Conheça o livro: O Dom que vive em nós! Edição de 07 de janeiro de 2022

Compatilhar

No sábado, dia 15, acontecerá na cidade do Graça, a Colação de Grau da turma de Pedagogia. Fui um incentivador da formação da turma e seu primeiro Professor.

Tive a oportunidade de dar um rumo diferente, com uma metodologia que incentivava a participação na sala de aula. Aquilo gerou integração e muito entusiasmo na turma.

Os concludentes reconheceram a importância daquele sistema de aula que influiu em suas vidas e, agora, em reconhecimento, convidaram-me para ser o Paraninfo.

Tive também a comprovação da importância da valorização das pessoas no dia de ontem. Inúmeras manifestações de cumprimentos pelo meu aniversário.

Pessoas com quem trabalhei em Sobral, Fortaleza, São Luís, Croatá, Poranga, Guaraciaba do Norte, Graça, Ipueiras, Ipu, Reriutaba, Cariré, Crateús etc. se manifestaram.

Disseram-me palavras emocionantes. Alguém destacou o fato de aprender e tratar os alunos pelos seus nomes. Um fato de muita importância. Sempre estive atento a este detalhe.

Dos companheiros do tempo do Seminário, que me conheceram desde os treze anos, foram tantas palavras de estimulo que me deixaram emocionado.

Separei as mensagens para lhes dar um destino que me faça sempre lembrar dos meus compromissos com a vida.  O Juarez Leitão, por exemplo, disse:

“Você é uma pessoa que faz bem ao seu tempo e aos habitantes do mundo que frequenta. Vocacionado para o magistério, o exerce do modo mais sublime, com abnegação, amor e competência. Um ser agregador, tem o dom de fazer amigos e natural capacidade para liderar.”  O que  posso dizer?

Fiz um agradecimento geral e o Zé Cândido Fernandes me vem com esta: “Leunam, li sua mensagem. Você dignifica, engrandece e glorifica não só   classe dos educadores, mas também à própria raça humana!”

Betanistas aniversariantes: hoje Luciano Paiva, do Ipu; dia 8: Lourenço Araújo Lima, de Ipueiras e Arnaldo Menezes, de Parnaíba/Santana do Acaraú;  Dia 9, Marcelo Farias, de Sobral.

Dr. Pedro Eurico e seu livro O DOM QUE VIVE EM NÓS

O Mons. Assis Rocha que escreve semanalmente, aqui neste site, voltou entusiasmado, do Recife, com o livro O DOM QUE VIVE EM NÓS, de Dr. Pedro Eurico, sobre Dom Helder.

“Gostei muito de todos os depoimentos, sobretudo daqueles que eu conhecia o depoente.” Seu comentário sobre o livro está aqui no site. Vale a pena. Ele diz:

“Até tentei conseguir algum contato telefônico para estes a fim de comentar o que eles disseram e o carinho e destemor do próprio Pedro Eurico na condução da mensagem que ele queria passar.”

Vi, recentemente, e indico a série PASSAPORTE PARA LIBERDADE, no Globoplay. É a história de uma brasileira, Aracy de Carvalho, que trabalhava no Consulado, em Hamburgo.

Araci tornou-se esposa de João Guimaraes Rosa. Ambos se conheceram trabalhando naquele Consulado, na Alemanha.

Pouco conhecida entre nós, a brasileira entrou para a história ao arriscar a própria vida para salvar judeus que precisavam escapar do nazismo durante a 2ª Guerra Mundial.

O filme me fez pensar na arrogância de Hitler e seus fanáticos que se achavam uma raça superior e perseguiam as demais, especialmente judeus.

A constante perseguição de policiais a negros, ora acontecendo no Brasil, me fez  pensar, se tais atitudes não são sementes que estão sendo lançadas. Quem autoriza a que isto aconteça?

Sempre houve preconceito de cor no país, mas depois da abolição, a violência física contra negros não chegava aos níveis atuais. Em São Luís, um rapaz foi retirado do próprio carro e espancado.

Tenho plena convicção, por experiência, de que o caminho para diminuir tais atitudes brutais é a convivência na sala de aula. Com Professores, previamente, preparados para aula participativa.

Quem já foi meu aluno ou aluna, sabe de que estou falando. Nas nossas aulas é estruturado um clima para boa convivência, para o diálogo, para valorização de cada um. Desde o primeiro dia. Tudo está em PROFESSOR COM PRAZER -Vivência e Convivência na Sala de Aula.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *