militar de 64. Emocionante o vídeo.

Dom Austregésilo de Mesquita era cearense de Reriutaba. Dom Helder, de Fortaleza. Aos dois, devo muito do que aprendi para a vida. Dom Helder, conferiu-me a Tonsura, o primeiro passo para o Presbiterato a que não cheguei.

17 de julho: ATÉ À DISTÂNCIA, OS PROFESSORES SÃO CAPAZES DE DEMONSTRAR CRIATIVIDADE!

Já está sendo construído um novo livro pelos ex alunos do Seminário Menor de Sobral. Em 2015, lançamos o primeiro: “SEMINÁRIO DA BETÂNIA – AD VITAM – 65 Declarações de Amor”.

Apesar de serem olhares sobre a mesma realidade, escrito por 65 Betanistas, o livro ficou surpreendente. A maioria, na casa dos sessenta/setenta anos fez belas declarações.

O título queria traduzir a importância do Seminário da Betânia para a vida de cada um de nós. Chegamos meninos, oriundos de pequenos municípios. Alguns, da zona rural.

Éramos, “matutos”, como Dom José Tupinambá da Frota nos chamava, e nos transformamos em Padres, Bispos, Professores, Médicos, Engenheiros, Advogados. Diversas profissões.

Ninguém se perdeu na caminhada. O AD VITAM comprova isto em comoventes depoimentos. Hoje, aqueles meninos espalham o bem onde estiverem.

Agora, praticamente, todos aposentados, estamos em condições de abordar os trabalhos que desenvolvemos ao longo da caminhada.

Daí, propusemos a ideia de escrever o quanto o Seminário foi importante em nossa vida profissional. Nos preparou para o trabalho. Daí o título: AD LABOREM.

A ideia foi rapidamente, acolhida. Muitas adesões. Alguns já estão escrevendo. Mons. Assis Rocha que participou do AD VITAM, foi o primeiro a enviar seu belo texto.

Acreditamos que sairá um livro que vai servir de estudo. Serão histórias de muitas vitórias, de compromissos, de criatividade, de competência e de relevantes serviços.

O Secretário de Ação Social de Acaraú, Expedito Mesquita, fez veemente apelo à comunidade para prevenir-se em relação ao COVID 19.

Realçou que muitos municípios que minimizaram as advertências, estão agora tendo que retomar medidas mais duras, em relação ao distanciamento social.

Prevenir-se é uma demonstração de respeito a si e ao outro. Quanto mais cuidarmos agora, mais rapidamente, poderemos ficar livres do vírus e suas graves consequências.

O retorno às salas de aula tem que ser algo muito bem programado. Cada escola reúne muitas pessoas e não é possível colocar um anjo para cuidar de cada um.

É melhor perder um ano letivo, no sentido tradicional, do que a vida de um aluno, de um Professor, de um servidor da Escola. É preciso o uso da criatividade.

Já vi interessantes aulas, ministradas à distância, por professores que não foram preparados para este método. Mas conseguem levar a mensagem aos alunos.

Meu primeiro trabalho foi alfabetização de adultos, pelo rádio, em Sobral. E deu certo. Depois, uma experiência no MEB Fortaleza, em 1970/71, que virou modelo para vários estados.

Tive a oportunidade de trabalhar na primeira experiência de Ensino Fundamental pela TV, em São Luis. Excelente. Minha função era de Coordenador de Aperfeiçoamento Pedagógico.

Se as lembranças do telensino não são boas, no Ceará, é que porque a generalização da implantação não permitia o acompanhamento necessário. Teria que ser aos poucos.

Em Guaraciaba do Norte, em 1994, por falta de Professores habilitados para expansão do ensino, recorremos ao uso da TV, ao nosso modo, e foi um sucesso.

É muito bom saber que até o Rádio, tem sido usado neste período para compensar a falta da sala de aula. Este momento vai gerar muitas experiências positivas.

Onde houver ódio, que eu leve o amor” esta deve ser a ordem! – 10 de julho

Antigamente, o palavrão era algo considerado de submundo. Raríssimas eram as pessoas que a ele recorriam. Era matéria de confissão e motivo de penitências e surras.

Até o livro “Dicionário do Palavrão e termos afins”, de Mário Souto Maior, passou muito tempo trancado em gavetas da censura.

Somente foi publicado em 1980, porque era considerado atentatório aos costumes. Das gerações mais velhas, poucos recorrem ao palavrão. Era coisa de baixo nível.

Tenho impressão de que foi a partir da copa de 2014 que os camarotes vips dos estádios de futebol fizeram o lançamento dos palavrões, reproduzidos por torcedores incautos.

Agora, o palavrão, lamentavelmente, faz parte do universo vocabular das altas rodas. A reunião ministerial de 22 de abril de 2020 entrou para a história graças aos palavrões.

A data do Descobrimento do Brasil ficou em segundo plano, diante das surpresas provocadas. Ninguém o imaginava que acontecia entre as mais altas autoridades do país.

Agora, todos os programas de rádio e tv se sentem autorizados a fazer uso do palavrão. Antes, havia formas de camuflar. Agora os palavrões são citados, explicitamente.

Da popularização maléfica dos palavrões para as manifestações de ódio nas relações, foi um pulo. A toda hora estamos vendo agressões exibicionistas cheias de rancor.

Como os agressores não pensam nas consequências, pagam caro quando suas exibições são gravadas e vão para as redes sociais. Muitos perdem o sossego.

Como as famílias e as escolas vão administrar esta questão? Aliás, são a falta de boas maneiras e as grosserias que estão tomando o lugar da gentileza.

Pior é que as grosserias, expressas no conteúdo e na forma, estão sendo adotadas até por aqueles que, formalmente, se dizem falar em nome de Deus.

Na escola, o caminho certo será a adoção dos Círculos de Cultura criados por Paulo Freire. Eles são capazes de criar um clima de harmonia, paz, amizade e aprendizagem.

Padre ANTONIO MAURICIO MELO

Duas paróquias da região norte estão de luto hoje com a morte do Padre Antonio Maurício Melo, aos 89 anos:

Guaraciaba do Norte, sua terra natal, na diocese de Tianguá e Nova Russas, na diocese de Crateús a que ele dedicou toda a sua vida sacerdotal.

Os Betanistas, de Nova Russas relembraram, com uma certa saudade, os tempos em que os pais do Padre Maurício, Seu Adriano e Dona Gonçalinha, iam visita-lo, levando rapadura e frutas da serra.

COMPARTILHAR CONHECIMENTOS, APRESSA A APRENDIZAGEM! 03 de julho

Hoje cedo, recebi uma Oração da manhã. E fiquei pensando no teor da oração. Tudo em função pessoal. Minha família, meu trabalho, minha vida, meus projetos…

E a oração que Jesus ensinou começa com Pai Nosso…venha a nós…O pão nosso…nos dai hoje…assim como nós…nossas ofensas… Não nos deixei…livrai-nos…

As duas formas fazem uma diferença muito grande no jeito de pensar e agir. Parece até coisa de direita e esquerda. Acho fundamental questionar essas diferenças. Que ideias orientam nossas ações?

A situação atual com o Corona Virus está mostrando que é indispensável pensar na forma de convivência, apesar do isolamento social. O egoísmo, suponho, não dá tranquilidade à alma.

Aqueles que pensaram só em si e desqualificaram o isolamento social, estão agora vendo as consequências. Fazem até festas. E vão compartilhando o vírus, rapidamente.

Na sala de aula, o exercício da aprendizagem coletiva é fundamental. Compartilhar conhecimentos apressa a aprendizagem. Todos sabem alguma coisa sobre os assuntos.

Quem aprendeu, compartilhando conhecimentos, tem outra visão do mundo. Quem foi estimulado, na sala de aula, só para tirar a nota máxima tem outro jeito de agir.

Ainda bem que a família pode proporcionar uma visão coletiva do mundo. Sobretudo as famílias com maior número de filhos. Aprende-se a repartir.

Seria muito interessante que os próximos gestores municipais voltassem as atenções para os que mais precisam. Dedicassem o primeiro ano para criar oportunidades e reduzissem as desigualdades.

Agora, aposentado, já posso dizer que as maiores vitórias que consegui, na gestão pública, foi estimulando e criando oportunidades de participação da população.

Na sala de aula, os Professores deviam, sem prejuízo dos demais, dar atenção aos alunos que mais precisam de ajuda para avançar. Tradicionalmente, só se valoriza os que se destacam.

Há uma metodologia infalível, criada pela Igreja Católica, na década de 60: VER, JULGAR E AGIR. Nesta sequência. Tenho adotado para dar aulas e os resultados são sempre positivos.

No nosso livro PROFESSOR COM PRAZER, há um relato de uma experiência concreta que desenvolvemos na UVA, com turmas de Letras. Há o testemunho dos alunos.

O Dr. Jonas Marinho Araújo, famoso médico Otorrinolaringologista, nascido em Mons. Tabosa, resolveu, ao chegar aos 90 anos, escrever passagens interessantes que ficaram em sua memória.

No nosso site professorcomprazer.com já publicamos algumas de suas interessantes histórias acontecidas em sua terra natal. Vale a pena ler.

Dr. Jonas Marinho Araújo

A escrita é fundamental e vai-se aprendendo, com o próprio ato de escrever. Percebe-se que, ultimamente, as comunicações oficiais estão piorando. Frases intermináveis.

Basta observar as citações apresentadas nos noticiários de TV. Quase ninguém descobre aonde está o sujeito da frase. E, por isto, a compreensão fica difícil.

Isto reflete a falta de valorização da Educação, de maneira geral. Muitas coisas de faz de conta. Muitas cópias da internet, nos trabalhos acadêmicos. Maus exemplos estão vindo de cima.

Pelo visto, as coisas que já não andam cheirando bem, na Educação, vão ficar pior. Não se percebe que critérios são usados para a escolha dos gestores.

As universidades públicas e privadas estão cheias de Professores competentes, com titulações comprovadas, e o governo não acha um para o Ministério da Educação. É um mistério.

O jornalista, ex bancário, Herculano Costa assumiu uma cadeira na Academia de Letras Municipais – ALMECE, representando a Meruoca.

NO RETORNO, AS ESCOLAS PRECISARÃO PROMOVER AVALIAÇÕES QUE AS RENOVEM 26 de junho

Professores motivados fazem verdadeiros milagres em sala de aula. Esta afirmação é resultado de experiências concretas.

Em 1989, como primeiro Secretário de Educação em Croatá, dos nossos Professores, antes vinculados a Guaraciaba do Norte, quase todos só possuíam a quarta série do primário.

No entanto, as crianças saiam das classes de Alfabetização sabendo ler e escrever. Resultado de uma preparação humanizada e que priorizava a participação na aprendizagem.

A Cartilha da Ana e do Zé, por exemplo, era adotada no município, mas as crianças nada aprendiam. Como uma nova preparação, os mesmos alunos passaram a aprender em seis meses.

O resultado foi tão surpreendente que os Professores fizeram uma homenagem à autora, com um Desfile de 7 de setembro de 1991. E Luíza de Teodoro esteve lá presente.

A motivação se fez pela metodologia da preparação e a remuneração. Foi o primeiro município a pagar o Salário Mínimo aos Professores. Antes, recebiam 10% do SM.

Atualmente, Professores estão fazendo milagres com aulas on line. Tentando fazer algo para o qual não foram preparados. Mas fazem bem, quando estimulados.

Quando, no entanto, são pressionados de forma autoritária, a motivação desaparece. Pessoas, sem a devida preparação, se prevalecem de cargo para pressionar colegas.

A vida me ensinou que, quanto mais inseguras, mais estas pessoas se armam de falsa autoridade para se impor. É a forma de impedir que percebam suas fraquezas.

O reinicio das aulas deveria ser marcado por um amplo processo de avaliação, com a participação de todos os segmentos das escolas, incluindo representantes de pais.

Este é um caminho que nunca falha, desde que seja desenvolvido com uma metodologia que proporcione a participação direta de todos. Palestras, não.

É aí que entre a forma de agir da Educação Biocêntrica. Recomendaria um contato com o Centro de Desenvolvimento Humano – CDH, detentor da metodologia.

É bom saber que a criadora da Educação Biocêntrica é a Professora Cearense, de Pedra Branca, Ruth Cavalcante. Tem estado presente, a convite, em vários países.

Em Poranga, Professores que participaram do Curso de Metodologia do Ensino, com fundamento na Educação Biocêntrica, fazem muito sucesso em sala de aula.

E são convidados a realizar encontros em diversas escolas. O Gerente Fernando Lima e a Secretária Maria Pereira, fizeram o curso e são multiplicadores.

19 de junho BONS PROFESSORES SE TORNAM INESQUECÍVEIS

Na nossa grande família, praticamente, todos os meses, entre os irmãos, temos alguém aniversariando. Somos 12. Hoje, é a vez na Nizinha – Eny, na foto com seu companheiro Fialho. Comemorações, só à distância.

Na minha trajetória acadêmica, tive a sorte de encontrar excelentes Professores. Em Guaraciaba do Norte, eram os melhores que a cidade tinha, até a 4ª. Série.

No Seminário de Sobral estava a seleção dos mais competentes padres da diocese. Lá estudávamos o Fundamental (Ginásio) e o Médio. De 1955 a 1961.

No Seminário Regional do Nordeste, em Olinda, Pernambuco, logo no 1º ano de Filosofia, em Estética, fui aluno do Professor Ariano Suassuna.

Ainda na Filosofia e Teologia: Zeferino Rocha, Eduardo Hoonaert, Josepf Comblin, Zildo Rocha, Newton Sucupira, Whamireth Chacon, Zildo Rocha. Comando de Pe. Marcelo Carvalheira e Dom Helder Câmara.

Na celebração dos 40 anos da UVA, boa parte da Administração Superior havia estudado no Seminário. Então convidamos o Professor Ariano Suassuna para uma aula magna.

Assis Rocha e eu tivemos a missão de recepciona-lo no aeroporto de Sobral. E, para a nossa surpresa e alegria, apesar do tempo, fomos reconhecidos pelo caro Professor. (foto)

Se não aprendi o que devia ter aprendido, não foi por falta de bons Professores. As limitações foram minhas e de algumas circunstâncias. Mas não tenho de que me queixar.

Enquanto isto, o Brasil celebra a saída de um Ministro de dava a ideia de detestar a educação. E encerrou sua tarefa revogando direitos às quotas para Negros e Índios.

Estamos, lamentavelmente, tendo que conviver com um grupo de pessoas racistas que defendem a supremacia dos brancos, outras são homofóbicas, misóginas, xenófobas.

São incapazes de ver a alma das pessoas. Observam as aparências. Pior é que estão muito perto da gente, camufladas.

Não seria um momento de auto avaliação e conversão? Muitas ainda ousam usar o nome de Deus em seus preconceitos. Esquecem de que Ele veio “para que TODOS tenham vida”.

Tem-se agora a triste notícia de que o tal “Gabinete do Ódio” tem vinculações com o nosso Ceará. Que não se ramifique. É preciso combatê-lo. Basta o COVID 19.

Só a palavra “ódio” já produz um certo medo, mal-estar.  Qualquer candidato associado e este linguajar, ou que manifesta a raiva e o desequilíbrio terá repulsa da sociedade.

Quando as escolas voltarem à normalidade (?) é preciso dar atenção para as causas de tais comportamento e desenvolver metodologias que valorizem os alunos.

Aliás, todas as escolas terão que se readaptar aos novos tempos. Muitas coisas mudaram e estão mudando neste período. É necessária uma avaliação séria sobre procedimentos.

Mais do que nunca a Educação Biocêntrica será tão necessária e oportuna. Digo como conhecimento de causa. Tenho aplicado e sempre dá certo, gerando aprendizagem com satisfação.

A propósito, dia 04 de julho começará uma nova turma do Curso de Educação Biocêntrica on line. Participação de Facilitadores de oito países. A primeira turma está muito contente.

PRIMEIRO PLANO – 12 de junho -VITÓRIA DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

Foi graças à sensibilidade dos gestores universitários que se abriram as portas do ensino superior para a população pobre. Isto mudou a história de inúmeras famílias.

Impedir que a escolha dos Reitores ficasse a critério do Ministro da Educação foi uma decisão de muita grandiosidade do Senado Federal.

As famílias Cavalcante e Marinho de Araújo, celebraram, apesar das contingências do momento, os noventa anos do Dr. Jonas Marinho de Araújo.

Casal Maria Tereza e Dr. Jonas

É casado com Maria Tereza, da família Cavalcante, de Pedra Branca. Ele estudou no Seminário de Sobral. É Otorrinolaringologista muito prestigiado. Dos 5 filhos, quatro são médicos de alto nível. (foto)

Natural de Uruguaiana (RS), Letícia Bolzon Silva é escritora e se prepara para entrar no mercado de tradução.

Parte de suas obras está disponível no blog: http://leticiabolzonsilva.blogspot.com/) que ela mantém desde 2008.

É autora dos livros “Quando o risco vale a pena” e “Petite mort: born out of passion”, disponíveis no site Amazon. A informação me foi dada por Reinaldo Oliveira.

A Orquestra Filarmônica Estrelas da Serra fez, de Croatá, dia 11, a sua Live nº 8, com a cantora Ariane Sousa e apresentação do Maestro Hélio Junior. Recebeu muitas doações.

Recebi um comentário extraordinário do Mons. Assis Rocha sobre o nosso livro PROFESSOR COM PRAZER. Ele faz um relato de nossa longa convivência.

Os artistas de Guaraciaba do Norte, por seu Conselho Popular de Cultura, entregaram dia 9, uma carta aberta ao prefeito municipal, Adail Machado. 60 assinaturas.

Outra foi para o presidente da Câmara, Dr. Elisiário Júnior. Ambas assinadas por atores, atrizes, poetas, músicos, dançarinos, artistas plásticos, quadrilheiros, mestres de cultura, diretores e produtores.

Um livro que deveria estar nas mãos de todos os pregadores do Evangelho é “PADRE OSVALDO – COLETÂNEA DE SERMÕES”. São as suas pregações para vários momentos.

É muito desagradável e desmotivador, para o ouvinte, ter que aguentar sermões mal preparados ou improvisados que nada dizem.  Melhor seria um sermão escrito, por respeito aos fiéis.

É como aulas improvisadas em que o Professor chega à sala de aula sem, sequer, se lembrar o que terá a abordar. Maus professores podem por uma turma a perder.

Cada vez é mais necessário a preparação. Não dá para fazer de conta. Percebe-se que o nível de muitos alunos anda muito fraco. Pouco são os que se expressam bem na fala ou na escrita.

Os coordenadores de cursos de graduação, oferecidos em quase todos os municípios, precisam promover avaliação, pelos alunos, do desempenho dos seus professores.

A Professora Muldiane Pedroza, do Instituto IETOS, tem tido muito cuidado na seleção dos Professores. Os alunos mostram seu reconhecimento com suas presenças na sala de aula. Onde não há cuidado, surge a evasão.

A recomendação do Presidente começou a ser atendida. Um Hospital do Rio de Janeiro foi invadido, nesta sexta feira. A repercussão não será pequena.

PRIMEIRO PLANO 05 de junho

NESTA QUARENTENA, LEIA UM LIVRO                                                 

Estamos vivendo um momento em que as mágoas, os ódios, os preconceitos estão se tornando muito explícitos e, consequentemente, muito maléficos.

A Professora Maria José, de Poranga, criou um momento no Instagram: @neguinha_geoprof UMA GOTA DE CONSCIÊNCIA, com o objetivo de derrotar as muralhas do racismo.

Esta é uma campanha que deve ser de todos. Os preconceitos criam barreiras terríveis e fazem muito mal. É a mais explicita forma de falta de inteligência e humanismo. (foto)

Professora Maria José

Por falar nisto, os médicos cubanos, expulsos do Brasil, estão presentes e muito bem acolhidos em 26 países com o objetivo de servir.

O nosso Site professor comprazer.com está lançando a sugestão de que cada um aproveite a quarentena e leia um livro. Já imaginaram os resultados, se cada pessoa adotar esta ideia?

Um grande amigo de infância que virou Coronel Ferreirinha – Vicente Vilemar Ferreira- era um leitor contumaz e cunhou uma frase lapidar: Quem lê, nunca está só. Pode ser mais atual?

No Blog do Artemísio da Costa está um artigo de Flávio Machado sobre o Mercado Municipal de Crateús, na coluna Literatura Cearense. Vale a pena ler.

Nada substitui a aprendizagem presencial, no contato com os professores e colegas. Sobretudo se houver estímulo à participação. Mas o ensino à distância poderá ser um bom apoio.

Especialmente com o uso adequado das tecnologias. Mostrar o rio Amazonas com imagens, será bem mais atraente e convincente do que apenas as palavras do Professor.

Outro aspecto fundamental é em relação à igualdade de oportunidades para todos os alunos. Sem a infraestrutura necessária, fica só no faz de conta.

A maioria dos Professores não tem a menor intimidade com uma câmara. Outros se inibem para exposições solitárias. É preciso muito exercício, convicção e, sobretudo, fundamentação teórica.

Estou começando uma experiência de aprender teclado/piano à distância. A Professora Ivana Sá, lá em Sobral. Nos comunicamos via Skype. Tem tudo para dar certo.

O conterrâneo compositor Genes Carlos presta uma homenagem aos Enfermeiros e Enfermeiras, em música gravada por Kelly Mendes: “Enfermeira de Plantão”.

O autor é filho do grande sanfoneiro Raimundo Vieira, que animou festas em toda a região. Era casado com Odete Carvalho. (foto)

Compositor Gennes Carlos

A tecnologia proporciona coisas extraordinárias. Organizamos um grupo de whatsapp com Betanistas, ex alunos do Seminário de Sobral. Tem sido um ponto de reencontro de colegas.

Morando em pontos diferentes do país, ex colegas ficam até emocionados com reencontros 50/60 anos depois. O tempo se torna pequeno para tantas conversas. Quase 70 participantes.

No grupo se evitam assuntos polêmicos. A prioridade são as boas lembranças dos tempos de internato, seguindo todo o regulamento do Seminário de Sobral.  Todos com muitas histórias.

Pedra Branca e o Ceará perdem hoje um dos seus ilustres filhos: Jeová Lemos Cavalcante. Advogado, Servidor Público Federal aposentado. Escritor. Membro do Instituto Histórico do Ceará. 

Na inauguração da Sala de Leitura do Cais Bar da Serra, em Pedra Branca, foi um dos convidados especiais e participou também das comemorações do centenário de Ana Brasil Barreto Cavalcante (in memoriam).

Jeová Lemos Cavalcante

De 4 de julho a 07 de novembro acontecerá nova turma, on line, do Curso de Educação Biocêntrica. Participação de Facilitadores de: Brasil, Colômbia, Argentina, EUA, Espanha e Portugal.

As aulas acontecem aos sábados, com duas horas e meia em cada turno. Os da primeira turma estão entusiasmados. Informações com Sara: 85-99936-1844/ Com Rozane: 85-99785 0056. Detalhes no site: professorcomprazer.com 

PRIMEIRO PLANO 29 de maio

No início da noite de hoje, a comunidade guaraciabense acompanhará, à distância, pelo Youtube, a celebração da Missa de Sétimo Dia por Dona Fransquinha Baltazar.

Desde 1956, a família veio de Reriutaba, com sete dos onze filhos, morar em Guaraciaba do Norte e incorporou-se rapidamente à comunidade que lhe acolhia.

Dona Fransquinha rompeu paradigma, em sua época. Filha de fazendeiro rico, fugiu com um morador da fazenda. Escreveu esta história no livro LUTEI POR AMOR: VENCI! (foto)

Dona Fransquinha Baltazar Mesquita

Apesar de toda a boa vontade dos professores, o sistema on line de ensino não dará o resultado esperado. Muitas crianças e adolescentes ainda não tem acesso à internet.

De uma hora para outra, o celular passou de indesejável a preferido. Há muito defendíamos que o equipamento devia ser adotado para o ensino.

Os resultados da experiência serão positivos, apesar de alunos e professores não estarem preparados. Com boas capacitações, teóricas e práticas, os resultados serão ótimos.

Capacitação de professores somente com palestras, não dão resultados. É preciso, antes de tudo, ouvir os professores: debatendo suas descobertas e suas dificuldades.

E, a partir daí, construir novos caminhos. Esta foi a Metodologia que sempre adotei e deu certo. Impor receitas para a sala de aula só geram mal-estar.  

Em 1970/71, por meio da Rádio Assunção Cearense, já atingíamos, diariamente, de uma só vez, mais de três mil alunos do Programa “A Escola em Sua Casa”. 

Aquele era uma forma de suprir a ausência de professores alfabetizadores na zona rural dos municípios. Era o trabalho do Movimento de Educação de Base – MEB.

Como é possível, nos tempos atuais, alguém pedir a volta da ditadura? A reedição de um AI5?  Defesa da tortura? É muita ignorância sobre a História do Brasil. No mínimo.

Ou então é alguma afinidade interior com os atos cometidos.  Outros há que cultivam o racismo, a homofobia, misoginia, o ódio a pobres, xenofobia que um regime autoritário pode fortalecer.

A internet possibilitou-me, recentemente, reencontrar o jornalista Luís Pedro, cearense residente no Maranhão onde já foi Vereador e Deputado. Hoje escreve para o jornal Brasil Popular.

O grupo de Betanistas que criamos no whatsapp aproximou muita gente que há muito não se encontrava. Uma verdadeira ponte entre os que estudaram no Seminário da Betânia, em Sobral.

Começamos com uns quinze participantes e já somos 67, morando em vários pontos do Brasil. São colegas que estudaram em épocas diversas. Todos com ótimas lembranças do Seminário.

Li hoje que o isolamento social poderia ter reduzido em dois terços a quantidade de óbitos. A teimosia e a ignorância produziram as mortes.

PRIMEIRO PLANO – 22 DE MAIO

CURSO “ON LINE” DE EDUCAÇÃO BIOCÊNTRICA

Em Sobral, Marcelo Martins, Professor na “Escola Cecy Cialdine”, vem realizando um bom trabalho de orientação aos alunos no Laboratório de Redação.

Nesta coluna e no nosso site professorcomprazer.com   o nosso objetivo é divulgar boas experiências realizadas nas escolas. É uma forma de contribuir com inovações na sala de aula.

Nesta semana, fizemos uma sugestão, no Facebook, que os Vereadores e Vereadoras, usando do prestigio em suas respectivas comunidades, fizessem campanha para que seus eleitores fiquem em casa.

Entendemos que este seria um serviço extraordinário, considerando que é a única alternativa para evitar a expansão do vírus. O convencimento dos Vereadores será muito importante.

Logo, uma pessoa amiga destacou que os políticos referidos andam muito sem prestigio, visto que só aparecem para os eleitores, em tempo de campanha.

Uma coisa é certa, sem políticos, a alternativa ao regime democrático é a ditadura. Há bons políticos e maus políticos, como em toda atividade humana. Vamos escolher melhor.

A propósito, vale a pena ver blogs sérios que veiculam notícias de política e políticos, com equilíbrio. Destaco o “Conversa Afiada”, “247”, “Cidadania”, “DCM”, “Nocaute”. Confira.

De 30/05 a 05/09 acontecerá um curso de Educação Biocêntrica “on line”, com aulas quinzenais, aos sábados. Contará com Facilitadores de vários países. Aulas: das 10 às 12,30 e das 14,30 às 17 horas.

Já fiz o curso e recomendo. Aliás, tenho defendido que o caminho para a sala de aula é a Educação Biocêntrica que valoriza a participação do aluno.

Na realidade, quem aprende é o aluno. O Professor se comporta como o facilitar do processo de aprendizagem. O Professor não pode ser um improvisador. É preciso fundamentação e treino.

Não é puritanismo. Mas é triste ver a gravação da reunião das mais altas autoridades do país: Presidente e Ministros. Os palavrões são o destaque principal.

Como é que um pai ou uma mãe vão justificar para as crianças o uso tão grande de palavrões numa reunião de autoridades?

O Ministro da Educação afirma “botava na cadeia esses vagabundos todos, começando pelo STF”. Dá para entender?  Em que vai dar tudo isto?

Adquiri, recentemente, um livro muito interessante: LATIM PELO MÉTODO NATURAL. São 81 lições. Para quem quer recordar ou aprender, é uma boa alternativa.

O conhecimento do Latim facilita muito a compreensão de muitas palavras do Direito, da Biologia, da Botânica, da Medicina, etc. Não é um idioma da Igreja, mas do mundo.

Dentre as descobertas decorrentes do isolamento social, uma muito interessante tem sido a formação dos grupos de orações. Cada um em sua casa, rezando e se vendo. E tem ainda um bom papo.

Nesta semana, aconteceu o Dia do Pedagogo, uma profissão indispensável e que precisa ser muito valorizada. A formação da criança é a base para estruturação da personalidade.

Artistas da região da Ibiapaba estão veiculando uma interessante campanha de valorização da categoria. A cultura é a nossa alma. Qual a dificuldade de entender a sua importância?

Opinião de EXPEDITO MESQUITA:
“Li, com muita atenção, o livro Professor com Prazer! Com a experiência de longos anos como Secretário de Educação em alguns municípios, posso assegurar que é indispensável para todos os professores.
Aqueles que quiserem transformar as suas aulas em momentos de prazer, devem ler e aplicar o que está neste livro”.

PRIMEIRO PLANO – 15 de maio   

EDUCAÇÃO TEM NOVOS DIRIGENTES EM PORANGA

Na semana passada abordamos os maus hábitos de escrever, surgidos com a internet. Recebi muitos comentários de apoio, confirmando as minhas observações.

Um me chamou atenção. “Quando a gente vai reclamar, respondem: “No celular é assim mesmo”. Escrever de forma incorreta? Não há justificativa.

Nas mãos de cada um está o caminho para escrever corretamente. Basta conferir no Google. Tem o dicionário do Aurélio e outras alternativas.

Quando a gente escreve de forma incorreta, passamos para os leitores a nossa fragilidade no idioma. Melhor mesmo, é passar uma boa imagem.

O Professor Fernando Lima, de Poranga, assumiu a Gerencia da Secretaria de Educação. A nova Secretária é Maria Pereira. Grandes perspectivas para a Educação Biocêntrica no município.

Ambos participaram do Curso de Metodologia do Ensino – A Educação Biocêntrica na Sala de Aula. Ficaram entusiasmado com a experiência. É a melhor alternativa para o ensino. (fotos)

A Secretária MARIA PEREIRA e o Gerente FERNANDO LIMA

É cada vez pior o atendimento das empresas que oferecem tv a cabo e internet. Dão um número e, quando a gravação atende é para dizer que o atendimento está reduzido.

Para vender, oferecem todas as vantagens. Para instalar, são mais ou menos. Depois não se consegue mais uma informação.É a velha conversa: disque l, disque 2, disque 3. E nada.

Neste momento em que a recomendação dos cientistas da saúde é o afastamento social, os políticos deviam estar orientando seus eleitores. Só há esta saída. Não há vacina, ainda.

Vereadores, deputados deviam sair orientando. Não adianta ficar difamando ou bajulando quem está no poder, pelas redes sociais. Não é hora e pega mal. É convencimento.

O Presidente desobedece ao próprio Ministério, que orienta o isolamento. O governo tem é que compensar as perdas, pondo dinheiro na mão de quem mais precisa. Dinheiro, tem.

Se o povo obedecer e for para a rua como o Presidente quer, o vírus se espalhará, mais rapidamente, e mais mortes teremos. É o que se deduz das orientações técnicas.

Mas o que se esperar de quem não acredita na Ciência e na Cultura? Salvar o povo só no palpite é que não dá. O mundo todo está aí com seus exemplos.

A poetisa, Professora e Escritora ipuense Aninha Martins teve uma de suas obras reconhecida em Portugal. Sua poesia fará parte de uma publicação em apoio às mulheres com câncer.

Ainda no Ipu. Hoje é o aniversário do Professor e escritor Francisco Mello, uma das personalidades mais respeitadas do município pelo seu histórico de dedicação à cultura.  (foto)

Em Guaraciaba do Norte, uma grande família está de luto. Faleceu ontem Jaime Fernandes Gomes, 83 anos, pertencente a uma das famílias mais tradicionais da cidade.

Sua avó, Emilia Botelho Fernandes foi a primeira Professora diplomada da cidade e, com sua competência, deixou um grande legado. Seus descendentes sempre se destacaram.

Estou escrevendo um livro sobre as pessoas do meu tempo de criança em Guaraciaba do Norte. Este projeto é de 1983. Tentei colher dados, naquela época, junto aos conterrâneos.

Hoje encontrei uma preciosidade. Um texto, escrito à mão, sobre Emilia Botelho Fernandes -Dona Milica foi enviado, em 21/03/83, por seu filho Paulo Augusto Fernandes.

PRIMEIRO PLANO – 08 de Maio

Uma das coisas interessantes, proporcionadas pelas redes sociais, foi o desenvolvimento da escrita. Todo mundo tem oportunidade de se expressar. Bem ou mal.

Tenho lido muitas mensagens interessantes que informam, questionam, orientam, sugerem, criticam, elevam a autoestima, etc.

O idioma é que nem sempre merece a devida atenção. Talvez a pressa seja a grande inimiga. Até o próprio nome, há os que escrevem com letra minúscula.

As concordâncias, tão cobradas em nossas escolas, estão esquecidas. Alguns acham de dar espaço entre a palavra e o símbolo.

Há os que ousam em dizer: “Estou sem meu óculos”. Esta é uma agressão imperdoável. Mas até os anúncios de TV cometem esta agressão que até o corretor do teclado adverte.

Na conversa comum, alguns erros até podem passar, mas por escrito, é outra coisa. E cada um vai expondo a sua própria imagem pela forma de escrever.

Sou defensor de se escrever com simplicidade, mas, corretamente. E, o melhor exemplo que encontro é o próprio Evangelho. E sempre extraímos dele bons ensinamentos.

Li, com tristeza a história da demolição de uma casa que um Professor estava construindo, no interior do Ceará. A derrubada foi às seis da manhã. Injustificável.

Trabalhadores, derrubando a casa de um trabalhador por pura razão burocrática. Observei que o mundo todo adiou suas agendas. Aquela maldade não podia ser adiada.

Pior ainda foi a argumentação para justificar o ato. Sem nenhuma palavra de respeito ao isolamento social que, a própria prefeitura defende, no papel. Pareceu-me vingança.

O médico e betanista Adalberto Barreto tem encontro logo mais às 20 horas sobre Terapia Integrativa Comunitária em Tempo de Corona Virus. Live às 20 horas.

Damos destaque na coluna de Literatura Cearense, à história do Padre Geraldinho, de Crateús, betanista, preso e torturado pela ditadura que, alguns acham, que não houve.

O texto é extraído de nosso livro SEMINÁRIO DA BETÂNIA – AD VITAM – 65 DECLARAÇÕES DE AMOR, publicado pelas Edições UVA, em 2015.

Considero um atestado de ignorância histórica, pedir a volta da ditadura e de seu AI5. Basta perguntar a quem era estudante de 1 de abril de 1964 – 15 de março de 1985.

Professor TEOBERTO LANDIM, sobre o livro PROFESSOR COM PRAZER

Leunam, você é um professor com prazer. Admiro seu trabalho, li com atenção seu livro, sua vivência, atuação no magistério. Teríamos uma escola diferente se seguíssemos suas diretrizes. Grande abraço.

PRIMEIRO PLANO 01 de maio

A realidade do Corona Virus está mostrando que muitas coisas vão mudar em todos os setores da vida. As escolas não serão mais a mesmas.

Há muito tempo os sinais vinham sendo dados para que acontecessem mudanças na sala de aula. Poucos entendiam as mensagens.

No fim dos anos 50 e início dos anos 60, os Professores Lauro de Oliveira Lima e Luiza de Teodoro já pregavam mudanças na comunicação em sala de aula.

A convite do Padre José Linhares, estiveram no Seminário de Sobral para falar e demonstrar algumas metodologias que envolviam os alunos na aprendizagem.

Lembro bem que uma das estratégias interessantes foi a aplicação de Sociogramas para identificação das lideranças na sala, de aula.

Simultaneamente, Paulo Freire em Pernambuco e, especialmente no Rio Grande do Norte, em Angicos, experimentava um novo método de alfabetização de adultos, com sucesso.

Aquelas visões colocavam, na prática, o aluno como agente principal da aprendizagem, deslocando o foco tradicional, mostrando que todo tem os seus saberes. Não só o Professor.

Veio a ditadura em 64 e todas aquelas concepções passaram a ser tidas como subversivas. Professores que pensavam diferente foram perseguidos, afastados, presos. Expulsos do país.

Desde 1971, venho fazendo diferente na sala de aula. E tem dado certo. Já exercitei no Ensino Fundamental, como Secretário de Educação. E deu certo. Os professores vibravam.

Pena que a política partidária não assegura continuidade de experiências exitosas. Cada um que assume que colocar os seus e a continuidade fica prejudicada.

Daí as mudanças não se consolidarem. Quando vão começando a agradar. Volta o sistema anterior. As mudanças geram medo nos que chegam.

De uma hora para outra, com o Corona Virus, as escolas tiveram que se adaptar, criar um jeito de não perder o contato com os alunos. Muitas coisas boas aconteceram. Outras, nem tanto.

Quando a equipe de Professores é composta por inovadores, as saídas são encontradas e fazem sucesso, como está acontecendo na Escola Marina Soares, de Guaraciaba do Norte.

Outros estão patinando sem encontrar saídas. A grande dificuldade é que os alunos não foram treinados a acreditar neles mesmos. Ficam sempre à espera do que lhes dizem os Professores.

Graças a Deus, consegui muitos resultados positivos adotando uma Metodologia em que é valorizada a participação dos alunos. Eles se sentem felizes em construir a aprendizagem.

Claro que isto requer preparação dos Professores. É uma mudança de paradigma. São novas concepções sobre o papel do Professor e dos Alunos.

A grande alternativa que vejo é pela Educação Biocêntrica. Uma concepção que valoriza a vida, a pessoa, a participação, os relacionamentos, as experiências individuais.

Após realizar várias experiências com sucesso e já conhecendo as ideias da Educação Biocêntrica, escrevi PROFESSOR COM PRAZER – Vivência e Convivência em Sala de Aula.

Está num linguajar que qualquer professor o entenderá facilmente e poderá aplicar as orientações práticas que ali estão. Todas já experimentadas e com resultados excelentes.

E, neste momento, o grande apelo é para o ISOLAMENTO SOCIAL. Que não seja de faz de conta. Esta semana é decisiva. Depende de cada um de nós. Achei interessante o texto abaixo:

Queridos Amigo(a)s!

Pelo que os especialistas afirmam, a partir de amanhã teremos no mínimo 30 dias difíceis, de muita dor para muitos….de muitas perdas e só temos um remédio para tentar diminuir tudo isso….realizando de forma séria e muito cuidadosa o isolamento social….conversem com os amigos…..os familiares….com os mais jovens, o contágio é gigantesco…o uso da máscara pode evitar, o vírus vem no ar….na tosse…espirro…sola dos sapatos….em sacos de supermercado….embalagens etc…vamos juntos vencer esse vírus…vai passar….mas precisamos fazer que passe sem tantas

perdas e sofrimento.

Vamos fazer uma grande campanha a partir de hoje…envie suas mensagens para todos os amigos e familiares…vamos ter nos próximos dias a maior taxa de isolamento social do Brasil….juntos somos mais fortes…não esqueça envie agora mesmo sua mensagem em todas as redes sociais…cuidem da higiene pessoal…lavem as mãos sempre e evitem tocar no rosto. Fé em Deus! Esperamos que depois disso tudo passar…possamos voltar melhores…muita coisa precisa mudar dentro de nós e no mundo!!!

Dra. Paula Loureiro – infectologista do H. Oswaldo Cruz

29/04/2020.

PRIMEIRO PLANO 24 de abril

PRIMEIRO PLANO – 24 de abril

Este período de isolamento social tem ativado a criatividade de muitas pessoas e instituições. Cada um escolhendo a melhor forma de conviver com a situação.

No meu caso, estou aproveitando, especialmente, para ler e escrever. São duas atividades de que gosto muito.

Li um livro muito interessante “Maria Madalena – O Evangelho segundo Maria”, de Armando Avena. A primeira parte, narrado por Maria. A segunda por Maria Madalena.

Estou escrevendo um livro sobre pessoas da minha cidade, que conheci no meu tempo de menino. Até os 13 anos, quando saí para estudar no Seminário de Sobral. Até o início de 1955.

É um giro de casa em casa, da pequenina cidade, com meu olhar de menino, para preservar histórias interessantes daquelas pessoas que, a seu modo, lançaram as bases de nosso futuro.

Estou contando com a colaboração de pessoas a quem pedi um relato sobre os seus respectivos pais. Algumas, já as recebi. Muito boas.

Também realizando uma experiência de aprendizagem de piano/teclado, à distância, contando com a orientação da Professora Ivana Sá, em Sobral, e eu em Fortaleza.

A propósito, o Instituto IETOS, da Professora Muldiane Pedroza vem dando continuidade aos cursos de graduação, com aulas à distância.  No Juá, Irauçuba, há muito entusiasmo da turma de Pedagogia.

Aliás, estive com esta turma algumas vezes e sempre percebo que, apesar das dificuldades de deslocamentos e outras limitações, a turma está sempre bem motivada.

Tudo resultado da ação das Professoras Lídia e Muldiane que asseguram um acompanhamento permanente e não permitem que o grupo tenha um curso de faz de conta. (fotos)

TURMA DE PEDAGOGIA, do IETOS, em Juá, Irauçuba – Ceará
Professora Mestre MULDIANE PEDROZA, Diretora do IETOS

Tem-se visto que muitas pessoas que subestimaram e até debocharam do isolamento social encontraram o vírus, de alguma forma. Agora se arrependem do que disseram.

Os médicos cubanos, tão mal recebidos na chegada e, depois, expulsos do Brasil, andam pelo mundo afora cuidando de pacientes do COVID 19. E são muito bem recebidos.

A região norte está em festa com a sangria do Araras, depois de nove anos. Se não fosse o isolamento social, multidões estavam lá, vendo aquele espetáculo da natureza.

Nesta edição, de nossa coluna de Literatura Cearense, está a história de Abdoral Eufrasino de Pinho, de Poranga, extraída do livro “SEMINÁRIO DA BETANIA – AD VITAM -65 Declarações de Amor. ”

Livro
educação e participação

Este isolamento social tem sido um momento para muito aprendizado, desde que não seja levado para o lado do stress.

É preciso aprender a conviver com a situação, especialmente, sabendo que é a única alternativa de que dispomos, para o bem coletivo. São os cientistas da saúde que orientam.

Para aqueles que se irritam com a própria sombra, será sempre difícil. Reclamarão de tudo, mesmo sabendo que seus gemidos não produzirão efeitos. Só irritar os outros.

Aqueles que reclamam de tudo, tornam a situação mais difícil. Melhor é encontrar alternativas e até extrair algum proveito da situação com leituras, filmes, músicas, exercícios físicos, etc.

O isolamento não impediu que família e amigos celebrassem, dia 16, o aniversário da Professora Ruth Cavalcante. O intercâmbio foi pela internet, numa vídeo/comemoração.

Até o Davi, seu filho que mora no Canadá, participou, com a família, da celebração. O que todos queriam mesmo era manifestar o carinho e respeito à grande criadora da Educação Biocêntrica. (foto)

Ruth Cavalcante, criadora da Educação Biocêntrica

A Escola “Maria Marina Soares”, de Guaraciaba do Norte, continua a sua experiência de ensino à distância para compensar a ausência dos alunos.

Segundo o professor Fabiano Martins, os resultados têm sido positivos e os alunos estão, de fato, participando e dando retorno.

Imagino que, se bem conduzidos, programas radiofônicos poderiam ser muito importantes para o apoio aos alunos de Educação de Jovens e Adultos.

Nas décadas de 60 e 70, o rádio era usado, nas dioceses do norte e nordeste, para alfabetização de adultos, por meio do MEB – Movimento de Educação de Base. Foi lá que eu comecei, em 68.

É lamentável que muitas pessoas estejam, por puro exibicionismo, fugindo do isolamento, achando que de nada serve. E com isto levam o vírus para casa ou para a rua.

Muito triste e lamentáveis os pronunciamentos do novo Ministro da Saúde e do Presidente do Banco Central, com suas discriminações em relação aos idosos. Idosos não serão preferenciais.

Para eles, os idosos darão prejuízos, num processo de escolha entre mais novos. Esquecem que todos contribuíram com a Previdência, exatamente para as necessidades da velhice.

Muito triste: o mundo inteiro, países ricos, aderem ao isolamento. Aqui, com a desculpa da economia há os que preferem as perigosas aglomerações. Ignorância ou má fé?

“Leunam, você é um professor com prazer. Admiro seu trabalho, li, com atenção, seu livro, sua vivência, atuação no magistério. Teríamos uma escola diferente se seguíssemos suas diretrizes”

Esta foi uma mensagem que me deixou muito feliz, recebida do Teoberto Landim, ex-colega no Seminário de Sobral, atual Presidente da Academia Cearense de Língua Portuguesa.

Na família, mais dois aniversários, nesta semana: a irmã Neiva, (foto) dia 13, e o primo Padre Luís Gonzaga Gomes Furtado, dia 16.

PRIMEIRO PLANO 10 DE ABRIL

Betanistas são denominados aqueles que estudaram no Seminário São José, de Sobral, que ficava localizado no bairro da Betânia. Hoje o prédio é alugado para o Estado.

Ali vem funcionando, desde o seu início, a Universidade Estadual Vale do Acaraú. Lá está a Reitoria da UVA, Pró-Reitorias e vários de seus cursos.

Os Betanistas formam um grupo que preserva, com muito gosto, as melhores lembranças do Seminário. Estive na Betânia como Seminaristas e, depois, como Professor e Pro Reitor da UVA.

Considerando a importância daquele Seminário em nossas vidas idealizei e realizamos uma grande parceria em que 65 ex-alunos escreveram sobre o período em que ali estudaram.

O Projeto resultou na publicação do livro SEMINÁRIO DA BETÂNIA – AD VITAM – 65 DECLARAÇÕES DE AMOR, lançado em 2015. Com a presença da grande maioria dos 65 coautores. (foto)

Os pesquisadores e cientistas brasileiros que foram maltratados e perseguidos em suas atividades, com cortes de recursos para seus estudos, são agora reconhecidos.

Não pelo governo, mas pela sociedade que está vendo a importância dos Estudos, Pesquisas e Orientações que eles estão propondo. Os teimosos e palpiteiros estão perdendo.

Será que estaríamos na mesma situação se os médicos cubanos não tivessem sido expulsos do país pelo governo recém instalado? Agora, estão em diversos países, socorrendo a população.

Os médicos cubanos chegaram aqui vaiados. Conquistaram o respeito pelo trabalho que foram realizando, mas o povo soube reconhecer-lhes os méritos.

Os poetas portugueses encontraram um jeito de ficar em casa, com a realização da Tertúlia Poética que envolve várias regiões, por meio do Facebook.

Na edição de amanhã, às 19 horas, horário de Brasilia, “Iremos ainda para além do Atlântico, até IPU, no Estado do Ceará, no Brasil” com a poetisa Aninha Martins. Parabéns!

A  Professora, Advogada e Escritora Luzirene Sena, de Pires Ferreira, criou o Laboratório de Redação Online com a finalidade de orientar os alunos para as redações do ENEM.

Luzirene Sena foi minha aluna na UVA e, certo dia, me falou de um romance que havia escrito aos quinze anos. Com o nosso estímulo, transformou seu texto num bom livro: A Carmencita. (foto)

Primeiro Plano

04 de abril

Depois de onze anos, há uma grande expectativa do Açude do Araras sangrar. Será motivo de festa na região norte.

O Araras fica em Varjota, a terra onde mora o grande poeta Maílson Furtado Viana, ganhador do Prêmio Jabuti, em 2018.  E o Maílson continua e continuará fazendo sucesso.

Uma interrogação está na cabeça de todo mundo: O que acontecerá depois desta fase de Isolamento Social?  Uma experiência inédita.

Os cientistas e os profissionais da saúde recomendam o Isolamento Social como a única alternativa ao alcance todos, neste momento. É a prevenção.

Do outro lado, sem uma razão plausível, a não ser econômica, há os que insistem na volta à rua, ao trabalho, às atividades de cada um.

O mundo inteiro, por suas lideranças, defende o Isolamento. As imagens mostram as grandes cidades vazias.

Os governantes de bom senso, como o Presidente Argentino, criando compensações para os trabalhadores garantirem seus ganhos integralmente.

É claro que, para as pessoas que vivem de seus ganhos diários, acontecem as dúvidas, as incertezas. Mas, entre a vida e a morte, todos preferem viver.

Muitos ficam em casa, incentivando a volta ao trabalho, mas, eles mesmos, não são capazes de sair à rua para fazer uma compra. Mas os outros podem. 

Entre as opiniões dos profissionais da saúde, dos cientistas pesquisadores experimentados e o palpite dos leigos exibicionistas, é preferível optar pela Ciência.

Os italianos não acreditaram, inicialmente, na necessidade do isolamento social e perderam milhares de cidadãos e cidadãs.  Portanto, exemplo não nos falta. Ou o palpite ou a Ciência!

Para as escolas, certamente ficarão muitas lições. Novos caminhos serão buscados. As Ciências deverão ser mais valorizadas. A formação do pensamento e da reflexão deverá ser estudada.

Observa-se, no momento, que mesmo pessoas com altos títulos, menosprezam os cientistas. Tudo indica que os diplomas não lhe deram capacidade de pensar, de refletir, de analisar causas e consequências.

Então as escolas terão que repensar a Metodologia. Não se pode conseguir resultados diferentes seguindo os mesmos caminhos. Isto, já dizia Einstein.

E, cada vez mais, vê-se que a alternativa é a Educação Biocêntrica que valoriza a vida, as pessoas, a participação. A aprendizagem é uma opção de cada um. Então é preciso motivação.

Muito aprendizado vai ficar para todos. Viu-se que muito dinheiro não está sendo capaz de resolver. Fugir para onde? Viajar em que?  Pobres, ricos e miseráveis na mesma situação.

E nesta situação, o dinheiro para socorrer os bancos chega rápido ao destino. Para os trabalhadores, é uma burocracia sem tamanho.

Primeiro Plano

27 de março

A ganância de algumas pessoas não tem limite. A questão do isolamento social só é vista pelo lado econômico para tais pessoas que se acham imunes ao Corona vírus.

Para outros, se morrerem alguns, não é problema. Há até quem defenda que os avós devem se sacrificar pela sobrevivência dos netos.

Acima da sobrevivência de pessoas, está o aspecto econômico que não pode ser sacrificado. E o dinheiro de impostos pagos pelos brasileiros? Só para os ricos.

As pessoas de bom senso seguem as orientações dos cientistas da saúde. Os fanáticos, como não raciocinam, seguem, cegamente, seus ídolos. Ou seus bolsos.

Felizmente, os políticos comprometidos com o povo venceram a questão de compensações financeiras para quem fica prejudicado pelo isolamento social.

A Igreja Católica prefere seguir as orientações dos especialistas e manter fechadas as Igrejas neste período. O exemplo vem do próprio Papa Francisco.

Gesto humanitário: moradores das vizinhanças de Hidrolândia ofereceram ajuda às famílias que ficaram desabrigadas com a enchente desta semana.

Em Acaraú, o Secretário Expedito Mesquita, da Assistência Social, está tomando todas as providências para prevenir a chegada das águas do Rio que, para lá, se destinam.

Na semana passada, falamos da iniciativa da Escola Marina Soares, de Guaraciaba do Norte, que recorreu ao ensino à distância para suprir a suspensão das aulas.

O Professor Fabiano Martins, um dos participantes da experiência, está coletando material para relatar, aqui neste site, os resultados. (foto)

A propósito, percebe-se, cada vez mais a necessidade das escolas saírem de suas rotinas tradicionais em busca de novas opções e metodologias.

Uma das demonstrações do cansaço dos alunos em relação às aulas monótonas é a corrida aos bebedouros e banheiros. É a justificativa que encontram para sair das salas.

Em contrapartida, os Professores que adotam as concepções e vivências da Educação Biocêntrica conseguem despertar o entusiasmo e a participação dos alunos.

Vários já são os Professores com experiências a contar. Em Poranga, por exemplo, Fernando Lima e Maria José, dentre outros fazem muito sucesso nas aulas.

Fizeram, juntamente com outros colegas, o curso de Metodologia do Ensino – A Educação Biocêntrica na Sala de Aula e aplicam com muito êxito.

Os Secretários de Educação deviam escolher alguns membros de suas equipes técnicas para Cursos de Educação Biocêntrica. Com isto teriam equipe de multiplicadores de alto nível que repassariam os conhecimentos e as vivências para toda a equipe de Professores.

Primeiro Plano

20 de Março

A chegada do Corona Virus veio mostrar muitas coisas. Uma delas é sobre o ensino à distância. As escolas tiveram que parar suas aulas e não estão preparadas para alguma compensação.

No Maranhão, vivi a melhor experiência de telensino. Era o Fundamental II pela TV, com excelentes resultados. Lá, era uma experiência apenas na Ilha de São Luís. Em 1972.

Na época, o Governador Cezar Cals foi lá com uma equipe da SEDUC e trouxe a experiência para o Ceará. Aqui, não realizou uma experiência piloto. Generalizou para o estado. Fracassou.

Fiz uma experiência em Guaraciaba do Norte e deu excelentes resultados. Tinha características próprias. As aulas estavam em vídeos e os Orientadores de Aprendizagem podiam vê-las antes.

Se a experiência tivesse sido atualizada, atualmente seria uma forma de complementar as aulas ou de substituí-las em situações emergenciais, como o momento atual.

Mas, lá mesmo em Guaraciaba, a Escola Marina Soares está resolvendo a situação com o ensino à distância, via internet. Até o Rádio, poderia ser um instrumento eficaz, como já o foi no passado.

Meu primeiro trabalho foi com Alfabetização de Adultos, pelo Rádio. A iniciativa foi da Igreja Católica, seguindo uma experiência da Colômbia, pelo Movimento de Educação de Base-MEB.

As voltas da história: Médicos cubanos chegaram aqui vaiados por alguns colegas. Fizeram excelente trabalho. Saíram expulsos pelo governo recém instalado. O povo chorou e lamentou.

Agora, são chamados a nos socorrer. Pelo menos os que ficaram no Brasil, em outras atividades, demonstram alegria. A generosidade deles não tem limites.  (foto)

Foi emocionante ver o Brasil aplaudindo os profissionais de saúde que estão cuidando do povo neste grave momento. No nosso apartamento, uma bandeirinha já tremula desde o dia 17.

O governo brasileiro editou uma portaria na noite de quinta-feira proibindo a entrada no país por via aérea de estrangeiros vindos de 12 blocos e países.

Deixou de fora os Estados Unidos, que têm hoje o sexto maior número de casos de Corona vírus registrados no mundo.

Com a criação de nosso site professorcomprazer.com a nossa intenção é oferecer oportunidade para divulgação de experiências interessantes, realizadas em sala de aula.

Há muitos professores que, saindo da rotina, estão criando excelentes atividades em sala de aula, envolvendo a participação dos alunos.

Entendo que o melhor caminho para a sala de aula será a adoção da Educação Biocêntrica. Quem já está aplicando-a, constata os êxitos que são expressos no entusiasmo dos alunos.

Uma dica para os Secretários de Educação: Contatos com o CDH – Centro de Desenvolvimento Humano e capacitem sua equipe com o curso de Metodologia do Ensino. 85-9 9785 0036 – Rozane.

Na coluna de Ideias & Noticias, no site Professorcomprazer.com está um artigo do Advogado Franzé Bezerra sobre o descrédito no judiciário. Vale a pena ler e refletir, até nas salas de aula.

Imagino que deve ser um suplício trabalhar com uma autoridade que além de achar que sabe de tudo, não tem a menor afinidade com a equipe

Primeiro Plano

13 de Março

Hoje, sexta feira, 13 de março, é um dia histórico. Celebração dos 190 anos de nascimento de Antônio Vicente Mendes Maciel, o célebre Antônio Conselheiro, de Quixeramobim.
Passou por Santa Quitéria, Ipu e Guaraciaba do Norte. Nesta última, onde foi tabelião, deixou descendentes. Um deles é o empresário Dedé Luciano. Seu tetraneto é o músico Daniel Domingues.
Conselheiro fundou Canudos em 1893, no sertão da Bahia. Apesar de algumas versões distorcidas, tornou-se um dos mais importantes vultos da história do Brasil.
Muitos eventos foram programados para hoje tanto em Salvador quanto em Canudos. Tenho a impressão de que nada foi programado em Guaraciaba do Norte. Nem nas escolas.
Com a nomeação do historiador Márcio Porto, após concurso para a Secretaria de Cultura, é possível que assuntos da História do Ceará sejam mais valorizados.
Foi o Governador Camilo Santana o primeiro a proporcionar condições à SECULT para funcionar com estrutura de pessoal própria. Isto dá um novo rumo à instituição.
Esta, com certeza, é uma grande vitória do Secretário Fabiano dos Santos que ali desenvolve um trabalho exemplar.
A mim, me incomoda ouvir comentários em programas jornalísticos locais, que tratam o Governador Camilo Santana como se fosse apenas um cumpridor de ordens de um grupo.
Há comentaristas que ignoram a história familiar do Governador. Seus pais são pessoas importantes para a política cearense. O pai foi perseguido político pela ditadura.
Acho triste que, na maioria dos municípios, surgem candidatos a prefeito dispostos a disputar, mas sem nenhum plano de ação a apresentar. Respaldam-se apenas no dinheiro que possuem.
Pior ainda, são os eleitores que só avaliam o aspecto do dinheiro. Ninguém pergunta quais os motivos que fazem o cidadão querer ser prefeito ou vereador. Depois falam mal dos políticos.
Realmente, há maus políticos. Oportunistas, interesseiros. Mas há os bons, com objetivos. E não há saída fora da política. Resta-nos escolher bem.
Todas as importantes conquistas sociais resultam de trabalho de políticos competentes e comprometidos. Muitas, agora, estão sendo perdidas por ações ou omissões de políticos.
Dia 11, no encontro Tapioca Amiga, foi celebrado o aniversário de seu idealizador e patrocinador Juarez Leitão, um betanista que nos orgulha a todos.

Ele mesmo fez questão de ter, no evento, outro betanista aniversariante: Edson Costa, famoso Oftalmologista, em Fortaleza. Também lá: Aguiar Moura, Brisamor, Regis e eu.
Estamos implantando o nosso site professorcomprazer.com para divulgar o nosso livro que, agora, pode ser adquirido à distância, como e-book. A montagem e assistência técnica ao site é de HPITO CRIAÇÕES FREELANCER.
Nosso objetivo também é divulgar experiência pedagógicas interessantes, desenvolvidas em escolas públicas ou particulares. Há muitas coisas interessantes sendo realizadas.

Peça já o seu livro

859959-2217